Fundação Edson Queiroz - Universidade de Fortaleza

Banner
RSS Twitter Youtube Flickr instagram g1 facebook

Buscar

Unifor on-line

Banner
Home Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Programa de Pós-Graduação em Psicologia

O Programa de Pós-Graduação em Psicologia tem como objetivo formar pesquisadores e/ou docentes nos saberes e práticas psicológicos, considerando os processos de subjetivação contemporâneos decorrentes do sofrimento psíquico e sua repercussão no sujeito e no social.

Áreas de concentração
Estudos Psicanalíticos
Psicologia, Sociedade e Cultura


Linhas de pesquisa
Sujeito, Sofrimento Psíquico e Contemporaneidade
Realiza pesquisas em psicanálise sobre os aspectos conceituais das diferentes vertentes psicanalíticas, problematizando ainda a clínica e suas relações com o social. Com este enfoque contribui para uma discussão aprofundada com a linha de pesquisa Produção e Expressão Sociocultural da Subjetividade, quando os trabalhos produzidos se cruzam pela vertente da psicopatologia, da família ou do gênero. É realizada uma articulação, sem caracterizar superposição de estudos, uma vez que o sujeito em foco é analisado por visões diferentes. Os projetos em andamento nesta linha servem como indicadores da preocupação dos pesquisadores em recortar o sofrimento psíquico a partir da clínica das adições, da psicossomática e da reforma psiquiátrica, a partir das diversas leituras que a psicanálise comporta.

Produção e Expressão Sociocultural da Subjetividade

A ênfase recai nos enfoques fenomenológico, etnográfico e sistêmico, buscando a compreensão da mútua constituição entre cultura e sofrimento psíquico. Esta linha comporta pesquisas realizadas nos campos da saúde pública, da psicopatologia, da educação e da escola, da família, dos fenômenos existenciais e das relações de gênero.

Ambiente, Trabalho e Cultura nas Organizações Sociais
Voltados para a realização de estudos direcionados à inter-relação dos indivíduos com os diversos ambientes sociais, considerando o sofrimento psíquico daí resultante, a partir dos referenciais da Antropologia, da Psicologia Social e da Psicologia Ambiental. Há uma constante articulação entre as duas linhas de pesquisa que compõem esta área de concentração, principalmente através do referencial da Antropologia, por exemplo, ao analisar a perspectiva médica através dos estudos de psicopatologia ou quando é aplicada aos estudos culturais das organizações. Os projetos em andamento nesta linha servem como indicadores da preocupação dos pesquisadores em recortar o sofrimento psíquico contextualizado nos diversos espaços de trabalho, lazer e ócio, como três dimensões fundamentais na construção cotidiana da busca de bem-estar.