angle-left Ancestralidade Brasileira e Cultura Popular são temas de mesa-redonda na Unifor

Ancestralidade Brasileira e Cultura Popular são temas de mesa-redonda na Unifor

O pesquisador e cineasta Rosemberg Cariry e a professora e psicóloga Maíra Maia de Moura foram convidados para analisar o tema em evento no dia 28 de março.


Tribo Jenipapo-Kanindé, foto de Iago Barreto Soares
Tribo Jenipapo-Kanindé, foto de Iago Barreto Soares

Com o objetivo de aprofundar novos conhecimentos sobre a ancestralidade brasileira e de que modo ela está viva na cultura popular, será realiza na Unifor, no dia 28 de março, uma mesa-redonda, a fim de contribuir para uma compreensão da Psicologia da Cultura Brasileira.

O evento, com início às 9h15 no auditório do Bloco H, é fruto do Grupo de Estudos de Psicologia Analítica, com enfoque na Alma Brasileira. A organização é do curso de Psicologia da Unifor, em parceria com a Liga de Psicologia Analítica da UFC e o Movimento Espiral.

O debate contará com a participação de Rosemberg Cariry, pesquisador de cultura popular e cineasta brasileiro; e a professora Maíra Maia de Moura, coordenadora do Grupo de Estudos de Psicologia Analítica e psicóloga de orientação Junguiana. Os convidados apresentarão um debate sobre a alma ancestral e de que modo ela está representada na cultura nordestina, nas festas populares, na música, nas danças e narrativas.

Na programação, será realizada ainda uma exposição de fotografias dos povos indígenas de autoria de Iago Barreto Soares.

A participação é aberta ao público e as inscrições gratuitas podem ser confirmadas pelo link abaixo.

Serviço

Mesa-redonda Da ancestralidade Brasileira a Cultura Popular Nordestina
Data: 28 de março de 2019
Horário: 9h15 às 11h15
Local: Auditório do Bloco H