angle-left Estudantes da Unifor são selecionados para o Clinton Global Initiative

Qua, 30 Maio 2018 16:07

Estudantes da Unifor são selecionados para o Clinton Global Initiative

O encontro global entre líderes mundiais e estudantes acontece em outubro de 2018, em Chicago.


Alunos de Graduação e Pós-Graduação vão apresentar trabalhos em diversas áreas como Educação, Mudanças Climáticas e Direitos Humanos. (Foto: Ares Soares)
Alunos de Graduação e Pós-Graduação vão apresentar trabalhos em diversas áreas como Educação, Mudanças Climáticas e Direitos Humanos. (Foto: Ares Soares)

Doze projetos desenvolvidos por alunos da Unifor foram selecionados para a Clinton Global Initiative University (CGI U), que ocorre de 19 a 21 de outubro na Universidade de Chicago, Estados Unidos. 

Realizado desde 2007 pela Fundação Clinton, o encontro reúne líderes e estudantes de todo o mundo para debater soluções relacionadas a questões globais.

Na edição deste ano, um total de 17 alunos de diferentes cursos de Pós-Graduação e Graduação viajam para apresentar trabalhos nas áreas de Educação, Meio Ambiente e Mudanças Climáticas, Paz e Direitos Humanos, Redução da Pobreza e Saúde Pública.

Para a vice-reitora de Pós-Graduação da Unifor, professora Lília Sales, “a Unifor, como única instituição de ensino do Brasil parceira da Fundação Clinton, estimula seus alunos a desenvolver projetos e ações que impactam positivamente na sociedade, propondo soluções para resolução de problemas locais com potencial global”.

Aluno da Especialização em Direito Internacional, André Oliveira é autor do projeto que propõe a promoção de sistema legal e gratuito de apoio aos imigrantes e refugiados. Ele acredita que “o evento será bastante produtivo. Lá eu pretendo sanar as dúvidas que ainda tenho sobre a implementação do projeto e fazer networking com outros profissionais que também estarão no encontro”.

Com um projeto que promove a integração de idosos socialmente excluídos, João Queiroz Neto afirma que recebeu muito como aluno da Unifor. "Não apenas através do conhecimento que adquiri aqui, mas também como indivíduo na sociedade, capaz de propor um projeto de impacto positivo. É muito prazeroso me sentir capaz de desenvolver algo relevante socialmente”, diz o aluno do MBA em Gerenciamento de Projetos. 

Trabalhos aprovados

"Rajada - Empoderamento de jovens por meio de histórias", por Lucas Sales. O projeto consiste na produção de uma série de curtas-metragens documentando conquistas reais e histórias inspiradoras da vida de vários adolescentes que vivem em locais socialmente desfavorecidos na cidade de Fortaleza.

"The MDF Project", por Raiza Maria de Oliveira. O trabalho já está sendo posto em prática. Baseado na reutilização de materiais que anteriormente eram jogados no lixo por empresas que trabalham com móveis, transformando-os em novos objetivos de decoração.

"Semeando Saúde e Colhendo Dignidade", por Alberto Galvão. Tem o objetivo de levar saúde e dignidade às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social por meio do manejo de plantas, oferecendo uma nova ocupação e fortalecendo o trabalho comunitário.

"Cidadãos do Mundo", por André Oliveira. O compromisso do trabalho é fornecer assistência jurídica gratuita aos refugiados e imigrantes, que inclui orientação sobre a legislação brasileira e assistência na regularização de documentos oficiais.

"A Paz no Palco", por Mariana Saraiva de Melo e Rafaela Mota Holanda. O trabalho tem intuito de  desenvolver as habilidades do século XXI como mediação de conflitos, liderança e criatividade em adolescentes da periferia de Fortaleza.

"#TBT: Throwback Technology", por João Mouzinho de Queiroz Neto. Promove a integração de idosos socialmente excluídos por meio do retorno à coexistência social (throwback), realizada com a implementação de grupos para ensinar noções de uso da tecnologia.

"Somos Um", por Drauzio Barros Leal. A iniciativa fomenta o empreendedorismo social, a fim de apoiar potenciais empreendedores de comunidades de baixa renda oferecendo preparação para ingressar no mercado e desenvolver negócios.

"Ban the Bomb Project", por Mariana Zonari. Tem como objetivo estimular a conscientização dos brasileiros sobre os impactos humanitários das armas nucleares e, também, ajudar o país a assumir seu papel de ator global para abolir o uso de armas nucleares.

"Mundo pelos Olhos", por Bianca Dantas, David Facó e Miguel Weingartner. Voltada para pessoas com surdez, o projeto dará suporte no desenvolvimento da produção cinematográfica, por meio de oficinas de roteiro e direção ministradas por intérpretes.

"Discuta uma Ideia, Mude sua Mentalidade", por Caio Giffoni e Lucas Barbosa Sampaio. Consiste na criação de uma sociedade de debates na Unifor voltada para os alunos das áreas de Tecnologia.

"Olha a Água, seja PET friendly", por José Castro Neto. Criação de aplicativo virtual para encontrar fornecedores de água e contêineres de lixo na cidade, com o compromisso de evitar o acúmulo de garrafas PET arremessadas por motoristas nas ruas de Fortaleza.

"Map It Like a Girl", por Joyce Lima e Nadyegida Rego. O projeto propõe a criação de um mapa colaborativo no qual as mulheres podem reportar lugares onde presenciaram casos de assédio em Fortaleza.