angle-left Andréa Dall’olio, Azhuli e Marco Ribeiro participam do terceiro encontro do Conversa com Artistas

Andréa Dall’olio, Azhuli e Marco Ribeiro participam do terceiro encontro do Conversa com Artistas

Neste sábado (15), artistas vão debater o processo criativo de suas obras expostas na 20ª Unifor Plástica, no Espaço Cultural Unifor.


Obras de Azhuli (à esquerda) e Andréa Dall’olio (à direita) expostas na 20ª Unifor Plástica: Simultaneidades – A Arte com a Palavra (Foto: Ares Soares)
Obras de Azhuli (à esquerda) e Andréa Dall’olio (à direita) expostas na 20ª Unifor Plástica: Simultaneidades – A Arte com a Palavra (Foto: Ares Soares)

Acontece neste sábado (15) o terceiro encontro do projeto Conversa com Artistas, com a participação de Andréa Dall’olio, Azhuli e Marco Ribeiro no Espaço Cultural Unifor. A iniciativa promove um bate-papo sobre o processo criativo das obras dos três artistas que estão em cartaz na 20ª Unifor Plástica: Simultaneidades – A Arte com a Palavra. Com entrada gratuita e aberto ao público, o evento acontece de 16h30 às 18h.

A ação visa aproximar o expectador e o artista, de forma a democratizar a arte e torná-la mais acessível. O projeto Conversa com Artistas acontece aos sábados do mês de fevereiro e já recebeu os expositores Júlia Debasse, Rian Fontenele, Mário Sanders, Virgínia Pinho e Ana Cristina Mendes. Conheça a seguir um pouco mais sobre os artistas do próximo encontro.

Andréa Dall’olio

Nasceu em 1976, em Fortaleza. Graduou-se em 2001 na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFC. Pós-Graduação em Iluminação e Design de Interiores, Inbec, 2007. Mestrado em Ciências da Cidade, Unifor, 2019. Seu trabalho em artes plásticas mescla suportes como gravura, pintura, bordado e arte têxtil. Principais exposições individuais: 2019, Arte Têxtil - Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Centro Cultural BNB, Juazeiro do Norte, Casa da Cultura de Sobral, CE. Costurando Histórias - Museu da Indústria, Fortaleza, CE.

Principais exposições coletivas: 2016, Poéticas Gravadas - Espaço Cultural Aldemir Martins, 2017, Salão de Abril Sequestrado, Galeria Sem Título, Conexões - Galeria Vicente Leite, Fortaleza. 2018, Artistas Brasil-Alemanha, Sótão Moleskine, Galeria Menu das Artes, Novos Olhares para Monalisa - Museu do Ceará, Fortaleza. 2019, Exposição Adjetivo Feminino - Centro Cultural Belchior, Fortaleza. Linhas da Cidade - Casa Barão de Camocim, Novos Olhares para Monalisa Entre o Pop e o Contemporâneo, Museu da Indústria, Fortaleza. Vive e trabalha em Fortaleza.

Azhuli

A artista nasceu em 1995 na cidade de Fortaleza. Estudou na Universidad Nacional de las Artes, em Buenos Aires (Argentina). Realizou residência artística em Braga (Portugal) e hoje estabelece seu ateliê em sua cidade natal.

Mostras coletivas: Em Desalinho, Galeria Sem Título, 2016; Revelações, Galeria Vicente Leite, 2017; Salão de Abril Sequestrado, Galeria Multiarte, 2017; XIX Unifor Plástica – Uma constelação para Sérvulo Esmeraldo, 2017; Novos Olhares para Monalisa, Museu do Ceará, 2017; Feira Parte, Galeria Sem Título, 2017; Novos Olhares para Monalisa: entre o pop e o contemporâneo, Instituto do Museu Jaguaribano, 2018; Espacio Galerie, 2018; 3o Salão de Artes do Porto Iracema das Artes, Galeria Leonilson, 2018; Adjetivo Feminino, Centro Cultural Belchior, 2019; Novos Olhares para Monalisa, MAUC – Museu de Arte Universidade Federal do Ceará, 2019; Novos Olhares para Monalisa, Museu da Indústria, 2019. Mostras individuais: Aqui é o amor, Galeria Mário Barata, 2018; Aqui é o amor, Centro Cultural Belchior, 2018. Vive e trabalha em Fortaleza.

Marco Ribeiro

É baiano de Guanambi, mas firmou residência em Fortaleza há 18 anos, onde começou a desenvolver sua carreira como artista visual em 2013. Antes, atuava como designer gráfico e diretor de arte. Sobre o papel, o artista cria grafismos em técnicas diversas como desenho em nanquim, fotografia expandida, escultura, experimentações com cimento, linha de algodão, colagem analógica e livros-objetos.

Destacam-se as séries Escritos sobre Constâncio (2016/2019), Ponto de Fuga (2016-2019), Linhas Projetantes (2017), Cartas que escrevi pra mim (2017). Integrou, em 2015, a coletiva Elementa na Galeria Contemporarte (Fortaleza/CE); em 2017, a exposição Conexões, na Galeria Vicente Leite, e a XIX Unifor Plástica, ambas na capital cearense; em 2018, Teoria dos Conjuntos e O olho que aponta não é o mesmo que vê, na Galeria Base (São Paulo). Entre 2016 e 2019, realizou quatro exposições individuais: Homônima, na Galeria Karla Osório (Brasília); Estrutural, na Galeria Contemporarte (Fortaleza); Menor Distância, no Centro Cultural Belchior (Fortaleza); e Tempoggetto, na DoppioFondo (Veneza, Itália).

Serviço

Conversa com Artistas
Data: Dias 1°, 8, 15 e 29 de fevereiro de 2020 (sábados)
Horário: 16h30 às 18h
Local: Espaço Cultural Unifor
Entrada gratuita e aberta ao público

Event Navigation Portlet is temporarily unavailable.