angle-left Curso de Arquitetura e Urbanismo foi repensado para atender às novas demandas do campo de trabalho

Qui, 19 Setembro 2019 14:32

Curso de Arquitetura e Urbanismo foi repensado para atender às novas demandas do campo de trabalho

A nova proposta será iniciada em 2020 e busca formar profissionais mais independentes e autoprodutivos


A partir de 2020, a grade curricular do curso de Arquitetura e Urbanismo será totalmente reformulada. (Foto: Ares Soares)
A partir de 2020, a grade curricular do curso de Arquitetura e Urbanismo será totalmente reformulada. (Foto: Ares Soares)

O Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Fortaleza está em constante atualização para atender às novas tendências do mercado de trabalho de forma qualificada e com excelência. Por isso, a partir de 2020, a sua grade curricular será totalmente reformulada, para formar profissionais mais multidisciplinares, autoprodutivos e capazes de compreender e solucionar projetos amplos da área, em um novo contexto. 

A primeira mudança do curso será no modelo de ensino, que passa do regime de créditos para o regime seriado, em que as matrizes curriculares são integradas. E será implementado um currículo por competências: conhecimentos, habilidades e atitudes, o que promove uma ligação eficiente entre teoria e prática, articulada progressivamente durante toda a graduação de acordo com a complexidade do problema de projeto lançado naquele semestre.

O novo curso de Arquitetura e Urbanismo será dividido em cinco ciclos anuais, cada um com componente curriculares e temas integradores específicos, que serão aplicados em um projeto, assim, todos os conteúdos de todas as disciplinas serão voltadas para este mesmo projeto.

Por exemplo, durante o primeiro ciclo de aprendizado, o tema será habitação, e no 1º semestre os alunos irão desenvolver o projeto de um abrigo temporário e no 2º semestre uma habitação unifamiliar. Com essa modelagem de ensino, professores e alunos irão trabalhar de forma sistemática e interativa as diversos conhecimentos, habilidades e atitudes desejadas de forma transdisciplinar. 

Durante a graduação os estudantes irão estudar e desenvolver projetos com temas específicos, sendo eles: Habitação; Educação, Cultura e Lazer; Edifício e Paisagem; Edifício e Cidade; e Edifício, Paisagem e Cidade, respectivos aos anos de formação. Esse modelo de ensino alia o que há de mais moderno no mercado ao meio acadêmico, ressignificando a relação entre pesquisa e projeto.

A professora e coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo  da Universidade de Fortaleza, Camila Girão, comenta as expectativas para a mudança e como esse novo modelo irá impactar no perfil dos futuros profissionais. “Estamos muito animados para começar, o corpo docente se envolveu muito e a expectativa é apoiar o aluno dentro do seu processo e dar o suporte necessário”, declara. 

A coordenadora comenta ainda sobre como a reformulação agrega à formação dos universitários na parte prática. “Será teoria aplicada sempre, não tem mais exceção. E acho que vai ser um ganho para o que hoje se está exigindo do profissional do futuro: aprender sempre, buscar o conhecimento a partir da pesquisa qualificada, reconhecer um processo metodológico que sempre irá usar; e se preparar para os desafios que a gente ainda nem sabe hoje exatamente quais são. Então, é preciso estar consciente da própria prática, inclusive em termos éticos”, afirma Camila Girão. 

O que são Cursos Seriados?  

São cursos ofertados aos alunos em módulos programados para cada semestre em regime seriado. Ou seja: eles seguem uma lógica sequencial organizada por competências e habilidades, conforme matriz curricular de cada curso. Essa nova formatação pressupõe a matrícula do aluno em todos os módulos ofertados por semestre.Logo, a matrícula é por pacote fechado, o que, do pontos de vista financeiro, é mais sustentável e mais acessível para os alunos, afinal, o estudante paga uma mensalidade pré-determinada, independente da carga horária cursada no semestre.

As principais características do regime seriado são: integração curricular, flexibilidade, previsibilidade do itinerário formativo discente e ausência e pré-requisito em série, características que culminam no formato de uma matriz curricular mais impactante na formação pedagógica, técnica, humana e profissional dos egressos. Com isso, a Unifor ratifica o compromisso institucional com a sua formação de excelência e qualidade de ensino.

News Navigation Portlet está temporariamente indisponível.