Unifor realiza Workshop de Redação de Patentes

Um dos objetivos do workshop é incentivar o registro de patentes na Universidade e auxiliar os interessados a darem seus primeiros passos na redação de patentes


A proteína Lectina, usada em pesquisas pelo Núcleo de Biologia Experimental da Unifor (Foto: Divulgação)
A proteína Lectina, usada em pesquisas pelo Núcleo de Biologia Experimental da Unifor (Foto: Divulgação)

A Universidade de Fortaleza, através da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (DPDI), em parceria com o Axonal Consultoria Tecnológica, representante da plataforma Questel-Orbit (sistema de busca em bases de patentes mundiais) no Brasil, irá realizar um Workshop de Redação de Patentes no dia 9 de novembro, no auditório B28, de 8h30 às 16h30.

O Workshop é aberto a toda comunidade acadêmica e fortemente recomendado para alunos e professores que participam de linhas e grupos de pesquisa. Serão 6 horas de treinamento onde os participantes serão incentivados não só a darem os primeiros passos na redação de patentes, mas também ampliar o conhecimento dos que já possuem familiaridade com esse registro.

O prof. Ricardo Colares, coordenador do EDETEC, e organizador do workshop, ressalta a importância do evento “O objetivo maior é difundir e desmistificar a produção de patentes no meio acadêmico, bem como despertar para o uso da criatividade e da ciência aplicada na geração de novos produtos e tecnologias”.

Confira a programação

08:30 - 09:00
Credenciamento de inscritos

09:00 - 12:00
Revisão de fundamentos sobre patentes e sua implicação no processo de redação e tramitação

13:30 - 16:30
Guias e Diretrizes para redação e análise de patentes.
Erros comuns em redação e tramitação de patentes
Estratégias de redação de descrições de invenções, reivindicações e relatórios descritivos

Unifor cuida do processo de patenteamento

A Fundação Edson Queiroz, por meio da DPDI, mantém atualmente um portfólio de 33 pedidos de patentes, das quais 4 patentes já consentidas, resultantes dos trabalhos conduzidos nos grupos e linhas de pesquisas nas mais diversas áreas,  bem como resultado do desenvolvimento de projetos em parceria com empresas incubadas no EDETEC  e instalados no Parque Tecnológico (TEC-UNIFOR).

Vasco Furtado, Diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, comenta que o workshop é para fomentar inovação e destaca o papel da universidade no registro de patentes. “É importante que os professores, pesquisadores tenham a seu dispor instrumentos para registrar o conhecimento que produzem na universidade. Registrar através de patentes e com isso conseguir levar ao mercado, a sociedade, o conhecimento que desenvolvem aqui”, relata.

Ele salienta que a universidade possui política de premiação de inventores, ou seja, quando a patente é utilizada em benefício comercial para alguma empresa ou por algum parceiro da universidade, o autor/pesquisador é reconhecido financeiramente, caso ganhos financeiros ocorram com aquela invenção. Por isso a importância do curso para a universidade, para que mais pesquisadores saibam como registrar o conhecimento que produzem.

“A DPDI tem inclusive produzido cartilhas sobre como deve ser o trâmite do processo de registro de patentes. Nós, junto com a assessoria jurídica e o escritório de advocacia especializado nesse processo, temos realizado e damos todo o apoio aos pesquisadores interessados em registrar suas ideias, seu conhecimento, fruto do trabalho desenvolvido na universidade,” ele finaliza.

Exemplos de pedidos de patentes já depositados pela Universidade de Fortaleza:

- Utilização da Lectina A-D-Galactose-Ligante de Sementes de Artocarpus Incisa L., Frutalina, Biotinilada, no Diagnóstico de Patologias Prostáticas

O objetivo é usar uma proteína vegetal (frutalina) no diagnóstico de doenças de próstata em humanos. A patente é fruto e pesquisa desenvolvida pelo Núcleo de Biologia Experimental (NUBEX) da Universidade de Fortaleza, sob a liderança da professora Cristina Moreira.

- Sistema Digital Adaptativo e programável para controle automático de temperatura da água em bebedouro

Equipamento de controle de consumo e automação de funcionamento em bebedouros, trazendo uma economia substancial na conta de energia, sendo de fácil operação por parte do usuário. A patente é resultado de cooperação científica e tecnológica com a empresa ESMALTEC, que integra as empresas do TEC-UNIFOR, e já encontra-se em fase de transferência para o mercado.

Você confere o portfólio completo com todas as patentes da DPDI, clicando aqui

Sobre Henry Suzuki

Agente da Propriedade Industrial. Especialista em bases de dados, técnicas patentárias e científicas. Graduado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade de São Paulo e pós-graduado em administração de empresas pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. Agente do Questel-Orbit no Brasil e na América do Sul. Titular da Cadeira nº 2 da Academia Nacional de Farmácia. Empreendedor, Inventor, Membro Fundador da Mentores do Brasil.

Sobre Axonal

A Axonal Consultoria Tecnológica é uma empresa prestadora de serviços de prospecção, indução e suporte ao desenvolvimento e comercialização de novos produtos e plataformas tecnológicas, com foco em atividades que envolvem geração e proteção de capital intelectual, financiamento de projetos e transferência de tecnologia.

Serviço

Workshop de Redação de Patentes
Data: 9 de novembro de 2018
Local: Auditório B28
Hora: 8h30 às 16h30