LABORATÓRIO DE INTERNET DAS COISAS

Laboratório de Internet das Coisas Laboratório de Internet das Coisas

 

O laboratório de IoT (Internet of Things) é um espaço do NATI voltado para a formação prática de alunos com foco em tecnologias e soluções de Internet das Coisas. O laboratório conta com a parceria da empresa CISCO e da Fundação de Ciência Tecnologia e Inovação – CITINOVA da Prefeitura de Fortaleza tendo o objetivo de desenvolver soluções no eixo de cidades inteligentes.

Projetos

O DoeSangue é um aplicativo tem o objetivo de ampliar e fidelizar a rede de doadores, ofertado informações e serviços e divulgando campanhas e informações para os doadores.


Equipe: Vinicius Freire de Oliveira , Lucas Dias de Pontes, Francisco Aglalberto Lourenço da Silva Filho e Tiago Marinho


Área de atuação: Saúde coletiva


Parceiros: HEMOCE
 

Devido ao grande número de patrimônio que a universidade de fortaleza possui realizar a gestão patrimonial se torna uma tarefa complicada. A rápida evolução da tecnologia pode nos fornecer soluções para prever e monitorar, minimizando ou mesmo eliminar o sumiço de equipamentos. Usando uma rede de sensores sem fio (WSN) e uma implementação de Internet of Things (IoT), podemos criar um ambiente ecológico e controlado. Este projeto apresenta um sistema integrado e autônomo que pode monitorar, armazenar e analisar dados dos equipamentos monitorados. As informações estão disponíveis através de uma aplicação web com habilidades de gerenciamento central. Nosso aparelho pode funcionar autônomo, bem como parte de uma rede inteligente de equipamentos eletrônicos. O sistema visa determinar e designar espaços ambientais, nos quais os patrimônios podem transitar. Mais específico, pode ser usado em patrimônios culturais mundiais. 


Equipe: Vinicius Freire de Oliveira e Ronaldo Almeida


Áreas de atuação: Engenharia da computação

Mais e mais cidades ao redor do mundo estão em transição para serem chamadas de "Cidades Inteligentes". Essas cidades estão integrando sensores e vários dispositivos de monitoramento através de uma rede, tipicamente a internet, em um esforço para otimizar o funcionamento da cidade e a eficiência do serviço, além de melhorar sua interface com cidadãos diretamente. Os dados coletados podem ser analisados para gerenciar muitos ativos municipais, como usinas de energia, sistemas de água e esgoto, sistemas de tráfego e transporte e muitos outros serviços comunitários. Em essência, as cidades inteligentes usam o IoT para coletar dados e analisá-lo para interagir diretamente com a infra-estrutura da cidade e monitorar os ativos das cidades em tempo real e a evolução da comunidade para melhorar a eficiência operacional e reagir proativamente aos potenciais problemas antes de surgirem.


Equipe: Vinicius Freire de Oliveira e Ronaldo Almeida


Áreas de atuação: Engenharia da computação
 

Um sistema de pesagem portátil com sensores de pressão para coleta e registro automático do peso do paciente com doença renal cronica, associado a um serviço que permita que a comunicação com qualquer outra aplicação a partir de um protocolo aberto.


Equipe: Ronaldo Almeida, Dra. Juliana Oliveira, Prof. Dr. Eurico Vasconcelos e Prof. Geraldo Bezerra


Áreas de atuação: Engenharia da Computação e Saúde coletiva
 

Porta medicamentos “inteligente” associado a um sensor óptico reflexivo que envia informações ao aplicativo sempre que a caixa é aberta, identificando com certo grau de certeza a retirada de medicamentos de um compartimento.


Equipe: Ronaldo Almeida e Prof. Dr. Eurico Vasconcelos


Áreas de atuação: Engenharia da computação

Consiste em uma uma lixeira com um sensor para identificar o despejo de resíduos e emitir uma áudio de agradecimento afim de incentivar de forma lúdica a consciência cidadã no descarte de resíduos e também aumentar eficiência na coleta pública de lixo através da Internet das Coisas, enviando informações da porcentagem para uma aplicação do volume ocupado na lixeira.


Equipe: Emanuel Alves, Navar Medeiros, Sofia Cavalcante, Guilherme Shiki,  Prof. Dr. Eurico Vasconcelos e Roberta Romcy


Áreas de atuação: Engenharia de computação, Internet das Coisas, Automação
 

Sistema de monitoramento mobile de consumo energético residencial.


Equipe: Danilo Reis, Valdenir Severino, Fábio Reis, Jonathan Nascimento, Ricardo Nilo


Áreas de atuação: Internet das Coisas


Parcerias: Intel
 

Informações para contato

Laboratório de Internet das Coisas | Agende uma visita

  • E-mail de contato: innolab@unifor.br
  • Fone de contato: (85) 3477-3027