angle-left Artista plástica Márcia Pinheiro promoveu oficina de arte na Escola Yolanda Queiroz

Seg, 8 Outubro 2018 16:13

Artista plástica Márcia Pinheiro promoveu oficina de arte na Escola Yolanda Queiroz

A iniciativa, em comemoração à Semana da Criança, reúne alunos dos 4° e 5º anos e terá como tema a mostra “Vacas Magras”


A oficina aconteceu em homenagem à Semana da Criança. Foto: Ares Soares.
A oficina aconteceu em homenagem à Semana da Criança. Foto: Ares Soares.

Em continuidade à segunda edição da Intervenção Urbana “Vacas Magras” no Campus da Universidade de Fortaleza (Unifor), a artista plástica cearense Márcia Pinheiro realizou nesta segunda-feira, 8 de outubro, às 14h, na Escola de Aplicação Yolanda Queiroz, oficina de arte com cerca de 100 crianças.

A iniciativa, em comemoração à Semana da Criança, reuniu alunos dos 4° e 5º anos que inicialmente ouviram a artista Márcia Pinheiro falar sobre o flagelo da seca e suas consequências. Logo em seguida, as crianças, munidas de lápis, canetas, tintas e papel, pintaram com total liberdade animais que fazem parte de sua realidade ou de sua imaginação.

Na terceira etapa da oficina de arte, as 100 crianças e a artista pintaram uma das 10 esculturas das vacas magras que já ficará exposta, a partir de hoje, no campus, esperando as outras nove esculturas que chegam ao Campus da Unifor a partir do dia 23 de outubro, data de lançamento da segunda edição da Intervenção Urbana “ Vacas Magras”.

“Vacas Magras” no Campus

Intitulada “Vacas Magras”, a intervenção é composta de 10 esculturas em tamanho real, em fibra de vidro e resina, dos animais subnutridos, símbolos da seca no sertão e que, de fevereiro a abril de 2017, estiveram expostas no Campus da Unifor

De acordo com Márcia Pinheiro, as esculturas dos bovinos têm o objetivo de sensibilizar e alertar sobre o problema. “As vacas têm a função de sensibilizar as pessoas e aproximá-las da realidade enfrentada pelos moradores do interior. Realidade essa que está próxima de nós, mas muitas vezes é esquecida”, explica.

A pesquisa e o processo criativo para o surgimento de Vacas Magras duraram três anos, iniciando a exposição das obras em 2014, em lugares como Aeroporto Internacional Pinto Martins, Praça José de Alencar e Mercado Central, entre outros. As vacas ficaram em cartaz durante todo o ano de 2016. “É uma experiência muito gratificante, pois vejo o retorno das pessoas e o interesse pelas vacas, o que consequentemente os leva a refletir sobre a seca, que é a temática principal do trabalho”, disse. As esculturas são itinerantes e ficam expostas por um período mínimo de 60 dias.

Sobre a artista

Com formação em Artes Visuais e Design Gráfico, Márcia Pinheiro é uma artista cearense com criação nas áreas das artes plásticas. Sempre tratando temáticas de cunho social, ela já participou de concursos como o Prêmio Design Ceará, o 55º Salão de Abril, o Festival Vida e Arte e a Mostra Cariri. Também participou de exposições coletivas, como Arte Contemporânea e Artes Plásticas em Fortaleza – Ceará, 3º Salão Internacional de Artes Visuais e 5ª Bienal Nacional de Gravura - Olho Latino em São Paulo.