angle-left CCJ realiza oficinas sobre políticas de patrimonialização em Fortaleza

CCJ realiza oficinas sobre políticas de patrimonialização em Fortaleza

A Praça do Ferreira, no Centro, é um Marco Histórico e Patrimonial de Fortaleza, mas o decreto não tem valor de tombamento e não impede intervenções no projeto (Foto: Tibor Jablonsky/Acervo IBGE)
A Praça do Ferreira, no Centro, é um Marco Histórico e Patrimonial de Fortaleza, mas o decreto não tem valor de tombamento e não impede intervenções no projeto (Foto: Tibor Jablonsky/Acervo IBGE)

O Centro de Ciências Jurídicas da Unifor convida os alunos da Unifor a participarem de oficinas teóricas cuja temática é "Universidade, Poder Público e Políticas de Patrimonialização de bens imóveis no município de Fortaleza".

As oficinas, a serem realizadas nos dias 5 e 26 de abril, abordarão a delimitação e gestão de entorno e a perspectiva social do tombamento e entorno. Vale ressaltar que a competência para tombar um bem em Fortaleza é tanto do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) - em âmbito federal-, como da Secretaria Estadual da Cultura (Secult) e da Secultfor, nas esferas estadual e municipal, respectivamente.

Atualmente, a cidade de Fortaleza tem 65 bens tombados, situados em 14 bairros. Na instância municipal tramitam 52 pedidos.

Confira a programação e inscreva-se

Dia 5 de abril de 2019
Oficina Delimitação e gestão de entorno
Horário: 13h30 às 15h
Local: Auditório do Bloco Z
Palestrante: Profa. Nathalie Cândido
INSCREVA-SE AQUI

Dia 26 de abril de 2019
Oficina A perspectiva social do tombamento e entorno
Horário: 13h30 às 15h
Local: Auditório do Bloco Z
Palestrante: Profa. Danielle Maia Cruz
INSCREVA-SE AQUI