angle-left Curso de Cinema e Audiovisual realiza live com Halder Gomes e Edmilson Filho, de “Cine Holliúdy”

Seg, 20 Abril 2020 12:36

Curso de Cinema e Audiovisual realiza live com Halder Gomes e Edmilson Filho, de “Cine Holliúdy”

Cineasta e ator participam do Cine Diálogos Virtuais desta segunda-feira, 20 de abril.


Halder Gomes e Edmilson Filho conversam sobre suas trajetórias profissionais e o cinema cearense (Foto: Davi Farias / Tapis Rouge)
Halder Gomes e Edmilson Filho conversam sobre suas trajetórias profissionais e o cinema cearense (Foto: Davi Farias / Tapis Rouge)

Halder Gomes e Edmilson Filho, respectivamente diretor e ator da aclamada série de filmes e de televisão “Cine Holliúdy”, participam de mais um encontro do projeto Cine Diálogos Virtuais, promovido pelo Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade de Fortaleza - Fundação Edson Queiroz. Com o tema “Os intocados: o ispritu de Holliúdy!”, o bate-papo online acontece nesta segunda-feira, 20 de abril, a partir das 19h. A conversa com os cearenses se dará em sala virtual do Meet (Google), aberto à participação dos alunos da graduação. Haverá ainda transmissão aberta ao público pela TV Unifor e pelo canal da TV Unifor no YouTube e no Facebook

Halder Gomes e Edmilson Filho conversam sobre suas trajetórias profissionais, o cinema cearense e o sucesso da comédia “Cine Holliúdy”, história que rendeu curta-metragem, longa-metragem e série de TV. Para o professor e cineasta Glauber Filho, mediador do bate-papo, o intuito do encontro é “ampliar as perspectivas cinematográficas dos alunos e aproximar dessa outra realidade de se fazer filmes”.

Na década de 1970, a televisão começava a ameaçar os cinemas das pequenas cidades. Em “Cine Holliúdy” (2013), versão em longa-metragem do premiado curta “Cine Holiúdy – O Astista Contra o Caba do Mal”, o público acompanhou a luta de Francisgleydisson (Edmilson Filho), proprietário do cinema de Pacatuba (CE) - o “Cine Holliúdy” - para manter viva a paixão pela sétima arte. O curta, vencedor do Edital no Ministério da Cultura de Curtas-Metragens em 2004, foi visto em 80 festivais de 20 países e agraciado com 42 prêmios. E o longa-metragem, além de ter levado 481.203 espectadores ao cinema em 2013 e faturado mais de 4,5 milhões de reais, foi agraciado com o prêmio de melhor filme no 7º Festival de Cinema Brasileiro de Toronto e de melhor longa de comédia no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.

Em “Cine Holliúdy 2 - A Chibata Sideral” (2019), dez anos se passaram e a popularização do televisor obriga Francisgleydisson a fechar o seu cinema e ir morar na casa da sogra com a esposa (Miriam Freeland) e seu filho Francin (Ariclenes Barroso). Após uma experiência com a aparição de alienígenas, ele tem a ideia de rodar um longa-metragem de ficção científica. O filme ficou à frente da superprodução “Capitã Marvel” nas bilheterias do Ceará e foi o primeiro a tirar uma produção da franquia do topo das bilheterias. Tamanho o sucesso que, ainda em 2019, a história de “Cine Holliúdy” foi adaptada para série de televisão pelo serviço de streaming Globo Play e exibida também na Rede Globo.

Sobre Halder Gomes

Halder Gomes nasceu em Fortaleza, em 1967, mas passou sua infância em Senador Pompeu, interior do Ceará. Formado em Administração pela Universidade de Fortaleza e mestre de Taekwondo, começou no cinema em 1991, como dublê de lutas em filmes de artes marciais, em Los Angeles (EUA). Diretor, produtor e roteirista, ficou conhecido pelos curtas-metragens “Cine Holiúdy - O astista contra o caba do mal” (2004) e “Loucos de futebol” (2007), documentário em homenagem ao Fortaleza Esporte Clube. Dirigiu, ao lado de Glauber Filho, cineasta e professor da Unifor, o drama espírita “As mães de Chico Xavier” (2011). Depois do longa “Cine Holliúdy” ter sido o 12º filme nacional mais visto no ano de sua estréia, com 483 mil espectadores, Gomes continuou investindo na comédia, com “O shaolin do Sertão”, “Os parças” e a sequência “Cine Holliúdy 2”.

Sobre Edmilson Filho

Comediante e ator, Edmilson Filho nasceu em Fortaleza, no Ceará, em 1976. Iniciou nas artes marciais aos 12 anos e na carreira como stand up comedian aos 17. Em 1993, ganhou o Festival de Humor no Ceará e começou a realizar vários espetáculos pela capital. Conheceu Halder Gomes ainda na adolescência, treinando na academia de taekwondo do diretor. Com 18 anos, fazia números de comédia no tempo livre dos treinos, com o intuito de angariar recursos para os campeonatos. No teatro, teve mais de 300 aparições em peças de 1993 até 2002. Por convite de Halder, estrelou o curta-metragem “Cine Holiúdy – O Astista Contra o Caba do Mal”. Posteriormente, protagonizou a adaptação para longa-metragem, a sequência “Cine Holliúdy 2” e a série de TV homônima. Além de atuar, mantém-se ativo escrevendo o roteiro de seus espetáculos e dirigindo.

Cine Diálogos Virtuais

Espaço de debates virtuais sobre a experiência cinematográfica, que conecta alunos e realizadores no compartilhamento de ideias e experiências. Em tempos de isolamento social, tem sido uma importante ferramenta em conectar alunos, realizadores e professores para a troca de ideias. Criado em 2018, no âmbito da disciplina CineExperiência III, ministrada pelo professor Márcio Câmara, ampliou-se para as demais disciplinas do curso de Cinema e Audiovisual da Unifor. O evento já recebeu grandes nomes, como Eliane Caffé, Tyrell Spencer, Marília Rocha, Beth Formaggini, Marcelo Gomes e Rodrigo Teixeira.

 

Serviço

Cine Diálogos Virtuais

Encontro com Halder Gomes e Edmilson Filho

“Os intocados: o ispritu de Holliúdy!”

20 de abril de 2020 (segunda-feira), às 19h

Via sala virtual (Google Meet), aberta aos alunos do Curso de Cinema e Audiovisual

Transmissão aberta ao público pela TV Unifor e pelo canal da TV Unifor no Facebook e no Youtube.