angle-left Unifor na Bienal: contação do livro Xerimbabo, de Rachel de Queiroz, atrai público infantil

Ter, 20 Agosto 2019 14:40

Unifor na Bienal: contação do livro Xerimbabo, de Rachel de Queiroz, atrai público infantil

O livro de título indígena, “Xerimbabo”, remete à importância do respeito e afeto aos animais de estimação


A obra está disponível na biblioteca da Unifor, para leitura ou empréstimo. Foto: Leonardo Garcia.
A obra está disponível na biblioteca da Unifor, para leitura ou empréstimo. Foto: Leonardo Garcia.

O estande da Universidade de Fortaleza, na 13° Bienal Internacional do Livro no Ceará foi cenário de atração para as crianças nesta segunda-feira (19). A contação do livro infantil Xerimbabo, da autora cearense Rachel de Queiroz procura despertar em seus leitores o cuidado com seus animais de estimação.

Oriundo da cultura indígena, o termo “Xerimbabo” significa “animais de estimação”. A contação foi realizada por Rafaelly Chaves, responsável por supervisionar toda a coleção da autora presente na biblioteca central da Universidade. Em média, a Universidade possui um acervo com 3.000 obras da escritora, incluindo dedicatórias, recortes de jornais e revistas.

Segundo Rafaelly, o principal fator utilizado para a seleção deste livro, é a importância em despertar nas crianças o respeito pela vida. “É interessante que as crianças possam, desde a infância, ter a consciência de que é importante cuidar dos animais, não só os domésticos, mas em geral. É ensinar que somos responsáveis pela vida de outro ser, tão importante quanto a nossa”, enfatiza a contadora.

Além da contação no evento, Rafaelly destaca que o incentivo da literatura para as crianças é um projeto da Universidade. “Há um ano, fazemos contações de histórias para as crianças da Escola de Aplicação Yolanda Queiroz. É nossa oportunidade de integrar escola à Universidade, disseminando cultura aos alunos”, completa.

A obra está disponível na biblioteca da Unifor, para leitura ou empréstimo. Na quarta-feira (21), a contação do Xerimbabo acontecerá novamente, das 10h às 12h, no estande da Unifor.

Saiba mais sobre a programação da Unifor na XIII Bienal do Livro