angle-left Colação de Grau 2019.1 entrega diploma a 1.760 concludentes

Seg, 8 Julho 2019 16:33

Colação de Grau 2019.1 entrega diploma a 1.760 concludentes

Evento reuniu 1.530 concludentes pertencentes a 39 cursos de graduação e 230 dos 16 cursos do Programa de Pós-Graduação da Universidade de Fortaleza.


Em clima de celebração, a Universidade de Fortaleza realizou, na última sexta-feira (5), a Colação de Grau 2019.1. A solenidade entregou mais de 1.700 diplomas para alunos concludentes dos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade.

Além dos diplomas, também foram entregues aos estudantes com as melhores médias de cada cursos, o Certificado de Desempenho Acadêmico.

A presidente da Fundação Edson Queiroz, Lenise Queiroz Rocha, entregou a Bolsa de Estudos e Pós-Graduação Yolanda Queiroz aos alunos com as melhores notas de cada Centro. Em sua mensagem aos formandos, o chanceler da Unifor, Edson Queiroz Neto destacou a excelência da Instituição e a dedicação dos formandos.

O juramento dos concludentes foi feito pelo aluno Germano Vieira Rocha, concludente do curso de Publicidade e Propaganda, enquanto o corpo docente foi representado pelo professor Eduardo Regis Girão de Castro Pinto, do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ).

Sonho realizado

Matheus Pascoal concluiu o curso de Engenharia de Produção e comenta sobre as oportunidades que recebeu durante a graduação. “A Unifor me proporcionou a oportunidade de fazer intercâmbio, o que somou muito no meu currículo, tanto que antes de me formar eu já estava trabalhando. A Universidade tem horários mais flexíveis para alunos que trabalham e estudam e também ela dá uma maior visibilidade no mercado de trabalho para os alunos de Engenharia de Produção”, ressalta. 

Recebendo o título de Publicitária, Alana comenta sobre a contribuição da matriz curricular do curso de Publicidade e Propaganda para a sua atual profissão. “A Unifor foi um diferencial para mim pois eu sempre fui apaixonada pela área da comunicação e da fotografia. Fazer publicidade foi muito enriquecedor por que eu tive diversas cadeiras de fotografia na matriz curricular, então contribuiu muito para a fotógrafa que eu sou. Hoje eu fotografo partos, ensaios de 15 anos e ensaios de gestação”, afirma. 

Berta Lúcia Neves Pontes conquistou o título de psicóloga pela Unifor em 1989, onde foi aluna da primeira turma de Psicologia da Universidade. Neste semestre, Berta concluiu o Mestrado em Psicologia, 30 anos após sua primeira graduação. Na ocasião, recebeu o título de Honra ao Mérito pelos seus estudos

“Eu vim fazer o mestrado por conta do laboratório Otium – Grupo de Estudos Multidisciplinares sobre Ócio e Tempo Livre, do Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Com o suporte da Unifor, o pessoal todo do PPG da Unifor, tomei um susto. A nossa formação era no Paulo Sarasate, a Unifor tinha um terço do tamanho que tem agora, eu fiquei impressionada com as possibilidades, com os convênios que a Unifor tem e com as parcerias com outras Universidades. O laboratório Otium dá muitas oportunidades pois o Professor estabeleceu diversas parcerias com a rede de estudos em Ócio em outros países. Essas parcerias são ótimas pois projetam a gente para o mundo”, comenta.

Elisa Landim concluiu o Mestrado Profissional em Odontologia. “O grande diferencial que a Unifor ofereceu para a minha formação enquanto mestre foi tanto a infraestrutura quanto as condições necessárias para a gente desenvolver o melhor tipo de pesquisa, como um excelente corpo docente e todo apoio para a gente poder desenvolver tanto cientificamente quanto academicamente”, ressalta

“É uma Universidade que dá todo o potencial para o aluno chegar no nível de excelência que ele quiser atingir que ele almejar. Eu creio que eu tive uma decisão muito assertiva em fazer parte do corpo discente da Unifor e pude aproveitar tudo aquilo que a Universidade pode oferecer durante esses anos”, completa.


Mensagens da solenidade

Mensagem do concludente

Isabele Bastos Urquidi

"Presidente da Fundação Edson Queiroz – Sra. Lenise Queiroz Rocha,

Chanceler da Universidade de Fortaleza -Sr. Edson Queiroz Neto

Magnífica Reitora da Universidade de Fortaleza - Profa. Fátima Maria Fernandes Veras,

Excelentíssimas Autoridades presentes,

Senhores Professores e Professoras,

Caros Colegas Formandos,

Senhoras e Senhores,

Boa Noite!

 

É com grande felicidade que venho, nesse momento, convidá-los a caminhar. E se me permitem, inicio este percurso lhes questionando: vocês lembram o quanto queriam, até conseguirem?

Bom, me parece que aqui, agora, nesse momento, temos muito a dizer, mas as palavras parecem dançar junto aos nossos corpos, ainda que sem sairmos do lugar. Como um misto de sensações, pele que arrepia, pensamentos que viajam.

Joseph Campbell e Carl Jung, de forma sensível, nos ensinam: é a Jornada do Herói. Aquela que nos permite, mesmo em meio a crises – nas mais diversas fases da vida – a identificação. Se não, o próprio reconhecimento de potenciais. Ou alguém ousaria dizer que foi fácil chegar até aqui? Ou mesmo sorte?! Nós sabemos que não.

Olhemos agora ao nosso redor. Cada paisagem dessa instituição; cada caminho desse quadro vivo; cada sorriso dos nossos amigos; as lágrimas, tão nossas, sentidas; as vozes ressignificadas. Sabemos que, nesse momento, até o cheiro faz lembrar saudade, pois, mais do que uma conquista, é o nosso sonho sendo alcançado. É o que nos dá sentido!

Na filosofia e na mitologia grega, ao estudarmos sobre o tempo e suas nuances, temos que Chronos é descrito como o senhor do tempo e das horas comandadas pelo relógio. Carrasco, o responsável por controlar o tempo real, do nascimento até a morte. Kairós, por sua vez, chega como o jovem destemido, que não se importa com o tempo cronológico do relógio ou com o calendário. Sendo, portanto, aquele que não pode ser cronometrado. O que acontece sem hora marcada, as surpresas do dia a dia.

É, então, esse jovem destemido – Kairós - quem, nesse momento, nos convida a aproveitar a vida com presença e sensibilidade, de modo que nos seja possível guardar, de forma leve e afetuosa, as nossas memórias, realizações e vitórias.

Falando ainda sobre o tempo e as suas possibilidades, vivenciamos, também neste instante, o sentido da palavra Experiência, junto ao poder do saber que ensina e aprende, quando, com esmero, rememoramos tudo o que nos foi transmitido, e hoje, habita em nós. 

Como bem conduz o filósofo e doutor Jorge Larrosa, é real o poder que o saber possui, no verbo “existir”, pois, no momento em que não apenas tratasse de possuir efêmeras informações, ou rasos conhecimentos, o verdadeiro saber sobre aquilo que nos atravessa e nos transpassa nos transforma. Acontece, assim, o tão singular e marcante crescimento, de modo pessoal e profissional. 

Dessa forma, aqui todos nós fomos marcados pelas nossas jornadas de experiências, de saberes e de tempo. Todos nós: pais, familiares, professores, colegas, colaboradores e amigos. Aqui passamos a conhecer a nós mesmos e ao próximo. Aprendendo juntos, escrevendo a nossa história, e ao compartilharmos de momentos que jamais, ouçam bem: jamais esqueceremos, pois o viver é eterna lembrança tatuada em nós.

Que possamos olhar sempre à nossa volta e para dentro, vislumbrando o nosso mundo, até onde chegamos, valorizando tudo o que conquistamos, as dificuldades que enfrentamos, até onde ainda desejamos chegar. Lembrando sempre daqueles segundos de desafios que pareciam infinitos, e que tanto nos edificaram até aqui.

De forma terna, obrigada a todos os que conosco caminharam durante a longa jornada da vida. Obrigada por esse amor! Afinal, como nos convida a sentir Paulo Freire, “não se pode falar de educação sem amor”. Obrigada pelos tempos compartilhados, experiências trocadas e sonhos encorajados. Obrigada, UNIFOR, por nos permitir crescer no seu tão grande mundo. Saibamos, que, nesse momento, conclui-se apenas mais um capítulo de tudo o que você nos despertou.

Abracemos agora mais essa jornada, que já se inicia em cada um de nós!

Bem-vindos ao recomeço!

Obrigada!"

Isabela Urquidi 

 


Mensagem do professor

Eduardo Regis Girão de Castro Pinto

"Presidente da Fundação Edson Queiroz – Sra. Lenise Queiroz Rocha,

Chanceler da Universidade de Fortaleza -Sr. Edson Queiroz Neto

Magnífica Reitora da Universidade de Fortaleza, Profa. Fátima Fernandes Veras;

Excelentíssimas autoridades presentes;

Estimados colegas professoras e professores;

Caríssimos formandos,

Boa Noite!

Em 1999, eu estive no lugar de vocês, colando grau como Bacharel em Direito, e lhes digo: devemos apreciar este momento! A vida passa rápido e devemos ser gratos pelo que a Universidade de Fortaleza nos deu e continua dando à comunidade de Fortaleza, do Ceará, do Nordeste e, sem exagero, do Brasil e do Mundo: a educação transforma!

Estar aqui é uma grande honra. Divido-a com minha família, meus amigos, meus colegas colaboradores e professores, pesquisadores, monitores e alunos. Sempre foi por vocês! E sempre será.

Caríssimos formandos, muitas pessoas olham para o sucesso e se perguntam: o que é sucesso? Qual é a sua definição de sucesso? É essa estrutura grandiosa ao redor de nós? É dinheiro? É fama?

Quero agradecer por tudo que aprendi na sala de aula, ensinando; pelas pessoas que eu pude conhecer durante a vida de professor. Sinto-me abençoado nesta profissão, por compartilhar a rotina da Universidade com professores, alunos e colaboradores fascinantes, de verdade.

Cresci nesta Universidade, como aluno da graduação, aluno do Mestrado em Direito, professor da graduação e da pós-graduação, e, agora, aluno do Programa de Doutorado. São 25 anos de jornada. Para os formandos, a Colação de grau é uma etapa, um marco de crescimento profissional! E Crescer dói, diz uma música da banda cearense Selvagens à Procura de Lei, mas de mãos dadas é mais fácil.

É preciso incluir o outro, criar laços de amizade, de colaboração profissional. Sempre tentei me cercar de pessoas que me apoiam, me motivam, e me mantêm focado nas coisas certas nesta vida. Faço isso aqui mesmo, neste ambiente privilegiado de trabalho. Viver é muito perigoso, disse Guimarães Rosa, e para ter motivação e direção, é absolutamente necessário dividir e partilhar dentro e fora da sala de aula.

Aqui na Unifor, temos uma combinação inclusiva e plural que nos permite alcançar grandes resultados. Sou grato pelo convívio de todos os dias no campus, na sala dos professores, nas salas de aula, nos pequenos e grandes eventos. É essa a razão para persistir, continuar andando. Esses professores e alunos reunidos aqui são parte do processo, da construção coletiva de um mundo melhor e transformado pela educação.

Crescer dói, mas de mãos dadas é mais fácil.

Caríssimos formandos, sigam as regras e façam cumprir as regras, tenham ética de e no trabalho, estejam em constante preparação para os desafios da vida profissional! Quando se trata de vida profissional, sempre há motivos e histórias para explicar oportunidades. Se você dedica um tempo para descobrir o seu sonho e a sua vocação na vida – não pode ser apenas por dinheiro – sempre há trabalho a fazer. Quando você ama e respeita o que faz, trabalha e se prepara mais que todos, coloca-se na posição de ter sucesso.  Ser professor é a minha paixão e foi ela que me trouxe até esse ponto.

Crescer dói, vão, amarrem seus cadarços!

Há bons e maus momentos; alguns, a esquecer; mas em outros, como esse, você sente que todo o trabalho duro valeu a pena. Parafraseando o saudoso Belchior, a noite fria me ensinou a amar mais o meu dia e pela dor eu descobri o poder da alegria. Sou realmente abençoado de estar neste púlpito, falando para pessoas distintas, apenas tentando ser eu mesmo e fazendo o que amo. A cada crítica, a cada queda, a cada frustração, assimilei a dor e segui! Mário Sérgio Cortella costuma dizer que não nascemos prontos, a gente vai se fazendo, pela educação, pela experiência. Concordo. Hoje sou a minha melhor versão.

Crescer dói, por isso estejam sempre levantando.

Estou chegando ao final. Esse discurso foi sobre gratidão, amor, trabalho em equipe, motivação e perseverança. Mas uma parte de tudo é a vontade de vencer. A partir do esforço, ter a confiança para mostrar o resultado. Seja a melhor versão de si mesmo em qualquer coisa que faça. Todos recebem certas habilidades, certo talento, certa predestinação. Agarrem-se a isso e trabalhem duro. Não inventem desculpas. Não precisam viver a história de ninguém. Às vezes, parece que você tem que ter certos pré-requisitos ou uma grande história de vida. Na verdade, não importa a sua origem, o que você tem ou não tem, as qualidades que os outros pensam que te faltam ou te sobram. Descobri o amor por ensinar todos os dias e me dedico diariamente a ser o melhor professor. Cada um pode, em seu ofício, fazer a diferença!

Crescer dói, mas essa foi a história de todos os heróis!

Chegou a hora de ser protagonista. Devolvam ao mundo o que a Universidade deu a vocês. Trabalhem para despertar admiração, humildade, honestidade e retidão nas pessoas. Respeito deve vir antes da autoridade. Tornem-se os heróis de sua própria vida.

A educação transforma!

Muito obrigado."

Eduardo Regis