angle-left Egressa da Unifor lança livro-reportagem sobre grafite na XIII Bienal Internacional do Livro

Ter, 20 Agosto 2019 15:18

Egressa da Unifor lança livro-reportagem sobre grafite na XIII Bienal Internacional do Livro

A obra aborda a arte urbana em Fortaleza e a relação das pessoas com a cidade


O estudo é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Fernanda. Foto: Arquivo pessoal.
O estudo é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Fernanda. Foto: Arquivo pessoal.

A escritora e pesquisadora, egressa do curso de Jornalismo da Universidade de Fortaleza, Fernanda de Façanha lançará o seu livro-reportagem “Ruas e Cores: O grafite como arte viva na cidade” próximo dia 21 de agosto, durante a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará.

A obra apresenta um panorama atual do cenário do grafite em Fortaleza, assim como, destaca os grafiteiros reconhecidos e os diferentes artistas que atuam na capital cearense, incluindo os iniciantes e, sobretudo, a presença feminina neste meio.

O estudo é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Fernanda, em parceria com a jornalista Ravelle Gadelha, também formada pela Unifor. O trabalho tem como objetivo sistematizar a produção da arte urbana em Fortaleza, mostrando como a arte do grafite pode transformar a relação das pessoas com a cidade, além de modificar a maneira como as pessoas enxergam as ruas e os bairros que se relacionam diariamente.

A obra é dividida em três segmentos, o primeiro capítulo retrata o grafite e os grafiteiros, o segundo os eventos e festivais que aconteceram em Fortaleza e, por fim, o terceiro explana a relação do patrimônio histórico e a capital.  

A vontade de pesquisar e estudar sobre o tema surgiu a partir do Intercâmbio Acadêmico que Fernanda participou através do Programa de Extensão da Unifor. “O início do meu estudo sobre grafite, e todo o meu interesse em estudar essa arte e observar a cidade, nasceu por conta do intercâmbio que eu fiz pela Unifor na cidade do Porto em Portugal. Durante essa experiência eu fotografei muito, observei os espaços das cidades, e vivi os locais”, explica a escritora. 

Fernanda também ressalta a importância do intercâmbio para trazer essa experiência para a capital cearense. “Consegui trazer esse gosto e praticá-lo em Fortaleza também. Se não fosse pelo meu intercâmbio provavelmente eu não estaria estudando grafite, não estaria em grupos de pesquisas, enfim, não estaria tão empenhada em buscar por essa área, e logo não estaria lançando um livro. Então, essa experiência foi um divisor de águas para o meu crescimento profissional”, declara. 

Sobre o livro

O livro Ruas e Cores gerou uma pesquisa com mais de 30 pessoas, muitos destes grafiteiros. Ganhou dois prêmios no ano de 2018, o estudo venceu na Categoria de Jornalismo e Modalidade Livro-Reportagem: Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (EXPOCOM) - Nordeste 2018 e Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (EXPOCOM) - Nacional 2018.  Além disso, culminou na iniciação e submissão de projeto ao mestrado da escritora Fernanda de Façanha no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará. 

Serviço

Lançamento do Livro - Reportagem “Ruas e Cores: o grafite como arte viva na cidade”
Data:
21 de agosto de 2019
Local: XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará - Praça Iracema
Horário: 19h30