angle-left Energias Renováveis: geração de energia limpa já é uma realidade

Qua, 26 Junho 2019 11:34

Energias Renováveis: geração de energia limpa já é uma realidade

Com um mercado em expansão, o curso se destaca entre áreas que dialogam com práticas de sustentabilidade


Projeto de energia solar de alunos da Unifor (Foto: Ares Soares)
Projeto de energia solar de alunos da Unifor (Foto: Ares Soares)

Um profissional para não deixar faltar energia no futuro. Assim pode ser definida a missão de quem se forma na graduação em Energias Renováveis da Universidade de Fortaleza. São cinco semestres que envolvem aprendizados em áreas como planejamento, implantação, construção, manutenção e operação de sistemas de geração de energia a partir de fontes renováveis.

Em um mundo cada vez mais atento às práticas de sustentabilidade, essa profissão se destaca entre as carreiras mais buscadas por empresas interessadas em adequar seus mecanismos de atuação à preservação do meio ambiente. De acordo com o coordenador do curso, Bruno Ricardo Almeida, a preparação desse profissional, na Unifor, passa por áreas como geração de energia solar, eólica e de biomassa.  

“A matriz energética do mundo está alterando e o Brasil definitivamente entrou em forte expansão na área de energias renováveis. Hoje, a geração dos tipos eólica, solar e biomassa representam quase 20% da matriz de energia elétrica nacional, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)”, analisa.

Bruno também destaca o aquecimento e a expansão do mercado para os futuros profissionais em Energias Renováveis. Projeções do presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, dão conta de que o Brasil deverá ter um salto de 44% na capacidade instalada de energia solar ainda neste ano, o que levaria o País à marca de 3,3 gigawatts (GW) da fonte em operação. 

Essa é uma área de atuação que dialoga diretamente com as características ambientais do Nordeste. Dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica) mostram que a região possui um potencial instalado capaz de atender toda a demanda exigida. Essa é uma realidade que tem cada vez mais chance de tomar forma, dadas as características dessas fontes, que são naturalmente reabastecidas, ao contrário de outros recursos naturais como petróleo e carvão mineral.  

“O Nordeste e o Ceará estão na vanguarda da expansão da geração de energia renovável. Nossos alunos podem atuar no setor da indústria, comércio, prestação de serviços e em pesquisa e desenvolvimento. São diversas posições desde o operacional até a gerência em empresas multinacionais, além daqueles que empreenderam e chegam a receber prêmios nacionais, conquistando mercado no Estado e no Brasil”, afirma Bruno Almeida.

O coordenador também destaca o potencial da geração de energia a partir da biomassa. A eletricidade gerada com a decomposição de compostos orgânicos vegetais e animais, segundo o Banco de Informações de Geração (BIG) da Aneel, representa cerca de 8,5% da matriz de energia elétrica nacional. 

Para que o aprendizado flua de forma tranquila, o aluno de Energias Renováveis precisa de aptidão em áreas como cálculo e física para os setores de energias solar e eólica. Já o âmbito da geração de energia a partir da biomassa exige afinidade com química e biologia. Na Unifor, o corpo docente é formado por professores experientes em atividades como projetos, construção, manutenção, fabricação de máquinas, inspeção, pesquisa e desenvolvimento, fiscalização e regulação. 

O curso também aprofunda conhecimentos em gestão de pessoas, elaboração de documentos técnicos e estudos de viabilidade de investimento tanto para usuários domésticos quanto para grandes produtores de energia. “O aluno se forma com uma perspectiva bem ampla dos diferentes aspectos da competitividade do setor de energias. É um curso que promove conhecimentos que permitem aos alunos se tornarem lideranças no setor”, conclui Bruno. 

Mais informações: (85) 3477.3048 | e.renovaveis@unifor.br