angle-left Entrevista Nota 10: Milena Auip e a inovação no setor de eventos

Qui, 2 Julho 2020 15:22

Entrevista Nota 10: Milena Auip e a inovação no setor de eventos

À frente da coordenação do curso de Eventos da Unifor, Milena Auip destaca como a área que gera milhares de empregos se reinventa diante da crise


Professora Milena Auip é coordenadora do curso de Eventos da Universidade de Fortaleza (Foto: Ares Soares)
Professora Milena Auip é coordenadora do curso de Eventos da Universidade de Fortaleza (Foto: Ares Soares)

Formação de excelência que permite atuar em toda a cadeia produtiva do setor. Esse é o principal diferencial do curso de Eventos da Universidade de Fortaleza, instituição da Fundação Edson Queiroz, coordenado atualmente pela professora Milena Auip. 

Mestre em Gestão de Negócios Turísticos e doutoranda em Administração de Empresas, Milena conta ao Entrevista Nota 10 quando deu o “start” na sua paixão pelo mundo dos eventos e analisa como o cenário de oportunidades profissionais na área tem respondido aos tempos de pandemia. Confira a seguir: 

Unifor: Professora, primeiramente, gostaria de saber como você entrou no mundo dos Eventos e como se aproximou da docência...

Milena Auip: O mundo dos eventos entrou na minha vida por puro acaso, sou egressa do curso de Turismo da Unifor, e durante o meu percurso tive uma disciplina de Organização e Planejamento de Eventos com a professora Indira Guimarães, que também era diretora do Fortaleza Convention & Visitors Bureau. Nas primeiras aulas dessa disciplina ela perguntou se eu não gostava dessa área. Na época eu dizia que não gostava de eventos e nem de hotelaria, e que, na verdade, o que eu gostava era planejamento. Assim ela juntou todos os alunos que não gostavam da área em uma mesma equipe para realizar um evento comemorativo pelos 18 anos do curso de Turismo, fizemos e foi um sucesso! No caminhar da disciplina fui me aproximando dela, ao final do semestre fui conversar com ela, pois queria conhecer outras áreas do turismo e queria sair do trabalho na empresa em que estava na época. Assim ela me propôs participar da seleção de estágio do Fortaleza Convention, uma organização que trabalha para desenvolver o turismo através de captação e apoio a eventos. Essa foi a virada de chave.  Vi que eventos são muito mais do que a própria realização em si, vi que por trás de toda adrenalina e técnicas presente no processo de desenvolvimento e realização do evento, existe um trabalho de estratégia que é essencial para o sucesso do evento. Lá no Convention eu poderia trabalhar e entender toda a cadeia do turismo, trabalhei lá por quase 10 anos. Uma das funções em que exerci era capacitação, assim logo que terminei a graduação fiz o mestrado em Gestão de Negócios Turísticos pela UECE, e de fato comecei a desenvolver projetos ligados à área de educação em turismo, e quando terminei o mestrado comecei a ser chamada para ministrar disciplinas em cursos de pós-graduação na captação de eventos, já que poucas pessoas têm experiência prática dessa área e com titulação, e organização de eventos em cursos de graduação de turismo e secretariado.

Unifor: Você está concluindo o Doutorado em Administração de Empresas. Como ele se relaciona com a área de Eventos? Considera uma relação "afinada" entre os dois campos? 

Milena Auip: Estou concluindo o Doutorado em Administração na Unifor. Eu falo muito com alunos e colegas que eventos está na interseção da comunicação e da gestão, eventos não é só criatividade, também é estratégia, processos, projetos, finanças, e tudo o que se relaciona com a gestão. Hoje eventos é a principal ferramenta do marketing. Para realizarmos um evento de sucesso precisamos saber gerenciar o projeto, um bom evento não é feito somente da parte criativa, e sim precisamos gerir o projeto. Com certeza esses dois campos estão completamente ligados. Cada evento é uma empresa, que precisamos abrir, desenvolver, vender o produto e fechar. A única diferença que é o evento tem data para começar e para terminar.

Unifor: Em tempos de pandemia, sabemos que o setor de Eventos tem sido um dos mais afetados em dimensões globais. Como os profissionais têm se reinventado nesse momento? 

Milena Auip: O setor de eventos é de fato o mais afetado, muitos empregos e geração de renda deixaram de existir. Mas durante todo esse período vi alunos e profissionais trocando experiências e se reinventando, principalmente trazendo as tendências para a realidade. Os eventos sociais se tornaram eventos com mais valores e propósitos, eventos técnicos-científicos tornaram-se online e assim expandiu o público. O show business se tornou o principal lazer para a população no Brasil durante a pandemia e com isso os artistas conseguiram bater recorde de audiência mundial no YouTube, eventos esportivos foram criados campeonatos eletrônicos e aumentou o consumo de transmissão da reprise dos principais jogos mundiais. Assim, os profissionais mais resilientes, antenados com as tendências, principalmente tendências tecnológicas, abertos para mudanças de comportamento do consumidor, que oferecem clareza com suas promessas, proposta de valor e propósito, tenho certeza que eles estão trabalhando mais do que nunca. 

Unifor: Para o futuro, você acredita que haverá muitas mudanças na forma como a indústria do entretenimento/da cultura deve funcionar? As lives, por exemplo, que estão bastante em alta, devem permanecer fortalecidas como uma alternativa mais viável de realizar shows, simpósios, etc?

Milena Auip: Com a chegada da pandemia, o setor de eventos sofreu uma forte mudança em todos os aspectos, e assim o setor está aberto para inovações. Acredito que o preconceito com eventos online deixou de existir, então, quando pudermos voltar a exercer a atividade de forma presencial, o online vai existir para expandir a audiência e agregar valor ao evento. O Brasil, em meados de abril, atingiu o pico nas audiências no consumo de streaming, mas essa audiência já sofreu uma queda, assim o que se precisa fazer é a constante renovação de experiências ao vivo, seja por meio da ferramenta online ou de forma presencial com restrições de aglomeração.

Unifor: Agora falando sobre o curso de Eventos da Unifor, que diferenciais os estudantes podem esperar em sua formação? 

Milena Auip: O curso de eventos traz a possibilidade de uma formação sólida ligando teoria e prática, antenada com as constantes renovações do setor, experiências desenvolvidas em parceria com os mais renomados profissionais, além de desenvolvimento de competências ligadas aos eixos de criatividade, gestão e inovação. O curso também oportuniza a inserção rápida no mercado de trabalho após um ano, em que o aluno recebe o certificado de assistente em Organização de Eventos.

Unifor: Quem opta pela área pode vislumbrar um cenário promissor a nível nacional, falando em empregabilidade e crescimento profissional? 

Milena Auip: Sim, mesmo em época de crise o mercado abriu diversas novas oportunidades e novas funções para aqueles que desejam crescer no setor. O setor de eventos soube se reinventar em um momento no qual muitas atividades pararam, e agora temos a certeza que para ter excelência o profissional nunca pode parar de estudar e adquirir novos conhecimentos, principalmente por meio da pesquisa, pois é assim que vamos inovar em um mercado tão concorrido e em constantes mudanças.

Unifor: Por fim, qual a sua principal mensagem para aqueles que sonham em trabalhar por trás de grandes realizações e superar os desafios impostos pela atual conjuntura? 

Milena Auip: Seja curioso, não ache que realizar eventos é conhecer a técnica. Para crescer no mercado além de conhecer a técnica, precisamos entender várias outras áreas do conhecimento que vão da gestão, comunicação, tecnologia, passando pela psicologia e direito. Esse profissional precisa ser resiliente, e estar sempre à procura de inovação. Então, fazer o comum é fácil, o difícil é fazer diferente e isso o tornará líder de mercado.