angle-left Prefeitura e Unifor lançam programa de promoção à saúde do professor municipal

Qui, 25 Outubro 2018 09:35

Prefeitura e Unifor lançam programa de promoção à saúde do professor municipal

Objetivo da parceria é contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos docentes, com foco nas áreas de saúde mental, saúde vocal e saúde do movimento


Representantes da Prefeitura e da Unifor participaram do lançamento do Programa de Promoção da Saúde Integral do Profissional da Educação. (Foto: Ares Soares).
Representantes da Prefeitura e da Unifor participaram do lançamento do Programa de Promoção da Saúde Integral do Profissional da Educação. (Foto: Ares Soares).

A Prefeitura de Fortaleza, com a participação da Universidade de Fortaleza (Unifor), vai implementar o Programa de Promoção da Saúde Integral do Profissional da Educação (Prosipe), com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos profissionais da rede municipal de educação, com foco nas áreas de saúde mental, saúde vocal e saúde do movimento. A assinatura da parceria aconteceu dentro das comemorações do Dia do Professor, 15 de outubro, durante visita do prefeito Roberto Cláudio e da reitora Fátima Veras às obras da Academia do Professor, centro de formação, valorização e assistência aos professores da Prefeitura de Fortaleza, com previsão de entrega para dezembro de 2018. Além de professores e alunos dos cursos de graduação e pós-graduação da Unifor, o Prosipe contará com a participação de representantes da Secretaria Municipal da Educação e do Instituto de Previdência do Município (IPM).

Segundo a reitora Fátima Veras, a Academia do Professor será importante espaço para que os docentes possam aperfeiçoar, em parceria com instituições de ensino superior, suas atividades profissionais. “Com o Prosipe, a Universidade de Fortaleza está cumprindo o seu papel de colocar as pesquisas aplicadas em seu campus à disposição da comunidade, beneficiando significativos setores da população”, ressalta. O prefeito Roberto Cláudio, por sua vez, destaca o papel das universidades, que, por meio de parcerias com o poder municipal, “demonstram solidariedade com a cidade de Fortaleza e sensibilidade com a causa da educação pública”.

A fonoaudióloga Christina Praça, doutora em Saúde Coletiva e professora da Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Unifor (PPGSC), informa que o Prosipe prevê a realização de atividades voltadas ao trabalhador da área de educação, incluindo programa de saúde vocal, práticas de comunicação em sala de aula, plantões psicológicos, grupos de apoio, oficinas de educação em saúde, aulas de dança, hidroginástica, ginástica e campanhas anuais.


Muitas das atividades serão realizadas na Academia do Professor, que dará suporte à implementação de todo o movimento em prol da saúde dos profissionais da educação, servindo como ponto de referência para grande parte das ações a serem desenvolvidas nas áreas de educação e promoção da saúde. Além da academia, as ações também serão realizadas no IPM, distritos de educação e em escolas da rede municipal.

Aplicativo VoiceGuard

No caso específico da saúde vocal, as ações serão amparadas por tecnologias eHealth (eletronic health), como o VoiceGuard, aplicativo que objetiva promover auxílio nos cuidados diários com a voz, principalmente para quem a utiliza como um dos principais instrumentos de trabalho, e o curso de educação a distância “Saúde Vocal em Foco”.


Ambas as tecnologias emergiram de pesquisas desenvolvidas pela equipe coordenada pela professora Christina Praça, do PPGSC, em parceria com o Laboratório de Inovação e Novos Negócios do Núcleo de Aplicação em Tecnologia da Informação (NATI), e com o Núcleo de Educação a Distância (Nead), todos da Unifor. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) subsidiaram o desenvolvimento e a validação dessas tecnologias.


Durante a elaboração da sua tese de doutorado, a professora Christina Praça realizou estudos para conhecer o perfil de saúde vocal dos professores da rede municipal de ensino de Fortaleza, chegando à conclusão de que muitos não se submetiam a um acompanhamento adequado, inclusive solicitando materiais com dicas para melhorar o uso da voz e mantê-la saudável.

O VoiceGuard e o Saúde Vocal em Foco fazem parte de uma metodologia de trabalho de fonoaudiólogos e outros profissionais da saúde, adotando estratégias para gerar conhecimento, promover e gerenciar a saúde vocal. O aplicativo emite alertas e lembretes para a ingestão de água, além de disponibilizar uma ferramenta para a medição do ruído ambiental, a qual avisa ao usuário se a intensidade é aceitável ou prejudicial à voz.

Com 16 telas e várias funcionalidades, dentre testes, dicas e orientações, o aplicativo ainda produz relatórios diários de acompanhamento do desempenho vocal, sendo possível enviá-los a um profissional que acompanhe o usuário e controlar o agendamento de exames. Foram seis meses de concepção e outros seis de produção e testes, incluindo a avaliação de especialistas e melhorias em sua usabilidade. Já o curso Saúde Vocal em Foco foi desenvolvido parar ampliar as possibilidades de formação em saúde vocal e dar suporte ao aplicativo VoiceGuard.

Equipe da Unifor que participou da elaboração do Prosipe

  • Christina Praça (Professora do Pós-Graduação em Saúde Coletiva)
  • Raimunda Magalhães (Professora da Pós-Graduação em Saúde Coletiva)
  • Eurico Vasconcelos (Coordenador do Laboratório de Integração Acadêmica do NATI)
  • Rosemary Cavalcante (Professora da Graduação em Psicologia)
  • Noália Magna de Araújo (Professora da Graduação em Psicologia)
  • Diane Nocrato (Coordenadora da graduação em Educação Física)
  • Thiago Medeiros (Professor da graduação em Educação Física)
  • Renata Fonteles (Mestranda em Saúde Coletiva)