angle-left Tecnologia: importante aliada para superar os desafios da pandemia

Sex, 12 Junho 2020 12:36

Tecnologia: importante aliada para superar os desafios da pandemia

Profissionais da Escola de Tecnologia da Pós-Unifor explicam o papel das ferramentas tecnológicas em períodos de crise


A tecnologia tem ajudado a superar os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus (Foto: Shutterstock)
A tecnologia tem ajudado a superar os desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus (Foto: Shutterstock)

A pandemia causada pelo novo coronavírus tem afetado diretamente toda a população, não só no âmbito da saúde, como também nos mais variados campos. Durante uma crise global, hábitos e comportamentos que antes estavam presentes na nossa rotina foram readaptados para se encaixar no “novo normal”, transformações essas que vão desde novos hábitos de compra como a adesão do trabalho em estilo home office, e é com a ajuda da tecnologia que muitos desses novos cenários são colocados em prática. 

É possível observar esses novos aspectos nas mais diferentes áreas, na educação com aulas remotas, no setor empresarial se adaptando a uma rotina de reuniões e trabalhos a distância, no comércio com o aumento do número de vendas online e até mesmo na área da cultura e entretenimento com a crescente quantidade de transmissões ao vivo de shows e apresentações artísticas dos mais variados segmentos.

Tecnologia e produtividade 

Diante dessa profunda mudança que vem ocorrendo devido à COVID-19 ficou claro que estamos mais tecnológicos do que nunca, mas um questionamento é levantado: como saber se estamos no caminho certo e se as ferramentas tecnológicas que usamos realmente estão nos ajudando?

De acordo com o coordenador de curso da Escola de Tecnologia da Pós-Unifor, Marcus Miranda, existem dois pontos importantes que devem ser pontuados para responder esse questionamento, o primeiro é o processo, como gerimos nossa produtividade? Como saber quais tarefas fazer? Quais as mais importantes? Que critérios adotar? Como conciliar atividades profissionais com as atividades de casa? E o mesmo afirma que não existe uma resposta pronta, mas que com certeza é necessário definir um critério de priorização das tarefas, “eu sempre digo que o melhor critério é o que nos atende melhor, por exemplo, eu uso algumas vezes a matriz GUT, G de gravidade, U de urgência e T de tendência, para então priorizar uma atividade que vou realizar” explica o professor.  

O segundo ponto levantado pelo professor, são as ferramentas tecnológicas. Ele afirma que para decidir qual ferramenta é útil para a nossa demanda é necessário primeiramente avaliar o quão colaborativa ela é, ele explica: “hoje existem várias ferramentas, vejo que o Microsoft Teams e G Suite estão bem colocadas quando se fala de colaboração e produtividade. Eu já usei muitas ferramentas, ToDoList, AnyDo, Asana, Trello, Microsoft Teams, G Suite, inclusive até versões pagas para me fornecer todas as funcionalidades disponíveis. Todas estas ferramentas impulsionam a produtividade, aceleram a entrega de valor para as empresas além de acelerarem a colaboração das pessoas, fatores imprescindíveis para nosso momento atual”. 

Além disso, Marcus Miranda, deixa também uma dica para esse período: “reforço o uso de qualquer ferramenta tecnológica que acelere VOCÊ, não importa qual seja a ferramenta e o processo, se lhe faz mais produtivo, se lhe traz mais felicidade, siga por este caminho. Outra dica que sempre falo em alguns workshops de processos  é: “pense como isso seria feito daqui a 100 anos e faça agora, acredite, é possível!”

Tecnologia e saúde 

“Esta doença vem gerando impactos significativos e ainda não completamente dimensionados sobre a sociedade. No passado, epidemias parecidas se desenvolveram em um cenário de muito menor integração entre países e pessoas, fazendo deste evento uma situação inédita na história. Essa situação de isolamento ressaltou o papel da tecnologia, levando as pessoas a descobrir, utilizar e até mesmo criar ferramentas importantes que facilitam a vida suprindo necessidades" - Adriana Leite, Coordenadora Geral da Escola de Tecnologia.

A contribuição da tecnologia durante esse momento se expande, como mencionado acima, pelos mais diferentes campos, mas principalmente e com incentivo ainda maior na área da saúde, visto que é a área mais fragilizada e que requer maior atenção durante esse período. 

Por se tratar de uma doença nova e sem histórico, muitas dúvidas são levantadas em torno dela, como informações cruciais sobre a forma de contágio, letalidade, tratamento, medicamentos e cura. Para adquirir essas informações e desenvolver formas para combater a covid-19, pesquisadores, cientistas e profissionais da saúde se dedicam para encontrar as melhores respostas, e para isso muitas vezes é necessária a ajuda tecnológica, seja através de equipamentos ou ferramentas que colaborem no desenvolvimento desses estudos. 

Segundo Adriana Leite, coordenadora Geral da Escola de Tecnologia da Pós-Unifor, a contribuição tecnológica durante esse momento de pandemia vai muito além do fornecimento de equipamentos, ela vem se mostrando fundamental para que a economia não entre em colapso, além de está exercendo um papel importantíssimo auxiliando pesquisas científicas para produção de remédios e vacinas. Além disso, a Coordenadora ressalta que as ferramentas tecnológicas apresentam soluções para lidar com a restrição de mobilidade de médicos e pacientes, “com a limitação para realizar exames e consultas de rotina e, ainda, com dúvidas sobre a melhor hora para ir ao médico ou ao hospital para tratar de algum sintoma não relacionado à Covid-19, as tecnologias oportunizam contato entre pessoas” ressalta. 

Novas perspectivas

Considerando o atual momento repleto de incertezas e dúvidas, não é possível prever o que podemos enfrentar no futuro. Mas, com certeza, conseguimos identificar as mudanças já causadas e o sentimento de que nada mais será igual. As organizações precisaram se reinventar e mudar seus propósitos, a tecnologia se mostrou ainda mais necessária no desenvolvimento da sociedade, apresentando ser uma grande aliada, imprescindível para um cenário mais positivo no futuro. 

“Após a crise do Covid-19, os padrões de comportamento e hábitos que antes pareciam tão fixados na nossa rotina sofrerão transformações, e este atual momento é um terreno fértil e grande catalisador do futuro, onde a tecnologia estará na linha de frente para esse novo cenário. Nunca foram tão necessárias e usadas as tecnologias como robótica, inteligência artificial, big data, computação em nuvem, blockchain, tecnologia de quinta geração (5G) e Internet das coisas, como neste momento de crise. A sociedade irá conhecer melhor a tecnologia que está posta, portanto fará suscitar a demanda de novos produtos, o mercado necessitará de novos profissionais e o mundo desenvolverá novos saberes; alimentando assim toda a cadeia na área da tecnologia em favor do humano” conclui, Adriana Leite. 

Conheça mais sobre a Escola de Tecnologia da Pós-Unifor 

A Escola de Tecnologia, na busca de seu propósito de liderar para transformar, visa através dos seus cursos e dos conteúdos alinhados às necessidades do mercado de trabalho, capacitar e desenvolver os profissionais que buscam o aperfeiçoamento de suas carreiras para os desafios do mundo dos negócios. Além disso, a Escola proporciona aos alunos uma vivência prática em sala de aula, bem como experiências e missões nacionais e internacionais. Clique aqui e confira nossos cursos.