Recital com Sylvia Thereza e Alexandre Debrus

 

A Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, realiza recital com a pianista brasileira Sylvia Thereza e o violoncelista belga Alexandre Debrus, no dia 7 de março, sábado, a partir de 20h, no Teatro Celina Queiroz. O programa inclui Schumann, Brahms, Rachmaninoff e Shostakovich.

Os ingressos já estão à venda na Loja do Campus da Universidade de Fortaleza, localizada no Centro de Convivência Unifor (1º piso), e no site da Sympla. No dia do evento, os ingressos podem ser comprados na bilheteria do Teatro Celina Queiroz, a partir de 18h.

O recital é uma realização da Fundação Edson Queiroz e tem o apoio da Embaixada da Bélgica, Consulado Honorário da Bélgica, da Wallonie-Bruxelles International e da Casa de Vovó Dedé.

Programa

Schumann – Fantasiestucke op. 73
I – Tenro e com expressão
II – Animado e facilmente
III – Rápido e com fogo

Brahms – Sonata op. 3, em Mi menor
I – Allegro non troppo
II – Allegretto quasi Minuetto
III – Allegro

Intervalo

Rachmaninoff – Vocalise op. 34, n.14

Schostakovich – Sonata op. 40
I – Allegro ma non troppo
II – Allegro
III – Largo
IV – Allegro

Conheça um pouco mais sobre os artistas

Sylvia Thereza (piano)
Natural do Rio de Janeiro, a jovem pianista Sylvia Thereza já possui em seu currículo uma vasta experiência como solista e camerista. Mestres como Maria da Penha, Myrian Dauelsberg, Bella Davidovich, Allan Weiss e Maria João Pires lhe proporcionaram a cultura pianística que lhe permitiu despontar no cenário internacional. Já se apresentou em importantes salas de quase todos os continentes, tendo atuado como solista de importantes orquestras dirigidas por renomados regentes. Foi premiada na “Edição Martha Argerich” do Concurso Internacional de Piano de Vigo, na Espanha em 2019, que teve Martha Argerich, Nelson Freire, Tamas Vasary e Sergio Tiempo no júri, e em 2004 foi vencedora do Concurso Nelson Freire, realizado no Rio de Janeiro. Como parte de seu compromisso social e filosofia musical, Sylvia desenvolveu um projeto pioneiro que introduziu a música clássica para mais de 12.000 crianças que vivem em condições sociais menos favorecidas. É cofundadora e diretora artística da Uaná – Association for the Arts, na Bélgica, organização que está trazendo cultura para crianças pobres e deficientes.

Alexandre Debrus (violoncelo)
Nascido na Bélgica, Debrus é filho de músicos tendo recebido de sua mãe violoncelista as primeiras orientações aos 4 anos de idade. Posteriormente estudou com mestres do quilate de Rostropovich, Mischa Maisky, Luc Dewez, Marc Drobinsky e Yvan Monigheti. Sua discografia compreende 21 CDs como solista e camerista para selos como Pavane Records, EMI Classics, RCA Victor Red Seal (BMG)e Warner Classics. Recentemente gravou sob o selo Pavane Records as 6 Cello Suites de Johann Sebastian Bach para violoncelo solo, bem como os Trios 1 e 2 de Félix Mendelssohn Bartholdy, como membro do Trio Carlo van Neste. Além das várias bolsas de estudo que lhe foram conferidas, foi agraciado com diversos prêmios dentre os quais o primeiro prêmio da competição “Mathilde Horlait Dapsens”. Tem atuado regularmente como solista e camerista em países como Bélgica, França, Suíça, Alemanha, Sérvia, Itália, Espanha, Grécia, Estados Unidos, Rússia, Argentina, Japão, China e Israel. Como professor é sempre convidado para dar aulas em diversos festivais em vários países.

Serviço

Recital Sylvia Thereza (piano) e Alexandre Debrus (violoncelo)
Dia: 07 de março de 2020 (sábado)
Horário: 20h
Local: Teatro Celina Queiroz (avenida Washington Soares, 1321 – Edson Queiroz)
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)
Vendas: Loja do Campus ou pelo site da Sympla
Mais informações: (85) 3477.3290