angle-left Alunos destacam vantagens de estudar à noite

Ter, 15 Janeiro 2019 09:48

Alunos destacam vantagens de estudar à noite

Unifor oferece 24 cursos no período noturno


Thalita Capibaribe é estudante de Direito na Unifor.
Thalita Capibaribe é estudante de Direito na Unifor.

Tão importante quanto escolher o curso e a universidade é escolher o horário em que se vai estudar. É necessário adequar a rotina e pensar a longo prazo, com a possibilidade de realizar cursos, estágio, trabalho em tempo integral e atividades extracurriculares.

Pensando nisso, a Unifor disponibiliza cursos no período noturno para aqueles que optam por destinar a manhã e a tarde para outras atividades, como trabalho, por exemplo.

Vantagens de estudar à noite

A aluna Jéssica Albuquerque, de Psicologia, resolveu trocar de turno para poder ter mais chances no mercado de trabalho: “Percebi que estudando no período da noite tinha mais condições de concorrer às vagas e ingressar no mercado, seja de manhã ou à tarde, mais rapidamente do que se eu fosse esperar uma oportunidade de emprego no turno da noite”, destaca.

Ela conta que também viu a oportunidade de construir seu network: “Porque as pessoas que estão no turno da noite já estão estagiando ou trabalhando, muitas vezes em empresas”, ressalta. 

Thalita Capibaribe, aluna de Direito, percebeu antes mesmo de entrar na graduação os pontos positivos de estar à noite no campus: “Existe a questão da flexibilidade dos horários e das turmas. Tenho mais condições de conciliar as disciplinas. Outro ponto positivo são as oportunidades de estágio, que, geralmente, são de manhã ou à tarde. Com o curso à noite, eu consigo me candidatar quando aparece alguma vaga”, frisa. 

Aluno de Ciência da Computação, João Arthur escolheu o turno da noite por poder conciliar suas atividades diárias. “Até mesmo as entrevistas de trabalho são melhores para quem estuda à noite porque são sempre são marcadas durante o dia. Então, eu nem preciso faltar à aula e consigo conciliar. E a minha turma à noite parece mais focada e mais centrada nas matérias e professores”, complementa.

Confira a lista de cursos ofertados à noite 

Centro de Ciências da Comunicação e Gestão

Administração
Ciências Contábeis 
Ciências Econômicas
Cinema e Audiovisual
Comércio Exterior
Design de Moda
Eventos
Gestão de Recursos Humanos 
Marketing
Processos Gerenciais 

Centro de Ciências Jurídicas

Direito

Centro de Ciências Tecnológicas

Arquitetura e Urbanismo 
Análise e Desenvolvimento de Sistemas 
Ciência da Computação 
Construção de Edifícios 
Energias Renováveis 
Engenharia Ambiental e Sanitária
Engenharia Civil 
Engenharia Eletrônica
Engenharia de Produção 
Engenharia Mecânica
Petróleo e Gás

Centro de Ciências da Saúde

Enfermagem
Psicologia

 

Professores da Unifor orientam a escolha do melhor horário para as aulas

Os docentes também apontam vantagens em estudar no horário noturno. Professor e supervisor de estágios do Centro de Ciências da Comunicação e Gestão (CCG), Tarcísio Mauri aponta a disponibilidade de tempo e o convívio com colegas que, predominantemente, já estão no mercado de trabalho. “Esse contato favorece bastante a troca de conhecimentos de experiências profissionais, além de novas perspectivas em termos de inserção em ambientes corporativos”. O professor acrescenta ainda que a Unifor, além de agregar valores de excelência, permite que esses alunos obtenham uma formação muito além do conteúdo das disciplinas. “A Unifor promove, contínua e incessantemente, formações paralelas através de programas de enriquecimento cultural, técnico e científico, sintonizados com as realidades atuais de mercado”.

Já o professor Gladstone Fontgalland, do Centro de Ciências Tecnológicas (CCT), destaca o papel do professor na escolha do melhor horário para as aulas. “Quando chega o momento de ingressar numa universidade, muitos jovens ainda estão inseguros sobre que profissão escolher, em razão das incertezas do mercado de trabalho. A Unifor acompanha essas situações de perto, trazendo o estudante para si, disponibilizando seu corpo docente e administrativo para esclarecer e dissipar dúvidas”. Ele também ressalta a importância do mercado de trabalho na vida desses estudantes, que muitas vezes aderem ao período noturno para se inserir mais cedo em sua área profissional.

“Participamos dessa etapa não só com teorias, mas com oportunidades de entrar no mercado de trabalho através do estágio, preparando-o e capacitando-o, agregando conhecimento e práticas à sua educação profissional e acadêmica, quando se chega numa universidade, surge o desejo, a necessidade de um emprego, ser produtivo e ativo na sociedade de hoje, e ao mesmo tempo continuar estudando, sempre almejando um nível de ensino cada vez mais alto daquele em que se encontra, a fim de desenvolver ainda mais sua capacidade profissional.”

Estudar no período noturno também traz certos desafios, como explica professora do Centro de Ciências da Saúde (CCS), Ana Elizabeth Gondim. “Na condição de professora do CCS e gestora dos estágios não-obrigatórios, oriento que o aluno interessado na matrícula em módulo noturno pondere questões como o deslocamento para a instituição, a rotina familiar e a metacognição. É um desafio estudar à noite, mas as experiências e os relatos são os mais positivos que se possam imaginar. Os benefícios e as vantagens de graduar-se no período noturno são vários. Dentre eles, o fato de permitir que os alunos trabalhem ou realizem um estágio não-obrigatório nos turnos manhã e tarde. Sem contar que de modo geral, estudar à noite, torna-se menos desgastante pelo movimento nas ruas”, completa a professora.

Optar pelo período noturno para fazer sua graduação tem vantagens e desafios, que devem ser bem ponderados. Por um lado, há cansaço físico e mental de uma jornada de trabalho ou estágio diurnos. Por outro, o tempo de deslocamento e o ambiente mais calmo do campus durante a noite podem tornar as aulas mais produtivas e focadas. Por fim, estabelecer vínculos com colegas que vivem a mesma experiência não só ajuda a superar desafios de forma conjunta, como também pode se transformar numa fonte inicial de contatos profissionais. Na dúvida, conte sempre com os professores e coordenadores do seu curso, para orientar o processo de conciliação e de novas possibilidades.