angle-left Curso de Eventos aumenta oportunidades no setor

Sex, 21 Setembro 2018 17:43

Curso de Eventos aumenta oportunidades no setor

Perfil do profissional em Eventos estimula relação entre criatividade e estratégia nos negócios.


Professora Milena Reis, coordenadora do curso. Foto: Ares Soares.
Professora Milena Reis, coordenadora do curso. Foto: Ares Soares.

Planejar, desenvolver e coordenar, esses são alguns princípios básicos de um profissional de Eventos. Com nota máxima (5) no MEC, o curso de Eventos da Universidade de Fortaleza (Unifor) prepara o aluno para seguir carreira como autônomo, na prestação de consultoria para empresas de eventos e de turismo, assim como trabalhar em hotéis e outros setores.

Desde o início da graduação tecnológica, o aluno pode atuar na realização de eventos, em uma dinâmica que oportuniza aliar a teoria e prática. No mesmo sentido, a Unifor trabalha o desenvolvimento das habilidades empreendedoras do estudante, que também tem a oportunidade de visitar empresas e eventos locais com o objetivo de alargar sua visão sobre o setor. Além disso, é capaz de atuar em seu ambiente de trabalho ao considerar os aspectos financeiros, administrativos e organizacionais. Ele sabe identificar demandas, expectativas para exercer o seu papel de forma criativa e estratégica, com foco na alavancagem de negócios promissores.

O aluno que cursa Eventos poderá aplicar técnicas de gestão que possibilitam uma performance diferenciada e proativa na agregação de valor ao mercado de eventos local. Durante o curso, o estudante aprende também a se comunicar e gerenciar equipes de trabalho, sem deixar de lado o aspecto ético da profissão, a minimizar os impactos gerados na sua atuação e consequentemente otimizar resultados organizacionais.

Na graduação tecnológica da Unifor, o aluno recebe certificações intermediárias que lhe permitem concorrer no mercado de trabalho de forma mais rápida e com experiência comprovada. Após dois módulos, o estudante recebe um certificado como Assistente em Gestão de Eventos, e ao final do curso, o de Tecnólogo em Eventos. Além desses diferenciais do curso, a equipe de professores trabalha para garantir que os estudantes estejam sempre em contato com as novas tecnologias, que podem auxiliar na produção e na inserção no mercado de trabalho.

Confira a entrevista com a professora Milena Reis, coordenadora do curso de Eventos:

UNIFOR: Como está o mercado de trabalho para o profissional de Eventos? Está crescente, em expansão, em alta? Por quê?

Milena Reis: Aqui em Fortaleza a gente tem essa vocação para o turismo com vários equipamentos construídos, tanto pelo Governo do Estado, o Centro de Eventos, como pela iniciativa privada que são os espaços dos buffets e de hotéis. O mercado está crescendo, sempre crescendo. Em todos esses congressos e eventos que vem para Fortaleza geralmente a gente bate recorde de público. A gente teve crise nessa área mas as pessoas não deixaram de fazer eventos. A gente não teve crise como a indústria e o comércio tiveram, porque ninguém deixa de fazer eventos. 

UNIFOR: Qual são as áreas de atuação em que há mais contratações de recém-formados? E para quem já tem experiência? Por quê?

Milena Reis: Os recém-formados sem muita experiência trabalham muito na área operacional dos eventos, montagem, como recepcionista e com atendimento. Já quem tem mais experiência vai para a área de coordenação e gestão em eventos. Quem têm a veia comercial vai para a área de vendas. No setor de eventos a gente precisa ter prática, os alunos aqui estão alinhando a teoria à prática e em todos os semestres aqui no curso eles fazem uma prática que é a realização de um evento. Quando me pedem um estagiário para a área operacional, geralmente eu ofereço a vaga aos alunos que estão no primeiro ano. Quando eles passam para o segundo ano eu já passo para a área de gestão, porque ao final do primeiro ano eles recebem um certificado de Assistente em Gestão de Eventos. A gente faz essa diferenciação na análise dos currículos.

UNIFOR: Onde estão as melhores oportunidades (regiões, cidades etc)? Por quê?

Milena Reis: No nosso caso as melhores oportunidades estão em Fortaleza mesmo, pelo número de eventos que nós recebemos e que são realizados aqui. Eu tenho alguns alunos que também vão trabalhar na região metropolitana, principalmente no litoral, em Aquiraz e Cumbuco. 

UNIFOR: Quais são as tendências e perspectivas futuras para essa profissão?

Milena Reis: A grande tendência são os alunos aprenderem a trabalhar com eventos através de meios digitais. Hoje o setor de turismo é um setor que mudou muito nos últimos tempos, ele está muito ligado a aplicativos, a como vender de forma digital. As pessoas hoje já começam a organizar o seu momento de lazer e viagens, tudo através da internet. Existe uma linha muito forte de organização de eventos através de meios digitais, que nós já fizemos aqui na Universidade também. A questão é como os meninos podem inovar nos eventos a partir dos meios digitais, eu acho que essa é a grande inovação do setor. 

UNIFOR: Surgiram novas áreas de atuação?

Milena Reis: Sim, principalmente na criação de aplicativos e criação de projetos de eventos, são essas novas áreas de atuação do profissional de Eventos. Ele precisa entender de um todo e precisa se envolver nessas novas áreas que existem pro trabalho.

UNIFOR: No caso do curso, há novidades no currículo? Tem trabalho de conclusão de curso e estágios obrigatórios? Se sim, como funcionam esses estágios (mais detalhes)? 

Milena Reis: A gente ainda está na matriz antiga, mas nós estamos em fase de elaboração e aprovação de um novo currículo para essa área. A gente vai mexer muito no setor de educação e na área de hospitalidade. O nosso curso não tem TCC, como um curso tecnológico ele não tem a obrigatoriedade do Trabalho de Conclusão de Curso, mas eu digo muito para os meus alunos que eles fazem um TCC todo semestre, porque eles precisam criar o projeto de um evento, precisam realizar o evento e precisam fazer um relatório de pós-evento. Para entregar esse relatório eles precisam de pesquisa, de objetivo e metodologias. A gente vai trabalhar muito com tendências e inovações para a área nessa nova grade que está sendo desenvolvida.