Mundo Unifor

Pessoas passenaod na praça central da Unifor, onde está montando o palco do Mundo Unifor 2017
o psicanalista Contardo Calligaris

Vem aí o Mundo Unifor 2019

Entre as atrações já confirmadas estão o filósofo Gilles Lipovetsky e o escritor Contardo Calligaris. Evento terá ainda encontros científicos, mostra de artes plásticas, oficinas e shows

SAIBA MAIS

MUNDO UNIFOR 2019

INSCREVA-SE AQUI

Inscrições abertas para as palestras de Gilles Lipovetsky, Conrado Shcolahuer, Contardo Calligaris, Letícia Lampert, Neide Duarte, Mailson Furtado e Djamila Ribeiro.

O encontro ocorrerá no dia 18 de outubro, às 8 horas, na Cordelteca Maria das Neves Baptista Pimentel. Foto: Ares Soares.

Oficina explora conhecimentos da literatura de cordel durante Mundo Unifor 2019

Poeta Francisco Paiva das Neves e médica e professora Paola Torres comandam oficina sobre a estética de uma das tradições literárias mais características da cultura nordestina

SAIBA MAIS
Djamila Ribeiro é graduada em Filosofia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e mestra em Filosofia Política na mesma instituição. Foto: Guilherme Santos/Sul21

Djamila Ribeiro vem a Fortaleza para participar do Mundo Unifor 2019

A escritora, filósofa e uma das principais vozes atuais do feminismo negro é presença confirmada na programação do evento, que acontece no dia 16 de outubro.

SAIBA MAIS
O filósofo Gilles Lipovetsky

Gilles Lipovetsky é presença confirmada

Referência em temas relacionados à moda e consumo na sociedade moderna, o filósofo Gilles Lipovetsky sobe ao palco do Mundo Unifor 2019 como uma das principais atrações.

SAIBA MAIS
Colóquio Justiça em Quadrinhos e Filosofia do Direito

Programação do curso de Direito

O Centro de Ciências Jurídicas (CCJ) promoverá uma programação especial, com palestras e oficinas direcionadas para alunos e visitantes. Inscrições abertas.

SAIBA MAIS

Conheça nossos convidados

Aprendizagem e empreendedorismo são paixões levadas a sério por Conrado Schlochauer. Atração do Mundo Unifor 2019, o especialista em gestão educacional vem a Fortaleza conversar com o público sobre novas práticas de ensino na palestra “Homo Discens - uma nova espécie em um mundo em mudança”. O encontro acontecerá no dia 18 de outubro, às 18 horas, na Praça Central da instituição de ensino.

Por que você não pode faltar

“Homo Discens” nada mais é do que a evolução do “Homo Sapiens”. Trata-se de um novo perfil de humanidade, capaz de revolucionar as práticas de aprendizagem até então conhecidas. Conrado Schlochauer é um dos principais defensores dessa tese. Doutor em psicologia do aprendizado, ele acredita na potência do ensino contínuo ao longo da vida. 

Conrado é cofundador da Affero lab, maior empresa de Aprendizagem Corporativa do Brasil. Há mais de 20 anos, ele atua na pesquisa, na inovação e no design de experiências de aprendizagem que revolucionaram mais de 300 empresas espalhadas pelo Brasil. 

Ciente da importância da aplicação da tecnologia em prol de mudanças positivas, Conrado vem a Fortaleza para falar da necessidade de adesão a tais transformações em tempos de alterações tão bruscas na aprendizagem de novos conhecimentos. Oportunidade valiosa para que o público aprenda mais sobre tecnologia educacional e transição digital.

De acordo com Henrique Sá, vice-reitor de Graduação da Unifor, as múltiplas vivências de Conrado na área de gestão e aprendizagem fazem dele uma referência no assunto. “Ele tem uma formação e um pensamento voltado à educação. É alguém que traz uma reflexão sobre o ensino do século XXI e sobre os valores e competências necessários para qualquer nível de profissional”, analisa.

Já a diretora do Centro de Ciência da Comunicação e Gestão, Danielle Coimbra, ressalta que as ideias de Conrado nos ajudam a repensar o tradicional modelo de educação. “Ele traz à tona, de forma simples, os novos desafios com os quais nos deparamos em um mundo de transformações, sobre como estamos preparados ou se estamos aprendendo ao longo da vida”.

O psicanalista e escritor italiano Contardo Calligaris é uma das atrações confirmadas do Mundo Unifor 2019. Colunista do jornal Folha de São Paulo, Calligaris apresentará a palestra “Talvez não tenha oposição entre vida ética e vida estética. Talvez a melhor ética (ou a única possível) não consista em seguir grandes princípios ou merecer algum paraíso, mas em ‘fazer bonito’”. O encontro acontecerá no dia 19 de outubro, a partir das 10 horas, no Teatro Celina Queiroz.

Por que você não pode faltar

Defensor da ideia de que mais importante do que uma vida feliz é uma vida interessante, Contardo Calligaris é um dos maiores pensadores da contemporaneidade. Italiano radicado no Brasil, o autor nasceu em Milão no ano de 1948. Graduou-se em Letras e Epistemologia Genética na Suíça, fez doutorado em Semiologia, em Paris, e em Psicologia Clínica na Universidade de Provença. Teve como mestres importantes nomes, como Roland Barthes e Lacan. 

Para além da experiência em consultórios, Calligaris carrega vivências como professor de Antropologia, na Universidade da Califórnia em Berkeley, e de Estudos Culturais, na New School of New York. Considerado um dos pensadores mais influentes em atividade, o italiano também é doutor em Semiologia e foi membro da Escola Freudiana de Paris. 

Dono de um estilo único de escrita, Calligaris reflete, em suas obras, sobre o conceito de felicidade  atrelado ao consumo desenfreado. O olhar crítico do autor também incide sobre viver o presente e os perigos da idealização nos diferentes âmbitos da vida. 

“É certamente um ícone da contemporaneidade, trazendo à tona reflexões importantes sobre a vida e a obrigatoriedade da felicidade, da beleza. É um nome que contribui para que a universidade possa refletir diante desse momento de incertezas e mudanças de grande impacto”, analisa Danielle Coimbra, diretora do Centro de Ciência da Comunicação e Gestão da Unifor.

Referência a mundial em estudos sobre o consumo, o filósofo francês Gilles Lipovetsky é a principal atração do Mundo Unifor 2019. O autor realizará a palestra “A Sociedade da Sedução: emoção, mídias e economia”, no dia 17 de outubro, às 17h30, na Praça Central da instituição de ensino. 

Por que você não pode faltar

Moda, consumo e hedonismo estão entre os principais temas discutidos pelo filósofo francês Gilles Lipovetsky. Considerado uma das principais vozes mundiais em estudos sobre a hipermodernidade, o autor possui livros traduzidos em mais de 18 idiomas. Entre eles, clássicos como “O Império do Efêmero - a moda e seu destino nas sociedades modernas” e “A Era do Vazio - ensaios sobre o individualismo contemporâneo”. 

Lipovetsky transita com facilidade nas discussões que buscam entender o consumo para além do luxo, como algo fundamental para contemplar as necessidades básicas humanas. Nesse contexto, aborda os papéis das instituições sociais e governos na caracterização da “hipermodernidade”, marcada pelo pensamento individualista, pelo desencantamento com as ideologias e pelo culto ao prazer.

Quem for ao evento terá a oportunidade entender questões fundamentais que caracterizam a hipermodernidade, como a economia de mercado, a revolução tecnológica e a autonomia individual. “Ele faz parte de um conjunto de pensadores contemporâneos , talvez um dos mais influentes, que reflete essa discussão de uma sociedade apática do ponto de vista da expressão de valores, apesar de extremamente rica de preceitos culturais nos pequenos espaços”, reflete Henrique Sá, vice-reitor de Graduação da Unifor.

Em uma cidade há muito mais do que casas, carros, pessoas. Há oportunidades perfeitas para o encontro entre o observador e uma fotografia. Esse olhar apurado sobre o que o cenário urbano esconde percorre o trabalho da artista visual e designer Letícia Lampert, que realizará a palestra “A Cidade como Ateliê” durante o Mundo Unifor 2019. O encontro acontecerá no dia 16 de outubro, a partir das 14 horas, no auditório da biblioteca da instituição de ensino. 

Por que você não pode faltar

Durante duas horas, quem for à palestra da gaúcha Letícia Lampert entenderá por que a artista visual é um dos principais nomes da fotografia brasileira na atualidade. Amante das paisagens, em especial a urbana, a fotógrafa busca eternizar as relações entre arquitetura e os habitantes das grandes cidades. 

Um dos seus mais recentes trabalhos, “Random City” (cidade aleatória), apresenta colagens feitas a partir de fotos de prédios de diferentes metrópoles ao redor do mundo, como São Paulo, Xangai, La Paz, Paris e Nova York. Misturadas, as imagens parecem compor uma única paisagem. Apenas o observador atento percebe que ali, numa mesma foto, estão contemplados diferentes contextos urbanos.

Em outro trabalho, “Conhecidos de Vista”, Letícia fotografou janelas e interiores de apartamentos que, de tão próximos uns dos outros, permitiam que seus moradores soubessem detalhes de vidas alheias sem muitas vezes nem conhecer os vizinhos. São exemplos de como a fotografia retrata não apenas determinado fato ou paisagem, mas as relações de homens e mulheres com o entorno.

Tamanho talento já rendeu à artista presença em salões de sucesso e conquista de prêmios renomados, como o Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger, em 2013, e o Prêmio Açorianos de Artes Plásticas – Fotografia, em 2009. Possui três livros publicados e, desde 2016, roda o Brasil promovendo oficinas sobre arte e fotografia.

“Mailson Furtado e seu ‘escreviver’ no sertão” é a palestra que vai trazer a Fortaleza o vencedor do Prêmio Jabuti 2018 nas categorias “Livro do Ano” e “Melhor Livro de Poesia”. O encontro com o autor cearense faz parte da programação do Mundo Unifor, no dia 18 de outubro, às 9 horas, no auditório A4 da universidade.

Por que você não pode faltar

Aspectos folclóricos e elementos geográficos do sertão se cruzam no livro “À Cidade”, responsável por garantir o lugar de Mailson Furtado entre o seleto grupo de escritores laureados com o Prêmio Jabuti, o mais tradicional da literatura brasileira. Aos 27 anos, o autor, natural de Cariré, a 265 km de Fortaleza, tornou-se nacionalmente conhecido pelos poemas que integram a obra. 

No Mundo Unifor, Mailson dividirá com o público as entrelinhas do percurso que o tirou do anonimato. Ele foi o primeiro autor independente (sem apoio de editora ), em 60 anos de Jabuti, a ganhar o prêmio de melhor livro. Recompensa merecida para quem escreveu os versos à mão, editou, diagramou e vendeu as 300 cópias do livro confeccionado com o dinheiro do próprio bolso. 

O sertão presente nas linhas do livro também corre nas veias de Mailson. FIlho de um agricultor e uma dona de casa, o escritor teve o primeiro encontro com a arte durante o Ensino Médio, época em que a música e o teatro abriram caminhos até então inexplorados. 
Além de escritor, Mailson também é cirurgião-dentista, dramaturgo, ator e produtor cultural. 

Segundo o vice-reitor de Graduação da Unifor, professor Henrique Sá, Mailson é mais um nome cearense de alta repercussão cultural em períodos de resistência. “Quando você tem tempos duros e horizontes negros, é na cultura que sobressaem as luzes e os faróis para guiar os próximos passos de uma sociedade. O Mailson é uma expressão disso”, reflete.

O maior evento de inovação, cultura e ciência do Ceará traz a Fortaleza uma das grandes repórteres da TV Globo. Como parte do Mundo Unifor, Neide Duarte comanda a palestra “Como Contar uma Boa História”, no dia 16 de outubro, a partir das 17 horas, no Auditório da Biblioteca da melhor instituição de ensino do Norte e Nordeste. 

Por que você não pode faltar

Neide Duarte é um dos grandes nomes do jornalismo brasileiro. Faro apurado, escrita habilidosa e sensibilidade marcam a trajetória da jornalista, que sustenta mais de 30 anos de carreira, boa parte deles na Rede Globo. A profissional tem passagem pelos principais telejornais e programas da casa, como Jornal Nacional, Globo Rural, Globo Repórter e Fantástico.

Durante uma hora de palestra, Neide abordará requisitos fundamentais para uma apuração ética e habilidosa. Com conhecimento de causa, a jornalista repassará aos presentes saberes  que resultam de coberturas históricas, como o movimento “Diretas Já”, a primeira eleição presidencial após a redemocratização e a morte de Ayrton Senna. 

Vencedora de vários prêmios de jornalismo e autora do livro “Frutos do Brasil - histórias de mobilização juvenil”, Neide Duarte vai proferir palestra voltada não só a estudantes e profissionais de jornalismo, mas também aos que desejam aprender sobre a rica experiência de contar histórias da nossa sociedade.

A palestra de Neide integra uma rica programação de três dias pensada para quem deseja refletir sobre temas contemporâneos e relevantes para os tempos atuais. Segundo o coordenador do curso de Jornalismo da Unifor, professor Wagner Borges, Neide é uma referência na área por ter vivido diversas transições na forma de produzir comunicação. 

“É muito importante termos a oportunidade de trocar experiências com uma pessoa assim. Eu e os alunos estamos com uma expectativa muito grande. Isso reforça a qualidade do evento, pois reflete o compromisso que a universidade tem com o público”, destaca Wagner.