angle-left Núcleo de Biologia Experimental da Unifor analisa produtos para indústrias químicas e de cosméticos

Ter, 26 Fevereiro 2019 14:33

Núcleo de Biologia Experimental da Unifor analisa produtos para indústrias químicas e de cosméticos

O Núcleo de Biologia Experimental (Nubex) possibilita aos alunos e professores de graduação e pós da Unifor a realização de projetos de pesquisas, desenvolvimento e de inovação nas áreas das Ciências da Saúde e Biológicas, numa perspectiva multidisciplinar (Foto: Ares Soares)
O Núcleo de Biologia Experimental (Nubex) possibilita aos alunos e professores de graduação e pós da Unifor a realização de projetos de pesquisas, desenvolvimento e de inovação nas áreas das Ciências da Saúde e Biológicas, numa perspectiva multidisciplinar (Foto: Ares Soares)

A ausência de laboratórios aptos a analisar os produtos desenvolvidos pelas empresas químicas e de cosméticos motivou a Universidade de Fortaleza em investir na prestação desta modalidade de serviço. Para tanto, o Núcleo de Biologia Experimental (Nubex) da Unifor tem auxiliado no desenvolvimento de produtos para empresas da região Nordeste.

“Estamos estruturando esse setor de prestação de serviços e parcerias com empresas da região, direcionadas à pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos, há quase dois anos. O principal serviço é estabelecer parcerias com empresas das indústrias químicas, de cosméticos, farmacêuticas”, explica Ana Cristina Moreira, professora do curso de Farmácia e do Mestrado em Ciências Médicas.

A principal vantagem do serviço oferecido para as indústrias é poupar o encaminhamento das análises de produtos para São Paulo e região Sudeste, com taxas significativas de frete e logística elevada. A Universidade de Fortaleza proporciona a análise com redução de gastos para a empresa. “A Unifor presta esse serviço com foco em análises para produtos em desenvolvimento reduzindo custos com envio a laboratórios credenciados", comenta Angelo Roncalli, também professor do curso de Farmácia.

Os diagnósticos são direcionados principalmente para produtos que estão em desenvolvimento. “As análises analíticas vão desde análises gerais, físico-químicas, microbiológicas, químicas e bioquímicas a específicas ao produto. Precisamos avaliar o produto para verificar quais são as análises referentes a ele”, pontua o professor.