angle-left Aluno de Direito da Unifor vence prêmio internacional Mitacs Globalink Research Award

Ter, 4 Junho 2019 15:18

Aluno de Direito da Unifor vence prêmio internacional Mitacs Globalink Research Award

Dieric Guimarães terá pesquisa financiada e desenvolvida na Universidade de Toronto, Canadá


Dieric Guimarães e sua professora orientadora Ana Virgínia Moreira Gomes. Foto: Ares Soares.
Dieric Guimarães e sua professora orientadora Ana Virgínia Moreira Gomes. Foto: Ares Soares.

O estudante do curso de Direito da Universidade de Fortaleza, Dieric Guimarães, venceu recentemente a premiação internacional ‘Mitacs Globalink Research Award’, iniciativa realizada pela organização canadense Mitacs, que desde 1999 reconhece projetos de relevância para a inovação social e industrial.

A competição reuniu pesquisadores de 14 países, como Estados Unidos, Austrália, Índia, Reino Unido, Japão e China, com os quais Dieric concorreu. Como prêmio, ele terá toda a sua pesquisa financiada no valor $6.000 dólares, e desenvolvida pela renomada Universidade de Toronto, no Canadá, onde ficará de setembro a janeiro.   

Dieric começou a pesquisar, já no primeiro semestre da graduação, sob a orientação da professora do curso de Direito, Dra. Mariana López Matias, como bolsista da Fundação Edson Queiroz (FEQ). O aluno que, atualmente, está no 8o semestre do curso tem trilhado uma trajetória de sucesso na área a qual se dedica e afirma que a oportunidade de estudar em Toronto é única. “Poderei crescer ainda mais como pesquisador, aprendendo, na Universidade de Toronto, novas técnicas e adquirindo mais experiência no campo da pesquisa científica. Essa possibilidade de trocar conhecimentos com alunos e professores de uma universidade renomada como a UfT será algo incrível, sem dúvidas irei ampliar meus conhecimentos e, de mesmo modo, minha visão de mundo”, destaca.

O trabalho vencedor, intitulado “Collective Organization and Legal Protection of Precarious and Informal Workers: Lessons from Canada and Brazil”, foi orientado pela professora doutora do curso de Direito da Unifor, Ana Virgínia Moreira Gomes, principal incentivadora de Dieric para que ele participasse da seleção e pelo professor Dr. Anil Verma (UfT). O aluno dedicou meses à leitura de livros e artigos em português e inglês, para escrever a proposta de pesquisa. 

“Meu projeto de pesquisa aborda a organização coletiva de trabalho e a proteção legal de trabalhadores precários e informais, fazendo um exame da realidade brasileira e canadense, em termos de legislações e de políticas públicas relativas ao tema. O objetivo é entender as dificuldades de trabalhadores precários e informais de se organizarem coletivamente e como esse impasse pode impactar na garantia do ‘trabalho decente’, conceito formalizado em 1999 pela Organização Internacional do Trabalho, da qual fazem parte o Brasil e o Canadá”, explica o aluno.  

Pesquisa na graduação: um universo de possibilidades  

Depois de ingressar na vida universitária, os estudantes descobrem diversas atividades para além dos conteúdos programáticos da sala de aula, que contribuem de forma significativa para sua formação profissional e humana. A iniciação científica é uma delas!

Dieric, por exemplo, é pesquisador e bolsista do CNPq através da Fundação Edson Queiroz, e foi na pesquisa, que descobriu a paixão pela carreira acadêmica que deseja trilhar futuramente como professor universitário. “Tenho conciliado monitoria e pesquisa, me dedico integralmente às atividades acadêmicas e assim quero seguir. Tenho a pretensão de ingressar em um mestrado, mais especificamente, na linha de pesquisa sobre ‘Direito e Sociologia’ e, futuramente, pretendo continuar com o doutorado e pós-doutorado”, afirma ele.

Hoje, na Universidade de Fortaleza, através da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, são ofertadas 300 bolsas de pesquisa destinadas a quem quer crescer dentro do meio acadêmico. Distribuídas em todas as áreas de conhecimento, elas são disponibilizadas em diferentes programas. São eles:

  • Programa de Iniciação Científica (Probic), da Fundação Edson Queiroz
  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica Júnior (Pibic-EM), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti), do CNPq
  • Programa de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica (PBICT), da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap)

Para se candidatar a uma bolsa, o aluno deve ficar atento aos lançamentos de editais e se cadastrar no Unifor Online, na área “Serviços” e clicando em “Iniciação Científica”, escolhendo sua área de interesse. Com isso, todos os professores que têm projetos de pesquisa nas áreas selecionadas vão visualizar no sistema a sua disponibilidade.

Segundo a professora de Direito Constitucional da Unifor e orientadora de Dieric, Ana Virgínia Moreira Gomes, “a participação na iniciação científica para o aluno da graduação, além da experiência, aprender como pesquisar, como escrever artigos científicos, possibilita criar uma rede de contatos de pesquisa. Além do conhecimento técnico, é importante começar a se relacionar com as pessoas, pesquisadores conhecerem você e saberem do seu trabalho”, ressalta.

Direito na Unifor

Sobre a formação na Unifor, Dieric destaca os diferenciais da graduação em Direito. “É um curso que possui um corpo docente muito qualificado, promove um ensino que atrela a teoria ministrada em sala de aula com a prática através do EPJ. Além disso, fomenta a responsabilidade socioambiental dos alunos através do Programa Cidadania Ativa, bem como organiza eventos com palestrantes nacionais e internacionais que fortalecem a formação e geram ganho de conhecimento a nós, alunos. Sem deixar de mencionar a possibilidade de o aluno ter o contato com a pesquisa, através do NUPESQ-CCJ, e com a monitoria”, destaca.

O curso de Direito da Unifor é reconhecido pela sua excelência, com a nota máxima (5) na avaliação do MEC, principal indicador de qualidade do Ensino Superior. Oferece uma formação humanista com foco na ética, responsabilidade social e fortalecimento dos valores constitucionais, preparando os estudantes para o exercício profissional nos mais diversos campos de atuação.

Criado em 1976, primeiro da região Nordeste em uma instituição particular de ensino superior, o curso destaca-se no cenário educacional, integrando teoria e aprimoramento técnico, o que garante uma educação jurídica atenta às demandas globais e às peculiaridades regionais.