angle-left Estudantes do Instituto Federal do Piauí visitam Parque Tecnológico da Unifor

Sex, 21 Dezembro 2018 16:21

Estudantes do Instituto Federal do Piauí visitam Parque Tecnológico da Unifor

Visita proporcionou conhecimento acerca do ecossistema de inovação e empreendedorismo presente no TEC-Unifor


Estudantes do Instituto Federal do Piauí Campus Floriano (IFPI) visitam Parque Tecnológico da Unifor (Foto: Ares Soares)
Estudantes do Instituto Federal do Piauí Campus Floriano (IFPI) visitam Parque Tecnológico da Unifor (Foto: Ares Soares)

Estudantes do curso de Tecnologia em Análises de Sistemas do Instituto Federal do Piauí - Campus Floriano (IFPI) visitaram no dia 18 de dezembro o Parque Tecnológico da Universidade de Fortaleza (TEC Unifor). A visita teve como objetivo fomentar a troca de conhecimento e experiências entre as duas instituições de ensino.

Na ocasião, foi apresentado um dos laboratórios do Parque, o LAPIN (Laboratório de Pesquisa e Inovação em Cidades). Professores e pesquisadores fizeram demonstrações dos projetos desenvolvidos, como totens e o Gelágua Inteligente.

Representantes de empresas parceiras do Parque, como a Mob Telecom, também falaram do trabalho desenvolvido junto aos laboratórios e como funciona a interação empresa-universidade, que vem a impactar na sociedade local.

O professor da área de Administração e responsável pela turma de estudantes, Magno Bezerra, afirmou que a visita proporcionou o desenvolvimento de conhecimentos. “Em nosso campus, que fica no interior do Piauí, ainda não tem tanta inovação, não tem tantos laboratórios desse nível. Então, viemos agregar mais conhecimentos e trocar experiências. Estando aqui a gente se depara com uma maravilha dessa, os alunos estão encantados em ver vários projetos unidos em um local físico e que tem esse intuito de fomentar inovação e empreendedorismo em diversas áreas”, destaca.

Os alunos do IFPI Jackson Xavier e Débora Oliveira ficaram encantados com toda a infraestrutura dos laboratórios, sobretudo, com o os projetos desenvolvidos. “A pesquisa no nosso campus ainda está engatinhando. Quando cheguei aqui, a questão de pesquisa me impressionou bastante, a forma como acontece e os exemplos que eles deram. A integração com as empresas é bem legal”, comentou Jackson.

“Estar na Unifor é uma experiência muito grande porque expandimos nossos conhecimentos. Aqui a gente vê mais a parte prática, enquanto lá vemos mais a teoria”, afirmou Débora, destacando que um dos projetos mais interessantes para ela, foi o voltado para identificar a labirintite.

Um dos coordenadores do LAPIN, o professor e pesquisador Daniel Valente, ressaltou o quão importante é a troca de conhecimento entre universidades. “A troca de conhecimentos é o que eu acho interessante dessa integração entre universidades, é a parte chave de toda a colaboração. Quando se tem a parceria, os dois crescem juntos, você pega o que os dois tem de melhor, une forças para trabalhar essa parte de desenvolvimento de projetos e inovação em geral”, finaliza.