angle-left Farmácia e Biomedicina são a mesma coisa?

Qua, 12 Junho 2019 09:57

Farmácia e Biomedicina são a mesma coisa?

Apesar de atuarem juntos em determinadas áreas, farmacêuticos e biomédicos possuem campos de exercício específicos e singularidades profissionais.


Na graduação em Farmácia da Unifor, você tem à disposição mais de 35 laboratórios de última geração onde são desenvolvidas atividades práticas, de pesquisa e estágio curricular (Foto: Ares Soares)
Na graduação em Farmácia da Unifor, você tem à disposição mais de 35 laboratórios de última geração onde são desenvolvidas atividades práticas, de pesquisa e estágio curricular (Foto: Ares Soares)

Ainda há muita confusão em torno das atividades exercidas por profissionais das áreas de Farmácia e Biomedicina. Disciplinas como Anatomia, Fisiologia e Microbiologia estão presentes no currículo das duas formações, que possuem campos de atuação distintos.

A fim de sanar dúvidas, conversamos com a coordenadora do curso de Farmácia da Unifor, professora Caroline Mourão Melo. Confira:

Entrevista

Unifor: O que difere os cursos de Farmácia e Biomedicina?

Profa. Caroline: A Farmácia, profissão fundamental à saúde, prepara o profissional para atuar na área de fármacos, medicamentos e assistência farmacêutica, de forma integrada, com formação em análises clínicas e toxicológicas, em cosméticos e em alimentos. Tudo isso em prol do cuidado à saúde do indivíduo, da família e da comunidade. Já a Biomedicina é o curso que prepara o profissional para atuar na realização de exames clínico laboratoriais, os quais possibilitam o diagnóstico.

Unifor: Existem áreas de atuação em que os dois profissionais atuam juntos?

Profa. Caroline: O exercício das análises clínico-laboratoriais é de competência dos farmacêuticos, biomédicos e médicos patologistas. Importante ressaltar que o farmacêutico tem amparo legal, ainda que de forma não privativa ou exclusiva, sobre a responsabilidade técnica e o desempenho de funções especializadas em órgãos ou laboratórios de análises clínicas ou de saúde pública ou ainda de seus departamentos especializados.

Unifor: A quais elementos devo estar atento (a) no momento da escolha entre os dois cursos?

Profa. Caroline: À multiplicidade das áreas de atuação, que vão desde o desenvolvimento e orientação no uso de medicamentos até as análises toxicológicas, além da farmácia estética.

Unifor: Quais são os assuntos que eu vou encontrar durante a graduação em Farmácia?

Profa. Caroline: O aluno de Farmácia da Unifor estuda assuntos relacionados aos fármacos e medicamentos, cosméticos, imunobiológicos, tecnologia e inovação, farmácia veterinária, farmácia hospitalar, análises relacionadas com a criminologia e com a medicina legal e do trabalho. Todos com abordagem prática, voltados às necessidades do indivíduo e da comunidade.

Unifor: Qual é o grau de responsabilidade de uma pessoa formada na área de Farmácia?

Profa. Caroline: A responsabilidade e o compromisso do farmacêutico são extremamente relevantes. O farmacêutico atua na pesquisa, no desenvolvimento, na manipulação e no controle de qualidade de medicamentos, cosméticos e produtos para a saúde. Além disso, acompanha a terapia medicamentosa dos pacientes, garantindo o uso correto e seguro dos medicamentos. Dessa forma, observa-se o grande impacto desse profissional na sociedade. O farmacêutico também exerce a direção ou responsabilidade técnica de estabelecimentos farmacêuticos, como indústrias farmacêuticas, farmácias de manipulação, farmácias comunitárias e hospitalares, tendo sob sua responsabilidade a supervisão e coordenação de todos os serviços técnicos do estabelecimento que a ele ficam subordinados.

Unifor: Quais são os campos de atuação da pessoa que se forma em Farmácia?

Profa. Caroline: Atualmente, o farmacêutico é apto a atuar em 135 especialidades, a exemplo: análises clínico-laboratoriais e toxicológicas; farmácia clínica e hospitalar; farmácia industrial; desenvolvimento de medicamentos; fitoterapia; saúde pública e toxicologia.

Unifor: A afinidade com determinada disciplina pode favorecer a escolha pela Farmácia?

Profa. Caroline: Sim. A afinidade com as Ciências Biológicas pode favorecer a escolha pela Farmácia.

Unifor: O salário de um farmacêutico é atrativo?

Profa. Caroline: Sim. Existe a definição do piso salarial dada em cada Estado, que varia de acordo com o número de horas semanais, a função e também o setor em que esse profissional trabalhará.

Unifor: Como anda o mercado de trabalho para os farmacêuticos?

Profa. Caroline: Em ascensão, uma vez que é uma das profissões que mais gerou contratações em 2018. Além disso, em consequência do amplo campo de atuação da profissão, o farmacêutico se destaca como protagonista do cuidado em saúde em todos os âmbitos.

Unifor: De que modo a ética farmacêutica contribui para a saúde da sociedade?

Profa. Caroline: O exercício da profissão farmacêutica, como todo exercício profissional, tem uma dimensão ética que é regulada pelo Código de Ética específico. A formação do farmacêutico é pautada em princípios éticos e científicos, atuando sempre com o maior respeito à vida humana, aos direitos fundamentais do homem e ao meio ambiente. A dimensão ética da profissão farmacêutica é determinada, em todos os seus atos, pelo benefício ao ser humano, à coletividade e ao meio ambiente, sem qualquer discriminação.