angle-left Há 108 anos, nascia Rachel de Queiroz

Há 108 anos, nascia Rachel de Queiroz

Unifor presta homenagem à primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letra


 A coleção da Rachel de Queiroz, está disponível para apreciação de 2ª a 6ª feira de 8h30 até 17h e aos sábados de 8h até 13h. Foto: Divulgação.
 A coleção da Rachel de Queiroz, está disponível para apreciação de 2ª a 6ª feira de 8h30 até 17h e aos sábados de 8h até 13h. Foto: Divulgação.

Em comemoração ao aniversário de nascimento da escritora cearense Rachel de Queiroz, celebrado em 17 de novembro, a Biblioteca Central da Universidade de Fortaleza (Unifor) elaborou, para o próximo sábado, programação cultural no local para o público visitante, que terá a oportunidade de conhecer a literatura que enchia os olhos da primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras. Durante as visitas guiadas, serão ressaltadas as obras Mandacaru (1928) e Serenata, (1927-1930), ambas representantes da coletânea de poemas de Rachel.

Nascida há 108 anos, Rachel de Queiroz começou cedo sua vida de escritora. Em 1928, a obra Mandacaru revela por meio de poemas, o entusiasmo com que escritora se integrar ao movimento modernista. Com a obra Serenata, os poemas (1927-1930), foram publicados em jornais e revistas cearenses da época e posteriormente ordenadas pelo bibliófilo José Augusto Bezerra. Contém poesias líricas onde a escritora estabelece nele a sua identidade pessoal, a sua ideologia literária. A música, o livro, a casa, as pessoas, os sentimentos, os sonhos, a seca, o povo simples, a hospitalidade cearense, a religiosidade, são alguns destes temas apresentados na obra.

No sábado, quem visitar a Biblioteca da Unifor, de 8h até 13h, poderá desfrutar das mais de 3 mil obras do acervo de Rachel de Queiroz, que estão situadas no piso superior. A gestão da biblioteca pretende criar uma imersão, de realidade, aos visitantes com a ajuda de outros recursos alusivos à escritora, como livros, periódicos, peça de roupa e até um aplicativo desenvolvido que projeta a imagem da escritora em realidade aumentada. 

Para a bibliotecária Gabriela Gomes, o recebimento da Coleção Rachel de Queiroz na Unifor influenciou em algumas mudanças nas atividades da biblioteca. “A biblioteca da Unifor é especializada, voltada para o mundo acadêmico, e, a partir do momento em que recebemos uma coleção que retrata a vida de uma personagem literária tão importante, temos que estimular a difusão da memória da escritora cearense”, relata.

Conheça a Coleção Rachel de Queiroz

Grande parte do acervo bibliográfico da escritora cearense Rachel de Queiroz está aberta à visitação e consulta no piso superior da Biblioteca Central da Universidade de Fortaleza. Formada por 2.800 livros e cerca de 300 periódicos, a Coleção Rachel de Queiroz foi doada à Unifor pelo Instituto Moreira Salles (IMS), do Rio de Janeiro, que havia adquirido o acervo em 2006. Ao abrigar a Coleção Rachel de Queiroz, a Unifor permite o acesso dos cearenses a um acervo de valor histórico inestimável e de grande relevância para a pesquisa e preservação da literatura brasileira. Venha visitar essa fabulosa coleção. A entrada é gratuita.  A coleção da Rachel de Queiroz, está disponível para apreciação de 2ª a 6ª feira de 8h30 até 17h e aos sábados de 8h até 13h.

Serviço

Comemoração de aniversário de Rachel de Queiroz
Data: sábado, 17 de novembro de 2018
Horário: 8h às 13h
Local: Biblioteca da Unifor
Aberto ao público
Mais informações: (85) 3477-3169