angle-left Lives do Conhecimento: cientista Márcia Barbosa conversa sobre equidade social no “mundo pós-pandemia”

Ter, 9 Junho 2020 11:15

Lives do Conhecimento: cientista Márcia Barbosa conversa sobre equidade social no “mundo pós-pandemia”

Lives do Conhecimento: cientista Márcia Barbosa conversa sobre equidade social no “mundo pós-pandemia”


Márcia é pós-doutora em Física pela Boston University e University of Maryland (Foto: Divulgação)
Márcia é pós-doutora em Física pela Boston University e University of Maryland (Foto: Divulgação)

Promovida pela Universidade de Fortaleza, instituição da Fundação Edson Queiroz, a iniciativa “Lives do Conhecimento” recebeu na última quarta-feira (03) a professora e física Márcia Barbosa, membro da Academia Brasileira de Ciência (ABC). Dando sequência à proposta do projeto de convidar pensadores e especialistas para debater sobre assuntos contemporâneos, o tema da transmissão foi “O mundo pós-pandemia”. A mediação foi feita pela professora Normanda Morais, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Unifor.
 
Márcia é pós-doutora em Física pela Boston University e University of Maryland. Além disso, é referência dentre as pesquisadoras na sua área de conhecimento, tendo sido mencionada pela ONU Mulheres em 2020 como uma das sete cientistas que moldam o mundo. Foi considerada ainda como uma das 20 mulheres mais poderosas do Brasil, segundo lista da revista Forbes em 2020, tendo recebido o prêmio L'Oréal-UNESCO para mulheres cientistas, ação que visa promover as mulheres na ciência ao reconhecer pesquisadoras de destaque que contribuíram para o progresso científico.

Durante a live, uma série de assuntos foram discutidos, desde a equidade social até a crise sanitária, sempre interligados de forma concisa, natural e responsável. De início, Márcia esclareceu o que é o “novo mundo” para ela, quais as perspectivas que enxerga e como podemos nos adaptar a essa nova forma de estar em sociedade, fazendo referência ao momento de pandemia. “Luto para mim é verbo”, afirma.

A convidada é conhecida por acreditar no papel de transformação social da ciência. Durante sua fala, desenvolveu discussões sobre questões de políticas públicas, gênero, desigualdade social, feminismo, racismo e outras temáticas sociais fundamentais para o desenvolvimento humano dentro de uma sociedade. Nesse contexto, Márcia conta que, para ela, “não existe nada mais injusto do que tratar os desiguais com a mesma régua”.
 
A pesquisadora também comentou sobre a necessidade da valorização da ciência, dos cientistas e de um olhar mais dedicado para os fatos e constatações, ressaltando os “3E’s”: equidade, eficiência e evidência. Por fim, ela fez questão de deixar um conselho para o público: “se tornem detetives científicos e vocês nunca serão enganados”.

Aberta ao público, a live aconteceu nos perfis oficiais da Universidade de Fortaleza no Facebook, Instagram, YouTube e pela TV Unifor (canal 181 da NET). Você pode assistir o conteúdo na íntegra aqui