angle-left Sanfoneiro Waldonys e jornalista Tom Barros visitam exposição sobre Santos Dumont no Espaço Cultural Unifor

Sex, 3 Agosto 2018 18:58

Sanfoneiro Waldonys e jornalista Tom Barros visitam exposição sobre Santos Dumont no Espaço Cultural Unifor

Em seu primeiro dia de visitação, a exposição recebeu dois apaixonados pela aviação, o sanfoneiro Waldonys e o jornalista Tom Barros (Foto: Ares Soares)
Em seu primeiro dia de visitação, a exposição recebeu dois apaixonados pela aviação, o sanfoneiro Waldonys e o jornalista Tom Barros (Foto: Ares Soares)

O Espaço Cultural Unifor recebe, desde o dia 3 de agosto, a Mostra Santos-Dumont - Coleção Brasiliana Itaú, que homenageia vida e obra do inventor do aparelho aéreo mais pesado que o ar. Em seu primeiro dia de visitação, a exposição recebeu dois apaixonados pela aviação, o sanfoneiro Waldonys e o jornalista Tom Barros.

Com mais de 500 peças, a curadoria é da jornalista Luciana Gardin e do Itaú Cultural. O público cearense tem agora a chance de conhecer a trajetória do inventor, bem como sua relação com a inovação, ciência e empreendedorismo.

Um dos destaques da mostra é a réplica, em tamanho original, da aeronave Demoiselle, considerada sua obra-prima. A exposição fica em cartaz até o dia 9 de dezembro, no Espaço Cultural Unifor, localizado no prédio da Reitoria da Universidade de Fortaleza.

Paixão pela aviação

Músico, cantor, paraquedista e piloto de acrobacias aéreas. Ele consegue conciliar o amor pela música com a paixão pela aviação. A música, segundo Waldonys, é hereditária. Filho de sanfoneiro, cedo se encantou pelo instrumento, em seguida nasceu a paixão pela aviação, que reconhece que não saber de onde veio. “Ninguém da família é adepto, mas lembro desse sonho de voar, de pilotar como membro da Esquadrilha da Fumaça”. Para o cantor a atividade aeronáutica é uma arte. “O voo que pratico é lúdico, romântico, desenho um pouco da minha vida pelos céus que passo, o voo me inspira muito como músico, faço da atividade aeronáutica uma arte também”, destaca.

Ao falar de Santos-Dumont o cantor destaca o seu papel de fã. “Para nós que somos da comunidade aeronáutica, antes de ser o Pai da Aviação ele é um ídolo. Foi um cara que veio para mudar o mundo, uma vez que todos os seus eventos aeronáuticos eram abertos e expostos para que todo mundo pudesse ver, o que é de se admirar imensamente”.

Para o músico, a mostra facilita o acesso das pessoas à vida e obra do aviador. “É fundamental porque as pessoas vêm buscar informação, e aqui tem outros aspectos da vida dele, não só suas criações. Me senti deliciado que é o que acontece quando você tem fácil acesso a coisas ligadas a história de uma pessoa que você admira”, afirma.

Foi na Praça do Ferreira, Centro de Fortaleza, que nasceu o amor do jornalista Tom Barros pela aviação. Ainda menino, com seis anos de idade, ele foi levado pela mãe, aonde iniciou a admiração pela máquina voadora que lhe acompanha até hoje.

“A aviação é fascinante! o avião, talvez, pelo desafio, perícia, coragem essas coisas  todas juntas despertam o homem, como certamente despertou o interesse na descoberta de Santos-Dumont”, declara Tom.

Na época, o ainda garoto Tom Barros decidiu que seria piloto da Força Aérea Brasileira e, apesar de não ter conseguido realizar o sonho, voa há 20 anos ainda relembrando a primeira vez em que pilotou sozinho.

“Já pilotei três aeronaves ao longo desse tempo, nunca esqueço dos mínimos detalhes do dia em que voei só pela primeira vez, estava literalmente nas nuvens, mas sem acreditar estar voando sozinho. Minha admiração por Santos-Dumont cresceu muito depois de pilotar, porque havia um instrutor me passando tudo o tempo todo, mas ele não teve ninguém para ensinar como fazer, foi descobrindo tudo sozinho sobre as reações do avião, como seria para fazer para subir, baixar”, finaliza.   

Serviço

Mostra Santos-Dumont – Coleção Brasiliana Itaú
Com exibição em tamanho natural da aeronave Demoiselle
Visitação: 3 de agosto a 9 de dezembro de 2018
Aberto de terça a sexta-feira, de 9h às 19h e aos sábados e domingos, de 10h às 18h
Local: Espaço Cultural Unifor (Av. Washington Soares, 1321, Edson Queiroz. Fortaleza, CE)
Indicada para todas as idades
Entrada gratuita

Mais informações: (85) 3477.3319