angle-left Unifor estabelece convênio com o Instituto Piaget, em Portugal

Qui, 7 Fevereiro 2019 15:06

Unifor estabelece convênio com o Instituto Piaget, em Portugal

Convênio proporcionará intercâmbio para os alunos de todos os cursos do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Unifor


O convênio proporcionará intercâmbio para os alunos de todos os cursos do CCS da Unifor. Foto: arquivo pessoal.
O convênio proporcionará intercâmbio para os alunos de todos os cursos do CCS da Unifor. Foto: arquivo pessoal.

A Universidade de Fortaleza, através do Centro de Ciências da Saúde (CCS), estabeleceu convênio internacional com o Instituto Piaget, localizado na cidade de Viseu, em Portugal. 

O convênio proporcionará intercâmbio para os alunos de todos os cursos do CCS da Unifor. Tendo uma vasta experiência em mobilidade acadêmica, o Instituto Piaget recebe alunos de diversas instituições e lugares. 

Através da oportunidade, os alunos da Unifor podem ampliar conhecimentos e habilidades, tendo a possibilidade de discutir sobre os desafios da saúde global, conhecer novas culturas, costumes e realidades por meio da integração com estudantes de todas as partes do mundo.

Os professores da Unifor, Alexandre Cavalcante e Luiza Jane Eyre, estiveram no Instituto em janeiro deste ano para discutir as possibilidades de mobilidade entre alunos e professores das duas instituições e promover pesquisas em parceria . 

Na ocasião, os professores participaram de seminários discutindo sobre as temáticas “Sofrimento difuso em estudantes universitários” (Alexandre Cavalcante) e “Panorama das pesquisas sobre violência contra a mulher” (Jane Eyre). 

Geisy Luna, professora do curso de Enfermagem da Unifor, comenta sobre o novo convênio internacional do curso. “No cenário de globalização atual, a internacionalização dos cursos de graduação não é mais uma opção, mas um caminho a ser seguido entre os cursos que mantém seus padrões de qualidade e excelência. Sendo assim, o curso de Enfermagem da Unifor, através do convênio com o Instituto Piaget, amplia as possibilidades de mobilidade com outros países, já existentes, proporcionando aos alunos uma formação cada vez mais alinhada aos padrões internacionais”, destaca.