angle-left Engenharia Ambiental e Sanitária: a profissão do desenvolvimento sustentável

Qua, 26 Junho 2019 10:58

Engenharia Ambiental e Sanitária: a profissão do desenvolvimento sustentável

O curso da Unifor prepara profissionais que desejam atuar com a preservação dos recursos naturais, promovendo a saúde a partir da redução dos impactos causados no meio ambiente .


Alunos de Engenharia Ambiental em pesquisa no Laboratório de Mecânica dos Solos da Unifor (Foto: Ares Soares)
Alunos de Engenharia Ambiental em pesquisa no Laboratório de Mecânica dos Solos da Unifor (Foto: Ares Soares)

A preservação ambiental está cada vez mais em pauta devido ao crescimento populacional e às relações estabelecidas entre homem e meio ambiente. Nesse contexto, a profissão de Engenheiro Ambiental e Sanitarista ganha destaque exatamente por conciliar o desenvolvimento econômico e social com a preservação e conservação dos ecossistemas. 

Segundo o coordenador do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unifor, professor Oyrton Azevedo, o aluno passa por uma formação multidisciplinar que dura cinco anos, tempo necessário para atuar com destaque na resolução de problemas ambientais utilizando conhecimentos científicos e tecnológicos.

“A atuação do engenheiro ambiental e sanitarista é importante porque contribui em instituição que tenha função de controle de suas atividades e/ou de fiscalização ambiental de outras instituições. Dentre essas, podemos citar órgãos públicos fiscalizadores, bancos financiadores de empreendimentos, como também em indústrias de pequeno e grande porte”, afirma.

Assim, o Engenheiro Ambiental e Sanitarista tem um papel fundamental na projeção e acompanhamento da execução de infraestruturas, instalações operacionais e serviços de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, drenagem e limpeza urbana, além de manejo e disposição final de resíduos sólidos. Esse profissional também vai analisar, avaliar e propor soluções técnicas e socioambientais de preservação, conservação e recuperação do meio ambiente continental, costeiro e marinho.

A riqueza de atuação para os formados em Engenharia Ambiental e Sanitária vai ao encontro de um mercado cada vez mais necessitado da participação desse profissional. “Atualmente, a demanda é muito grande por conta da necessidade de licenciamento e retiradas de alvará que necessitam de documentações complementares, que são preparadas principalmente por engenheiros ambientais”, destaca Oyrton.

O professor destaca que, aqui no Ceará, esse é um dos principais campos de atuação dos engenheiros ambientais e sanitaristas. Com o processo de descentralização do licenciamento ambiental, municípios têm a obrigatoriedade de corpo técnico especializado, o que propicia, inclusive, o aparecimento de vagas em concursos públicos para prefeituras que ainda não contam com os serviços desses profissionais. 

O estudante com boa aptidão para análise e compreensão de fenômenos físicos, químicos e biológicos encontrará, durante o curso, facilidade de entendimento das disciplinas necessárias para a obtenção do diploma. A formação passeia por áreas como Ecologia Geral, Biologia Aplicada, Ecossistemas Marinhos e Ambientes Costeiros, Ecossistemas do Semi-Árido, Física Ambiental, Álgebra Linear, Química Tecnológica, Climatologia e Meteorologia, Energias Alternativas, dentre outras.

Se você acredita que o crescimento socioeconômico pode caminhar de mãos dadas com o desenvolvimento sustentável, o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unifor foi feito para você! 

Mais informações: (85) 3477.3381 | eng.amb.san@unifor.br