angle-left Unifor participa amanhã (7) da Marcha Virtual pela Ciência

Qua, 6 Maio 2020 14:51

Unifor participa amanhã (7) da Marcha Virtual pela Ciência

Além de debater com cientistas, médicos e especialistas a situação da pandemia de Covid-19 no país, o evento virtual vai discutir como a ciência pode ajudar a superar a crise sanitária.


A Fundação Edson Queiroz realiza investimentos constantes em seus pesquisadores e nas estruturas de laboratório da Universidade de Fortaleza. (Foto: divulgação)
A Fundação Edson Queiroz realiza investimentos constantes em seus pesquisadores e nas estruturas de laboratório da Universidade de Fortaleza. (Foto: divulgação)

A Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, participa amanhã (7) da Marcha Virtual pela Ciência. Organizado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o evento virtual reunirá universidades, instituições de pesquisa e entidades científicas de todo o país para debater a situação da pandemia de coronavírus no Brasil e discutir soluções de como a ciência e tecnologia podem ajudar na superação da crise sanitária e econômica vivenciada atualmente. 

A programação envolve dois grandes painéis, um pela manhã – sobre pandemias e medidas a serem adotadas – e outro à tarde – sobre ciência e tecnologia e inovação. Haverá também um tuitaço das 12h às 12h30 e, depois, das 18h às 18h30, com as hashtag #FiqueEmCasacomCiência e #paCTopelavida. O objetivo é alertar e chamar a atenção para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, e para a saúde e educação no país. Todas as atividades serão transmitidas pelo Facebook e Youtube da SBPC. 

Confira o vídeo produzido pela Universidade de Fortaleza sobre a importância da ciência e da pesquisa, com a participação de professores pesquisadores de diversos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da Unifor.

 

 

Universidade de Fortaleza

Inaugurada em 1973, a Universidade de Fortaleza atua diariamente na missão de contribuir para o desenvolvimento humano, por meio da formação de profissionais de excelência, além de atividades de pesquisa e extensão. Chega a 2020 com 40 cursos de graduação e mais de 1.100 professores, sendo 80% mestres e doutores, que além do ensino atuam na supervisão de centenas de projetos de pesquisa no domínio científico, tecnológico, artístico e cultural. Instalada em um campus de 720 mil m², possui cerca de 300 salas de aula, 400 laboratórios especializados, auditório, salas de vídeo, biblioteca, centro de convivência, parque desportivo, teatro, espaço cultural, empresas juniores, TV universitária e diversos espaços de prática acadêmica e pesquisa. A instituição já graduou aproximadamente 100 mil alunos e diplomou outros 7 mil pós-graduados, sempre considerando o aluno como centro do processo educacional.  

Fundação Edson Queiroz

Criada em 26 de março de 1971, a Fundação Edson Queiroz promove há décadas o desenvolvimento social, educacional e cultural do estado do Ceará e da região Nordeste. É mantenedora da Universidade de Fortaleza, que desde 2012 figura como a melhor universidade particular do Norte e Nordeste do Brasil. Também mantém uma série de iniciativas de responsabilidade social, abrangendo o voluntariado, a educação e a capacitação profissional. Destaque para as Clínicas Odontológicas, Escola de Aplicação Yolanda Queiroz, Escritório de Práticas Jurídicas, Núcleo de Atenção Médica Integrada e o Centro de Formação Profissional. A Fundação desenvolve ainda os projetos Educação e Saúde na Descoberta do Aprender, Cidadania Ativa, Jovem Voluntário e Polo de Produção de Vassouras PET, todos pautados pelo princípio de gerar melhoria de vida aos assistidos.