angle-left Você sabia que são jogadas 5 toneladas de lixo por dia só na faixa de areia da avenida Beira Mar?

Qua, 8 Agosto 2018 16:00

Você sabia que são jogadas 5 toneladas de lixo por dia só na faixa de areia da avenida Beira Mar?

Projeto “Praia Linda, Praia Limpa”, da Unifor, pretende conscientizar população sobre a importância da educação ambiental.


Professora Lamarka Lopes do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unifor. (Foto: Ares Soares)
Professora Lamarka Lopes do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unifor. (Foto: Ares Soares)

Você sabia que apenas na faixa de praia ao longo da avenida Beira Mar de Fortaleza são recolhidas cinco toneladas de lixo por dia? Isso mesmo: cinco toneladas de lixo por dia, em um trecho de pouco mais de 3 quilômetros. A informação, da Ecofor Ambiental, empresa responsável pela coleta de resíduos sólidos na capital cearense, dá bem ideia da dimensão do problema gerado pela falta de educação de parte da população.

Em função dessa realidade, a Fundação Edson Queiroz realiza, neste sábado, 11 de agosto, em comemoração ao Dia do Estudante, o projeto “Praia Linda, Praia Limpa”, ação ambiental que tem o objetivo de efetuar a coleta de resíduos sólidos recicláveis como sacos, garrafas e copos de plástico, latinhas de cervejas e de refrigerantes, canudos. Além disso, alunos e professores da Unifor vão repassar informações para a população sobre o descarte correto de materiais reaproveitáveis. O material coletado será entregue às associações de catadores indicadas pela Prefeitura de Fortaleza.

As praias escolhidas para o projeto foram Barra do Ceará, Iracema, Futuro e Sabiaguaba. A ação contará com a presença de alunos novatos da Unifor, de professores do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária e de técnicos da Prefeitura de Fortaleza.

A professora Lamarka Pereira, da disciplina de Resíduos Sólidos e Perigosos do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade de Fortaleza (Unifor), ressalta a importância da realização de um projeto como esse. “Não é somente uma ação de limpeza, mas também de caráter educacional e de conscientização do papel de cada um na minimização do descarte de resíduos de forma inadequada”, revela.

“Limpeza é essencial”

De acordo com a professora Lamarka Lopes Pereira, a limpeza do litoral é essencial para evitar alterações na qualidade das águas, o que interfere diretamente na vida da flora e da fauna. “Vários animais desses ambientes morrem por ingestão desses resíduos, por asfixia ou amputação de membros”, destaca.

Para evitar a poluição e saber da importância da reutilização de resíduos recicláveis, é necessário conhecer os diferentes tipos de materiais e suas decomposições. De acordo com a professora, o papel demora, em média, três meses para se decompor na natureza. Pouco tempo se comparado às sacolas e garrafas de plástico, que podem levar até 100 anos. Outros resíduos comuns de encontrar pela praia são as guimbas de cigarro, que demoram em média de 10 a 20 anos, e os canudos de plástico, um dos piores inimigos da natureza, que podem levar até 500 anos para se decompor.

A professora avalia que, independente do tipo de resíduo, todos eles são, de alguma forma, prejudiciais ao meio ambiente. “Desde orgânicos, como restos de comida, cascas de frutas e cocos, até plásticos (sacos, sacolas, garrafas), papéis (embalagens de pipocas, churros), metais (latinhas, facas, arames), pontas de cigarros, vidros (garrafas, espelhos)”, explica. Além disso, ela destaca que o próprio lixo gera resíduos que degradam o ambiente. “Existem os macrorresíduos, que são jogados diretamente na areia, e os microrresíduos, resultantes da degradação dos macro, sendo os dois muito prejudiciais aos ecossistemas”, acrescenta.

Treinamento e sorteio

Antes da realização do projeto “Praia Linda, Praia Limpa”, os alunos participarão de um treinamento que acontecerá no dia 10 de agosto, às 9h, no Teatro Celina Queiroz. O evento será ministrado pela professora Lamarka Lopes Pereira, da disciplina de Resíduos Sólidos e Perigosos do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unifor, e pela coordenadora de Políticas Ambientais da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura de Fortaleza, Edilene Oliveira. Lá eles receberão informações sobre a tipologia dos resíduos, segurança e uso de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Como forma de incentivo, a Fundação Edson Queiroz sorteará entre os alunos ingressantes uma viagem ao Projeto Tamar, iniciativa que busca garantir a preservação das tartarugas marinhas na praia do Forte, no município de Mata de São João, na Bahia. Para realizar a inscrição, os interessados podem fazê-la no endereço eletrônico www.unifor.br/praialinda ou por meio do QR Code do folheto informativo e do e-mail marketing que estão sendo distribuídos aos alunos da Unifor.

Serviço

Projeto “Praia Linda, Praia Limpa”
Treinamento: 10 de agosto de 2018, às 9h, no Teatro Celina Queiroz
Realização: 11 de agosto de 2018, das 8h às 11h, da Barra do Ceará à Sabiaguaba
Inscrições e informações: www.unifor.br/praialinda

Locais de concentração nas praias

Barra do Ceará > Ponto de apoio no Restaurante Alberto
Praia dos Crushs (Praia de Iracema) > Ponto de apoio no Instituto Iracema
Praia do Futuro > Ponto de apoio na Barraca Vira Verão
Praia da Sabiaguaba > Ponto de apoio no Portal do Mangue