angle-left Saúde renal é tema de mesa-redonda na Unifor em alusão ao Dia Mundial do Rim

Saúde renal é tema de mesa-redonda na Unifor em alusão ao Dia Mundial do Rim

Idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN), o Dia Mundial do Rim tem como objetivo reduzir o impacto da doença renal em todo o mundo
Idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN), o Dia Mundial do Rim tem como objetivo reduzir o impacto da doença renal em todo o mundo

As Ligas Acadêmicas de Nefrologia, Homeostase e Atenção Primária em Saúde do curso de Medicina da Unifor promovem, em 12 de março, a mesa-redonda Saúde dos Rins para Todos. O evento acontece às 18h30, no auditório A4 (Bloco A), e é aberto ao público com entrada franca. As inscrições podem feitas de forma online até o dia do evento.

A data é marcada pela comemoração do Dia Mundial do Rim, idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) com o objetivo reduzir o impacto da doença renal em todo o mundo. A campanha tem apoio da Universidade de Fortaleza e é organizada nacionalmente pela Sociedade Brasileira de Nefrologia, que desenvolve material informativo e educativo sobre os fatores de risco para a Doença Renal Crônica (DRC) para todas as regiões do país.

Segundo Geraldo Bezerra, médico nefrologista e professor da Unifor, o evento trará conscientização sobre a doença e como combatê-la. “Atualmente a DRC é um problema de saúde pública, atingindo cerca de 10% da população mundial. A mesa redonda conta com a participação de profissionais de diferentes áreas que debaterão a importância da realização de exames de rotina para a avaliação da função renal”, ressalta.

Sobre a Doença Renal Crônica

A doença renal crônica (DRC) se caracteriza pela lesão nos rins que se mantém por três meses ou mais, com diversas consequências, pois os rins têm muitas funções, dentre elas: regular a pressão arterial, “filtrar” o sangue, eliminar as toxinas do corpo, controlar a quantidade de sal e água do organismo, produzir hormônios que evitam a anemia e as doenças ósseas, entre outras.

Nos estágios iniciais, a DRC é silenciosa, ou seja, não há sintomas ou são poucos e inespecíficos. Por isto, o diagnóstico pode ocorrer tardiamente, quando o funcionamento dos rins já está bastante comprometido, muitas vezes em estágio muito avançado, quando é necessário tratamento de diálise ou transplante renal.

Projeto Educação e Saúde na Descoberta do Aprender

O Projeto Educação e Saúde na Descoberta do Aprender promove a alfabetização de crianças, jovens, adultos e idosos em clínicas de saúde enquanto os pacientes realizam o tratamento de hemodiálise. O projeto, existente há 17 anos, é uma parceria da Fundação Edson Queiroz com os Institutos do Rim e de Doenças Renais e com o Centro Integrado de Diálise. A iniciativa busca suprir deficiências na formação escolar e amenizar, por meio de exercícios lúdicos, o sofrimento desses pacientes durante o tratamento. Cerca de 400 pessoas já foram alfabetizadas por meio do projeto.

Programação Dia Mundial do Rim

Como saber se tenho doença renal: o posto de saúde resolve?
Prof. Rômulo Fernandes (Unifor)

Uma alimentação saudável pode ajudar a prevenir as doenças renais?
Profa. Ana Carolina Rattacaso (Unifor)

Afinal, o que é a creatinina?
Prof. Edison Souza

Tenho doença renal: e agora? Superando desafios com a informação
Prof. Júlio César Pereira (UniAteneu)

Participações especiais: Dra. Silvana Daher (Presidente da SBN-CE), Dra. Paula Fernandes (UECE), Dra. Elizabeth Daher (UFC) e Dra. Claudia Oliveira (Unichristus)

Serviço

Saúde dos Rins para Todos
Data: 12 de março de 2020 (quinta-feira)
Horário: 18h30
Local: Auditório A4 - Bloco A
Entrada franca e aberta ao público mediante inscrição online

Event Navigation Portlet is temporarily unavailable.