angle-left Conheça as possibilidades da carreira em Odontologia

Qui, 20 Setembro 2018 17:08

Conheça as possibilidades da carreira em Odontologia

Apesar da recessão econômica, mercado de trabalho para Odontologia se mostra resiliente e traz novas especialidades.


Professor Márlio Ximenes, coordenador do curso. Foto: Ares Soares.
Professor Márlio Ximenes, coordenador do curso. Foto: Ares Soares.

A profissão em Odontologia é ideal para quem deseja cuidar da saúde bucal das pessoas e se capacitar para identificar os problemas bucais em pacientes e em grupos populacionais, realizando procedimentos para a sua prevenção, diagnóstico, tratamento e controle, tendo como referência a promoção da saúde. 

No curso de Odontologia da Unifor, os alunos se graduam cirurgião-dentista para atuar na prevenção e tratamento das doenças do sistema estomatognático, constituído da boca e de suas estruturas associadas. Em sua prática clínica, têm a capacidade de articular os diversos determinantes do processo saúde-doença e sua inter-relação com a totalidade da vida dos indivíduos, com aplicação desse conhecimento de forma específica na área da saúde bucal.

Com a formação no curso de Odontologia, após 10 semestres, os estudantes estão aptos a diagnosticar e tratar as principais doenças bucais através da compreensão, aplicação e integração entre a odontologia e as ciências biológicas, humanas e sociais. Assim, ao ganhar o mercado, torna-se um profissional completo, com uma visão crítica que capacita a atuar no âmbito das necessidades globais da comunidade, tendo em vista que o paciente deve ser tratado em sua dimensão biopsicossocial.

Confira a entrevista com o professor Márlio Ximenes, coordenador do curso de Odontologia da Unifor:

Unifor: Como está o mercado de trabalho para o profissional de Odontologia? Está crescente, em expansão, em alta? Por quê?

Márlio Ximenes: Quando se fala em mercado de trabalho, o conceito que está subjacente é o da empregabilidade/trabalhidade, ou seja, da capacidade de fornecer remuneração ao profissional em questão. Apesar da situação econômica recente do país, de recessão, o mercado do cirurgião-dentista tem se mostrado resiliente, tanto pela diversidade de oportunidades quanto por lidar com item essencial, básico a qualquer ser humano, sua saúde. Levando-se em consideração os dados disponibilizados pela ANS, por exemplo, em 2017, houve expansão do número de beneficiários de planos de assistência odontológica, gerando oportunidades para cadeia produtiva. A odontologia brasileira é reconhecida mundialmente por sua excelência, os cirurgiões-dentistas estão em constante processo de educação permanente, fazendo com que novos procedimentos, com técnicas e materiais inovadores sejam incorporados ao dia-a-dia da prática clínica, o que gera também novas oportunidades.

Unifor: Quais são as áreas de atuação em que há mais contratações de recém-formados? E para quem já tem experiência? Por quê?

Márlio Ximenes: O maior empregador na área odontológica é o Estado brasileiro, seja na esfera federal, estadual ou municipal, tendo o programa Brasil Sorridente sua referência, criando oportunidades de inserção nas equipes de saúde da família, nos CEOs, nas forças armadas, entre outras. A participação da iniciativa privada como empregadora é reduzida, em comparação com o Estado, como atestam os dados do CAGED. O espírito da profissão sempre foi o de servir ao próximo, seja por meio da vinculação ao setor público ou sendo empreendedor, através das clínicas e consultórios odontológicos, estabelecendo uma relação direta com os pacientes.

Unifor: Onde estão as melhores oportunidades (regiões, cidades etc)? Por quê?

Márlio Ximenes: Depende das competências e habilidades adquiridas pelo profissional ao longo de sua carreira, é preciso buscar uma coerência destas com o público-alvo a que se pretende assistir. Não há fórmula pronta, o sucesso pode ser encontrado a toda hora, em qualquer cidade ou região, desde que essa coerência seja respeitada, e que o trabalho seja feito de forma ética.

Unifor: Quais são as tendências e perspectivas futuras para essa profissão?

Márlio Ximenes: A Odontologia se inventa e reinventa todo santo dia, caminhando para procedimentos cada vez menos invasivos, quando necessários, pois o grande empuxo é em direção a promoção de saúde e prevenção de doenças. A busca constante é pelo mimetismo da anatomia natural das estruturas da boca nas intervenções, com o menor desconforto possível, com o menor tempo de tratamento e menor custo. Os benefícios da computação estão cada vez mais presentes nos procedimentos odontológicos, otimizando a eficiência destes.

Unifor: Surgiram novas áreas de atuação?

Márlio Ximenes: O Conselho Federal de Odontologia reconhece atualmente 22 especialidades odontológicas, sendo uma das mais recentes a Odontologia do Esporte.

Unifor: No caso do curso, há novidades no currículo? Tem trabalho de conclusão de curso e estágios obrigatórios? Se sim, como funcionam esses estágios?

Márlio Ximenes: No curso de Odontologia da Unifor, há trabalho de conclusão de curso, o famoso TCC, como condição obrigatória para finalização da graduação, através do qual são desenvolvidas pesquisas, visto que dispomos de laboratórios que suportam essas atividades, e que resultam em publicações em revistas científicas. Os estágios são estruturadas para oferecer uma visão sistêmica e integral do sistema único de saúde (SUS), permitindo que o aluno conheça e trabalhe em unidades de saúde da atenção primária, secundária e terciária. O projeto pedagógico do curso (PPC) está em constante revisão para incorporar as novidades tecnológicas e as demandas da sociedade.