angle-left Laboratório de Tecnologia em Enfermagem estuda atendimentos de emergência

Qua, 22 Agosto 2018 08:51

Laboratório de Tecnologia em Enfermagem estuda atendimentos de emergência

O Labtenf, do curso de Enfermagem da Unifor, é um grupo de estudos que aborda linhas de pesquisa com foco em casos de vítimas de acidentes.


Alunos do Centro Ciências da Saúde da Unifor realizaram simulação hiper-realista de acidente de trânsito em maio de 2017 (Foto: Ares Soares)
Alunos do Centro Ciências da Saúde da Unifor realizaram simulação hiper-realista de acidente de trânsito em maio de 2017 (Foto: Ares Soares)

Desenvolvido pelo curso de Enfermagem da Unifor, o Laboratório de Tecnologia em Enfermagem (Labtenf) é um grupo de estudos formado há dois anos pelos próprios alunos do curso, que busca conhecimento avançado sobre pacientes em situações de emergência e unidade de terapia intensiva.

Entre as atividades voltadas para pesquisa e responsabilidade social, estão as  simulações de emergência com vítimas de incêndios, acidentes de trânsito, bem como situações envolvendo suporte básico e avançado de vida.

O Labtenf é composto por alunos e profissionais de Enfermagem. A seleção é realizada anualmente e aberta para alunos de todos os cursos da Saúde da Unifor. O laboratório tem como à frente a professora Julyana Freitas, professor Ítalo Rigoberto e o enfermeiro Mayron Morais, egresso da Unifor.

Linhas de pesquisa

Os selecionados são distribuídos em três áreas de atuação: teoria, pesquisa e extensão. As atividades do grupo se estendem amplamente pelo atendimento em situações  de emergências clínicas  e traumáticas mediante a utilização de simulações clínicas com pacientes padronizados (simulações realísticas) e com manequins.

Entre as ações de extensão, destacam-se as simulações com noções de Suporte Básico de Vida em palestras, oficinas, cursos a fim de educar a população e prepará-la para possíveis situações de emergência.

O Laboratório também realiza eventos científicos, bem como cursos de curta e média duração com metodologias ativas e problematização de cenários da prática cotidiana. Para realizar as simulações realísticas de salvamento em situações de emergência, o grupo tem parcerias firmadas com diversos órgãos da área da saúde, como Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Corpo de Bombeiros, integrando alunos e profissionais de atendimento no Ceará, além de outros cursos nas áreas de Saúde.

A coordenação do Labtenf estima que mais de 3.000 mil pessoas que já receberam noções de primeiros socorros, integrando o laboratório e outras disciplinas do curso de graduação em Enfermagem (alunos da disciplina de Urgência e Emergência/obrigatória e Primeiros Socorros/optativa). As ações também envolvem locais fora Universidade: escolas, universidades, shoppings, empresas; hospitais, Força Aérea Brasileira, Exército, entre outros.

No âmbito da pesquisa, semanalmente, há encontros para orientações de projetos de pesquisa, aprovados em Comitê de Ética, além de produção de monografias, dissertações, especializações e o desenvolvimento de artigos para revistas nacionais e internacionais de grande impacto na área da saúde. Portanto, as atividades almejam a alta performance dos acadêmicos e futuros profissionais, principalmente em situações de urgência e emergência.

Para a professora Julyana Freitas, coordenadora do Labtenf, o objetivo de todas as atividades é trazer benefícios para a sociedade, portanto, busca otimizar a vida dos  pacientes mediante a formação de alunos, além de estar diretamente relacionado à redução da mortalidade e morbidade de pacientes críticos.

Os interessados em participar do Labtenf, devem procurar a coordenação do Laboratório nos períodos de inscrição.

Para mais informações enviar um email para labtenf@gmail.com ou no instagram @labtenf.