angle-left Projeto de apoio a pacientes renais inscreve alunos da Unifor como voluntários

Seg, 26 Agosto 2019 17:27

Projeto de apoio a pacientes renais inscreve alunos da Unifor como voluntários

Os voluntários, alunos da Unifor, realizam atividades psicopedagógicas com os pacientes renais com o objetivo de suprir deficiências escolares causadas pelas horas em que os pacientes precisam estar em tratamento. Foto: Ares Soares.
Os voluntários, alunos da Unifor, realizam atividades psicopedagógicas com os pacientes renais com o objetivo de suprir deficiências escolares causadas pelas horas em que os pacientes precisam estar em tratamento. Foto: Ares Soares.

O Projeto Educação e Saúde na Descoberta do Aprender, vinculado à Vice-Reitoria de Extensão, está com vagas abertas para voluntários e bolsistas, que se proponham a realizar atividades psicopedagógicas com pacientes renais, nos respectivos locais em Fortaleza: Instituto do Rim, Instituto de Doenças Renais e Policlínica do Rim.

Os voluntários cumprirão jornadas de quatro horas semanais no período da manhã, de 8h30 às 12h30.  Os bolsistas cumprirão dezoito horas semanais, de 8h às 13h. Em ambos os casos, os participantes que preencherem os requisitos receberão certificado de participação válido em todo o Brasil, de acordo com a Lei do Voluntariado

As vagas são direcionadas para todos os alunos pertencentes a qualquer curso da Universidade de Fortaleza (Unifor), que estejam cursando a partir do segundo semestre. As inscrições estão disponíveis até o dia 8 de setembro, através do email projetoeducacaoesaude@gmail.com. O candidato deve enviar para o endereço de email, uma carta de apresentação ou currículo, sua declaração de matrícula regular e histórico acadêmico. 

O projeto é coordenado pela professora Hermínia Lima, e supervisionado por Ivna Meneses, graduanda em Psicologia. Mais informações estão disponíveis no EDITAL.

Ivna destaca que um dos principais benefícios da iniciativa é o impacto causado na vida dos pacientes. “Hemodiálise é um tratamento difícil. Muitas vezes, a criança não tem como frequentar regularmente uma escola, por conta do tratamento. Então, levamos a educação até elas. Não só para crianças, mas também para adultos e idosos que já aprenderam a ler e a escrever através do projeto. Nosso objetivo é deixar o tratamento mais leve, e essa abertura para os cursos da Unifor em geral, permite que todos tenham acesso a uma atitude mais humanista”, enfatiza Meneses. 

Sobre o Projeto 

O projeto, criado em 2000, a partir de uma parceria entre a Fundação Edson Queiroz, o Instituto do Rim, o Instituto de Doenças Renais e a Policlínica do Rim, tem como principal intuito contribuir para o resgate da cidadania de crianças, adolescentes, adultos e idosos em tratamento renal contínuo, com iniciativas educacionais e que proporcionem entretenimento.

O projeto é realizado através da Divisão de Responsabilidade Social da Unifor, pertencente à vice-reitoria de Extensão e Comunidade. Os alunos atuam como voluntários, e realizam atividades psicopedagógicas com os pacientes renais. Português, Matemática, Ciências, História, Geografia e Lúdico estão entre as atividades realizadas. Diversos pacientes já foram alfabetizados com o projeto. Em média, mais de 500 pessoas já foram beneficiadas.

CONFIRA O EDITAL

Mais informações: 3477-3329