angle-left Projeto enaltece monumentos de Fortaleza em desenhos para colorir

Qua, 14 Novembro 2018 14:46

Projeto enaltece monumentos de Fortaleza em desenhos para colorir

Direcionado principalmente para crianças, o projeto Colorindo Fortaleza também vem conquistando adultos


Rafael Alencar é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Foto: Ares Soares.
Rafael Alencar é graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Foto: Ares Soares.

Nascido em Santarém, no Pará, Rafael Alencar, graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Fortaleza (Unifor), despertou para o desenho aos cinco anos de idade, estimulado pelos tios que também tinham a mesma paixão. Em Fortaleza (terra de seus avós maternos), cidade que veio para estudar e buscar a tal sonhada formação profissional, Rafael decidiu que seria a Arquitetura porque também utilizava o lápis e o papel. Na capital cearense, encantou-se com a magia do povo e sua simplicidade: os jangadeiros, as xilogravuras, os cordéis, as rendeiras… Tudo isso o inspirou a criar o livro Colorindo Fortaleza. 

O livro traz desenhos em preto e branco dos principais pontos da capital cearense para serem pintados ou coloridos, contribuindo também para despertar nas crianças e jovens a importância para a conservação e valorização dos patrimônios histórico, arquitetônico e natural. Além de viabilizar o resgate à identidade regional, por meio da interação entre o público e os lápis de cores, pincéis e canetas hidrocor.
 
Atualmente, o Colorindo Fortaleza trabalha com arte para os mais variados segmentos, como livros de colorir, eventos culturais e sociais, desenhos arquitetônicos, oficinas de desenho e aquarela, entre outros. Voltado principalmente para o público infantil, o projeto tem como objetivo valorizar a magia do movimento artístico, sendo ele a linguagem universal: o desenho.

Rafael conta que, no início, os desenhos eram realizados como exercício da profissão de arquiteto e urbanista, indo aos locais para praticar. Na opinião dele, os desenhos ganham mais vida e realidade quando produzidos ao ar livre, seguindo o exemplo dos pintores da antiguidade. 

Para o futuro, Rafael planeja realizar ações sociais relacionadas ao seu livro, assim como o evento Pequenos Líderes, em que o projeto Colorindo Fortaleza, em parceria com a Pós-Unifor, realizadora do evento, buscou estimular o período de grande importância no desenvolvimento cognitivo das crianças, que tiveram um domingo de arte, contação de histórias, oficinas de pintura em tela e aquarela, além de um espaço literário.