angle-left Jornalista Neide Duarte ensina a construir narrativas em palestra no Mundo Unifor

Qui, 17 Outubro 2019 09:48

Jornalista Neide Duarte ensina a construir narrativas em palestra no Mundo Unifor

Com o título “Como contar uma boa história”, a profissional compartilhou suas experiências em quase 40 anos de carreira no telejornalismo


Neide Duarte comanda a palestra “Como Contar uma Boa História” no Mundo Unifor. (Foto: Ares Soares)
Neide Duarte comanda a palestra “Como Contar uma Boa História” no Mundo Unifor. (Foto: Ares Soares)

Sempre com uma boa história para ser contada, de vivências e realidades que viraram matéria televisiva para grande parte dos telejornais e programas, de grandes emissoras, a jornalista Neide Duarte esteve presente no Mundo Unifor, no dia 16 de outubro, com a palestra intitulada “Como contar uma boa história”.

Com quase 40 anos de carreira, Neide trouxe para o público presentes no auditório várias maneiras de se contar uma história, a partir da percepção jornalística e da ética da profissão.

Durante todo o seu percurso no jornalismo, cobrindo eventos históricos, como as Diretas Já, a morte de Ayrton Senna, entre outros fatos, fizeram com que ela aprendesse com as situações o melhor momento de se construir uma narrativa. Em interiores escondidos pelo país, aldeias indígenas e vários cenários que ela visitou em sua enorme caminhada na profissão, a história bem contada sempre foi o foco principal do seu trabalho, transformando o fato em belas histórias.

De acordo com Neide Duarte, para um fato ser bem contado ele precisa ter alguns pontos importantes, que justifica a narrativa e a transformação do fato em uma matéria bem estruturada. Dicas essenciais, principalmente, para os alunos do curso de jornalismo da Universidade de Fortaleza que estiveram presentes na palestra.

“Para contar uma boa história é preciso ter um personagem, em primeiro lugar, que traz a emoção para o momento, que se torna o fato principal da narrativa que está sendo produzida. Outro ponto para se ter uma boa história é a curiosidade. Esses pontos são indispensáveis para qualquer jornalista construir uma narrativa que passe emoção ao público, sempre tendo a sensibilidade do autor”, conta.

A jornalista da Globo trouxe também como assunto da discussão as histórias contadas e interpretadas durante a era digital, em que grande parte das pessoas podem construir a sua própria forma de contar um fato e publicar nas redes sociais. Ela citou os vários tipos de verdades que se podem ter e as verdades factuais, as quais se constroem as melhores narrativas.

“Tudo isso deve ser feito a partir da ética jornalística, pois há verdades e verdades. Existe a verdade da matemática em que dois e dois são quatro; a verdade da ciência, que muitas vezes se torna incontestável e a verdade factual, que é baseado em fatos, cada momento tem a sua versão do fato e isso que determina a contação da história final”, afirma.

Neide não deixou de comentar também  a era das fake news, as notícias falsas, que foi tema de perguntas da platéia ao final da sua fala. Acerca do assunto, ela explicou que as grandes empresas de jornalismo não podem espalhar as fake news, já que os jornalistas são compactuados com a verdade em suas publicações. Segundo ela, quem espalha as famosas notícias falsas não podem se considerar jornalistas profissionais.

Encontro com estudantes

Como complemento da sua visita à Universidade e participação no Mundo Unifor, Neide Duarte terá um encontro com os alunos do curso de Jornalismo da Universidade de Fortaleza, às 11h da manhã do dia 17, no estúdio de televisão. Todos os estudantes podem participar do momento, que será uma roda de conversa, com muito aprendizado e interação da jornalista e os seus futuros colegas de profissão.

No local, ela vai poder tirar dúvidas e responder perguntas dos participantes, além de compartilhar os seus anos de experiência dela em grandes emissoras de televisão nacionais e o seu trabalho na Rede Globo, onde atualmente ela trabalha.

Segundo Wagner Borges, coordenador do curso de Jornalismo, o encontro da Neide com os alunos será um grande momento de aprendizado e troca de ideias entre a jornalista e os alunos do curso. “Vai ser de grande importância o encontro da Neide Duarte com os alunos e professores do curso, como uma forma de aprender e ouvir o que essa grande profissional, de uma enorme bagagem, tem a falar e compartilhar com a turma. O Mundo Unifor dá essa oportunidade aos alunos, de uma forma de ver o ambiente do jornalismo e todas as histórias já contadas por ela”, afirma o coordenador.