angle-left Nubex realizou II Simpósio de Bem Estar Animal

Ter, 11 Dezembro 2018 16:27

Nubex realizou II Simpósio de Bem Estar Animal

O evento contou com a participação do pesquisador da FioCruz no RJ, Dr. Carlos Muller (Foto: Ares Soares)
O evento contou com a participação do pesquisador da FioCruz no RJ, Dr. Carlos Muller (Foto: Ares Soares)

No último dia 23 de novembro, ocorreu o II Simpósio de Bem Estar Animal, evento organizado pelo Núcleo de Biologia experimental (NUBEX) e Comissão de Ética para o Uso de Animais (CEUA) com o apoio da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (DPDI). O evento apresentou, entre palestras e mesas-redondas, diferentes perspectivas do tema em diversos segmentos, como o uso de novas metodologias em sala de aula, em especial no curso de Medicina Veterinária, e o papel da segurança tanto dos animais quanto de seres humanos durante os procedimentos de pesquisa.

Inovações tecnológicas em equipamentos de manejo também foram apresentadas durante o evento para substituírem o uso de animais em pesquisas, onde a própria Unifor já faz uso de alguns desses equipamentos, como a utilização de racks ventilados e micro isoladores.

Pela temática envolver e estimular a discussão sobre ética e transparência, durante o evento, o moderador e professor  Ramon Raposo reiterou que a Universidade se preocupa e cuida do bem-estar de todos os animais presentes, não apenas em laboratórios, mas em todo o campus.

“O II Simpósio de Bem-Estar Animal se destaca e se caracteriza pelo cuidado que a Universidade tem por zelar pelo bem-estar animal. Cada vez mais a Unifor vem se esforçando e se comprometendo com os princípios internacionais de bem-estar animal, incluindo todos os equipamentos que fazem uso desses animais” ele ressaltou.

O professor Ramon ainda destacou que o biotério (viveiro de conservação de animais em condições adequadas à utilização em experimentos científicos ou produção de vacinas e soros) localizado no Nubex é o único do Norte e Nordeste incluído na lista dos 15 biotérios do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) de produção do Brasil.

Carlos Muller, pesquisador da Fiocruz, esteve no evento e comentou a importância que a proteção desses animais ganhou nos últimos tempos, além de destacar o papel da universidade em discutir a temática. “Primeiramente, acho que a Unifor está à frente das universidades particulares no investimento nessa parte de animais de laboratório. A segunda coisa que ressalto, é que estive no primeiro simpósio da Unifor (2013) e, voltando agora, percebi que as coisas evoluíram muito. Percebi a preocupação da universidade com o bem estar dos animais, esse olhar que eles têm pra a ética. Acho muito importante a universidade ser um espaço aberto de discussão, com pessoas a favor ou contrário ao uso de animais em laboratório. Temos que dar continuidade e esperamos que o evento agora seja bianual”.