angle-left Mestrado Profissional em Administração da Unifor Apresenta Diferenciais que vão além da Sala de Aula

Sex, 9 Fevereiro 2018 19:43

Mestrado Profissional em Administração da Unifor Apresenta Diferenciais que vão além da Sala de Aula

As inscrições par o Mestrado Profissional em Administração podem se realizadas até o dia 28 de Março. (Foto Divulgação: Ares Soares)
As inscrições par o Mestrado Profissional em Administração podem se realizadas até o dia 28 de Março. (Foto Divulgação: Ares Soares)

O curso alinha teoria e prática para tornar o profissional apto a se destacar no mercado de trabalho, instigando o pensar global e o agir local

O Mestrado Profissional em Administração (MPA) da Pós-Unifor está com seleção aberta para sua quarta turma. O curso, que mantém parceria internacional com a Universidade de Columbia – Nova Iorque, foi pensado para desenvolver no aluno as competências necessárias para o profissional do século XXI, por meio de metodologias que desenvolvam essas habilidades e a interação entre as áreas do conhecimento.  Um diferencial como este pesa bastante na hora de concorrer a uma vaga ou conseguir uma promoção, afinal, a maioria das empresas atualmente estão em busca de profissionais articulados, que saibam aliar os conhecimentos com a realidade prática diária do trabalho, buscando sempre ideias e soluções inovadoras que beneficiem o negócio e a sociedade como um todo. 

Dados da consultoria de carreiras Produtive revelam que qualquer pós-graduação agrega valor a carreira porém, nos últimos anos, houve um grande crescimento dentro das empresas em relação a valorização de colaboradores e funcionários que tenhas mestrado ou doutorado. No levantamento da consultoria a média salarial para mestres gira em torno de R$ 17.561, um aumento em torno de 165% se comparado a quem tem uma especialização a nível lato sensu, que ganha em média R$ 10.620.

Afonso Lima, coordenador do mestrado, explica que o curso foi cautelosamente criado e que cada disciplina tem um porquê de estar lá. “O aluno vivencia experiências complexas, aproveitando a bagagem de mercado que já tem e também adquirindo novos conhecimentos de maneira que ele possa tomar decisões assertivas e decisões cujos resultados sejam impactantes, tanto do ponto de vista econômico como social”, explica o Afonso.

Gustavo Guitti, aluno da primeira turma do curso, afirma que cursar esse Mestrado foi uma oportunidade que o preparou para as mais distintas demandas profissionais, assim como lhe deu mais segurança para tomar decisões mais assertivas. “Certamente o MPA me ajudou a desenvolver uma visão mais crítica para as situações de cotidiano do trabalho e os resultados já estão sendo observados. Aconselho a todos essa experiência”, conclui Gustavo.

“O curso tem essa preocupação de não ser apenas direcionado aos negócios, mas um que dê uma dimensão econômica e social da realidade, oferecendo possibilidade de aprender ferramentas e metodologias e combinar conhecimentos de diferentes áreas para um propósito. Isso permite que a sensibilidade do aluno seja cada vez mais aguçada para poder tomar uma boa decisão, interpretar o ambiente de atuação e dessa forma chegar a solução de problemas”, continua o professor Afonso.

Além de ser reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura, MEC, o curso possui um forte alinhamento com o mercado profissional e metodologias de ensino adequadas à moderna educação empresarial. Um dos grandes pontos positivos é uma intensa relação entre teoria e prática, o que torna o curso denso nesse aspecto. São apresentados aos alunos resultados de pesquisas realizadas por todo o mundo, modelos teóricos que ajudam a desempenhar ações na prática diária de trabalho. Ao mesmo tempo, são desempenhadas ações, por meio de projetos de pesquisa ou dissertações, em cada disciplina, combinando uma teoria atual e relevante com a prática.

“Nós já vimos resultados concretos nesse sentido, como no caso de dois alunos que criaram uma plataforma digital de finanças colaborativas, de financiamento coletivo, que é um negócio para eles agora. Isso teve início a partir de um questionamento em uma disciplina sobre a possibilidade de um modelo como este funcionar no Brasil, então esses alunos conseguiram desenvolveram esse negócio”, exemplifica o coordenador.

Outro ponto positivo do curso é a experiência internacional. Através do módulo internacional na Columbia University, os alunos têm a oportunidade de conhecer e conversar com professores que são referência em assuntos como empresas familiares, inovação, gestão estratégica de marcas, entre outras. “Durante o módulo, são realizadas visitas as empresas onde os estudantes têm a possibilidade de aprender sobre alguns dos processos fundamentais de cada uma dessas empresas, ampliando também o networking, que é outro ponto alto do curso.”, finaliza Afonso Lima.

 

Linhas de pesquisa do Mestrado Profissional em Administração

Pessoas, Inovação e Sustentabilidade (PIS), é a primeira delas, onde boa parte dos trabalhos estão relacionados com a questão da potencialidade das inovações, no sentido de ajudar nas questões da sustentabilidade e na liderança. Essa linha está mais direcionada aos problemas de liderança e como contornar esses problemas, são situações muito vivenciadas atualmente, como a questão do absenteísmo e como combater isso. Segundo o coordenador Afonso Lima, poucos trabalhos têm quantificado o efeito disso no país, então a linha se trata também de questionar esses fenômenos organizacionais no âmbito das pessoas, o quanto isso pode trazer prejuízo, não só financeiro. Logo são trabalhadas soluções para resolução desses problemas onde é realizada a combinação de diversas possibilidades por meio da inovação e modelos de liderança.

Mercado, Estratégia e Finanças (MEF), é a outra linha de pesquisa, que está ligada ao posicionamento que os líderes empresariais e organizacionais podem tomar para a organização, com base no ambiente econômico e institucional, as leis, a abertura de mercados, comércio internacional, internacionalização de empresas, com foco no modo que uma pessoa interpreta isso e posiciona sua organização diante desses desafios e oportunidades.

 

Serviço:

Prazo de seleção: até 28 de março

Etapas do processo seletivo: análise do projeto de pesquisa; entrevista, análise de curriculum

Divulgação do resultado: 24 de abril