angle-left Agora é oficial: o melhor Campus do Brasil é local de salas de aula ao ar livre

Qua, 22 Julho 2020 15:16

Agora é oficial: o melhor Campus do Brasil é local de salas de aula ao ar livre

Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, implanta novos ambientes de aprendizagem em meio a jardins e fontes.


O professor Euler Muniz, do curso de Arquitetura e assessor de Planejamento Curricular da Vice-Reitoria de Graduação, está à frente do projeto. (Foto: Ares Soares)
O professor Euler Muniz, do curso de Arquitetura e assessor de Planejamento Curricular da Vice-Reitoria de Graduação, está à frente do projeto. (Foto: Ares Soares)

Para que ambiente mais adequado para uma sala de aula ao ar livre do que o Campus da Universidade de Fortaleza? Admirado e amado pela exuberância de seus jardins e variedade de suas fontes, o Campus da Unifor virou palco de salas de aula ao ar livre. No momento, já são três em funcionamento em diferentes locais, mas a ideia é chegar a oito até o final de 2020.

Alguns cursos da Unifor, como os de Cinema e Audiovisual, Design de Moda, Engenharia Ambiental e Arquitetura e Urbanismo, já utilizavam, de maneira informal, o Campus como extensão da sala de aula. O que antes era informal, portanto, passou a ser tratado de forma oficial em meio à pandemia de Covid-19, que requer ambientes arejados e sem aglomerações para evitar contaminação pelo novo coronavírus.

O professor Euler Muniz, do curso de Arquitetura e assessor de Planejamento Curricular da Vice-Reitoria de Graduação, está à frente do projeto, ao lado do arquiteto Jivago Donizetti, da Divisão de Planejamento Físico da Unifor. Euler explica que a ideia nasceu com o objetivo de potencializar o uso dos espaços abertos do Campus.

“O nosso Campus tem uma cobertura vegetal esplendorosa, propícia, pelos aspectos de microclima natural e sombreamento, para abrigar as salas de ar ao ar livre. Na verdade, os nossos alunos, em sua grande maioria jovens, já usavam o Campus para estudar nos intervalos das aulas tradicionais. A gente agora só organizou esses ambientes”, destaca.

Na opinião do professor Euler, a tendência é que o uso contínuo das salas de aula ao ar livre estimule os alunos a abrirem os olhos para outras formas de aprendizagem e saberes. “A Unifor sempre procurou estimular o contato de alunos e professores com o Campus, seja em aulas práticas pelos jardins, seja com a construção de salas com grandes vidraças, seja com a instalação de bancos, mesas e pufes em pontos estratégicos. Esse estímulo visual e sensitivo é constante na formação de nossos alunos”, complementa.

“Claro que vamos programar aulas de disciplinas mais adequadas para as salas de aula ao ar livre, levando-se em conta conteúdos e dinâmicas específicas, que estejam relacionadas a esse novo ambiente”, destaca o professor Euler, acrescentando que a tendência é que essa metodologia de aprendizagem perdure após a pandemia de Covid-19. “Essas salas de aula ao ar livre vieram para ficar!”.

A ideia é que os novos ambientes pedagógicos ao ar livre sejam também utilizados pelos alunos para estudos nos intervalos das aulas. “Os alunos ganharam uma nova área de convivência, claro que obedecendo as normas de biossegurança, que exigem distanciamento social e uso de máscaras”, pontua.

Inicialmente, as salas de aula ao livre foram instaladas no hall dos blocos D e K e no jardim próximo à pista de atletismo.