angle-left Ajuda que vem do telefone: conheça serviços oferecidos pelos cursos de Medicina e Psicologia da Unifor na pandemia

Qua, 3 Junho 2020 16:18

Ajuda que vem do telefone: conheça serviços oferecidos pelos cursos de Medicina e Psicologia da Unifor na pandemia

Comunidade acadêmica e público contam com assistência de saúde remota durante o isolamento social


Além de contar com médicos , o NAMI também tem realizado atendimento com profissionais de diversas especialidades, como fonoaudiólogos e fisioterapeutas (Foto: Divulgação)
Além de contar com médicos , o NAMI também tem realizado atendimento com profissionais de diversas especialidades, como fonoaudiólogos e fisioterapeutas (Foto: Divulgação)

Diante da pandemia causada pelo novo coronavírus, os cursos de Medicina e de Psicologia da Universidade de Fortaleza, instituição da Fundação Edson Queiroz, comprometidos com a missão de promover a qualidade de vida e a saúde da população cearense, oferecem serviços remotos que auxiliam no enfrentamento da Covid-19. Confira: 

Assistência médica a distância 

Desde março, o time de professores do curso de Medicina da Unifor vivencia uma nova rotina com os pacientes do Núcleo de Atenção Médica Integrada (NAMI). Trata-se de um sistema de atendimento remoto, como recomenda o Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (CREMEC). 

A ação ocorre com o uso de dispositivos telefônicos com o objetivo de garantir que os pacientes deem a devida atenção às medidas de cuidado necessárias ao momento atual. O novo sistema de acompanhamento a distância contempla todas as especialidades médicas do NAMI. Além dos médicos, os fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais nutricionistas, psicólogos e fisioterapeutas estão entrando em contato com os pacientes, via chamada de voz ou de vídeo, para dar prosseguimento aos tratamentos. 

“Os professores da Unifor têm se dedicado a essa tarefa de uma maneira muito bonita, demonstrando respeito com seus pacientes e um senso de saúde pública muito forte”, destaca a professora Aline Veras, diretora técnica do NAMI.

Ainda que o atendimento remoto seja uma possibilidade viável, cada caso é analisado individualmente. As pessoas identificadas com um quadro de maior gravidade são orientadas a realizar consulta presencial ou recebem prioridade na lista de reagendamentos. 

Para essa triagem, os médicos recebem rotineiramente uma lista com os pacientes que teriam retorno ao longo do mês e também os seus respectivos prontuários. Todos são contactados, orientados sobre a prevenção ao coronavírus e atendidos. Com o prontuário em mãos, o profissional tem controle do acompanhamento prévio da situação, e aquilo que puder ser visto à distância será resolvido. 

Caso a apresentação de exames seja necessária, é solicitado que o paciente leia o documento de resultado ou então o fotografe e mande para um celular institucional. O médico avalia os dados e, se for preciso, irá receitar a medicação. 

Acessibilidade e suporte psicológico de forma virtual

Durante os dias de reclusão social, o Programa de Apoio Psicopedagógico (PAP) da Universidade de Fortaleza permanece oferecendo acessibilidade para alunos com Necessidades Educacionais Específicas (NEE). “O alunos chegam ao PAP por encaminhamento da coordenação ou de professores, além de sua própria busca espontânea”, comenta a professora Terezinha Joca, responsável pelo Programa.

Para auxiliar pessoas que apresentam deficiência visual, a iniciativa adapta o material em texto para áudio. Legendas em vídeos são disponibilizadas para pessoas com deficiência auditiva. Os indivíduos surdos, por sua vez, podem contar com a participação de intérpretes de Libras nas aulas síncronas, tradução dos informes institucionais para Libras e apoio nas demais atividades. 

Em relação aos atendimentos psicopedagógicos e psicológicos, estes ocorrem conforme forem agendados online. Os agendamentos podem ser feitos via e-mail (papunifor@gmail.com) ou pelo telefone (85-99250-7530). Os interessados também podem realizar inscrições para solicitar atendimento clicando aqui.

Unifor no combate à Covid-19

Ciente da atual situação de crise sanitária que afeta o mundo inteiro, a Universidade de Fortaleza tem monitorado de perto a pandemia da doença do novo Coronavírus (COVID-19), reforçando seu cuidado com a saúde, bem-estar e segurança de todos, dentro e fora do campus. Ações decisivas têm sido tomadas para limitar a disseminação do vírus, a fim de garantir o cumprimento da missão de ensino e pesquisa da instituição.