angle-left Jornalismo ou Publicidade e Propaganda? Conheça cada área e evite confusões

Qui, 27 Junho 2019 11:25

Jornalismo ou Publicidade e Propaganda? Conheça cada área e evite confusões

As duas áreas fazem parte do campo da Comunicação Social, mas seguem caminhos opostos.


O Núcleo Integrado de Comunicação (NIC) é um projeto de extensão e principal espaço de experimentação dos cursos de Comunicação Social - Publicidade e Jornalismo - e de áreas afins como Eventos, Administração, Cinema e Audiovisual e Ciências da Computação (Foto: Pedro Vital)
O Núcleo Integrado de Comunicação (NIC) é um projeto de extensão e principal espaço de experimentação dos cursos de Comunicação Social - Publicidade e Jornalismo - e de áreas afins como Eventos, Administração, Cinema e Audiovisual e Ciências da Computação (Foto: Pedro Vital)

Quem gosta de se comunicar e se manter antenado ao que acontece no mundo tem à disposição dois cursos cujos profissionais são constantemente desafiados a “sair da caixa e pensar diferente”. Na atualidade, tanto o Jornalismo quanto a Publicidade e Propaganda exigem profissionais atentos e perspicazes, que topem o desafio de transformar para melhor os diversos ambientes onde podem atuar. 

Para que você entenda as diferenças dessas áreas, elaboramos um quadro sobre cada curso com a ajuda dos professores Wagner Borges e Alessandra Oliveira, coordenadores dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, respectivamente.

Tire aqui suas dúvidas

JORNALISMO
Ciência baseada no discurso, envolve as esferas da educação e da ética na produção de conteúdos que objetivam contribuir com processos de cidadania na sociedade. O profissional da área trabalha com produção e edição de notícias em diferentes plataformas de comunicação e imprensa, como rádio, TV, web e impresso, bem como em assessorias de comunicação e projetos voltados para a comunicação pública, popular e/ou empresarial.

PUBLICIDADE E PROPAGANDA
Trabalha com competências ligadas ao sistema publicitário. Objetiva vender produtos, serviços, ideias. Executa processos criativos que se preocupam com a marca, entendendo os objetivos de venda e fidelização de clientes. Possui disciplinas que aguçam o pensamento crítico, em que os alunos são convidados a refletir sobre relações que envolvem psicologia do consumidor e o desenvolvimento de peças publicitárias como outdoor, por exemplo. O profissional trabalha em empresas e é responsável por pensar estratégias, pesquisas, produção, venda e as consequências das relações comerciais.   

JORNALISMO
O bom jornalista é um “poliglota digital”. Ele precisa estar à vontade para identificar fenômenos sociais que envolvem contextos políticos, econômicos, sociais e culturais do dia a dia da sociedade. Ele precisa dominar técnicas e plataformas para fazer uma mediação com a sociedade de forma ética. O profissional jornalista está cada vez mais aproximado do campo dos negócios. O bom jornalista não trabalha apenas nas empresas de comunicação, mas em qualquer ambiente, inclusive em empresas que não têm comunicação com o seu produto. O jornalista é um profissional de alto desempenho, especializado em criar trabalhos de mediação, assessoria e consultoria em diversos ambientes. Ele  vai criar uma identidade, estruturar essa organização para que a empresa se eduque e seja socialmente responsável.

PUBLICIDADE E PROPAGANDA
O curso de publicidade e propaganda trabalha com competências de formação do pensamento crítico, envolvendo o consumo em comunicação. Também trabalha a capacidade para desenvolver, avaliar e planejar processos que envolvem peças tradicionais e o desenvolvimento de soluções inovadoras, bem como a habilidade do empreendedorismo e o desenvolvimento de respostas para os problemas de comunicação das empresas. O estudante vai aprender a atuar de forma ética, entendendo que a prática é formadora da sociedade, em um compromisso que vai desde a produção de peças que trabalham com a sustentabilidade até o compromisso com a verdade dos produtos.

JORNALISMO
O profissional pode trabalhar em veículos de comunicação, levando informação, um bem valiosíssimo principalmente hoje, em um ambiente tão desestruturado pelas redes sociais. O jornalista também leva ética, educação, identidade e desenvolvimento para dentro das empresas, assim como também pode atuar como investigador, na área de pesquisas. É um profissional multimodal, multifacetado, de alto desempenho e muito valorizado inclusive lá fora. Um jornalista é considerado um consultor, uma pessoa com várias habilidades, que entende de sociologia política, economia, antropologia. O jornalista também trabalha na assessoria, no terceiro setor e  como produtor cultural, atuando como um fomentador de informação.  

PUBLICIDADE E PROPAGANDA
O profissional vai atuar desde em empresas com setor de comunicação, onde poderá trabalhar em áreas como pesquisa, estratégia, desenvolvimento, avaliação de produtos; em setores de agências de publicidade e propaganda, como atendimento, redação e direção de arte; no empreendedorismo (há muitos alunos interessados em desenvolver soluções inovadoras para problemas de comunicação pensando em outros modelos de negócios); empresas que trabalham com estratégia, desenvolvimento de aplicativos, que use tecnologia; pode trabalhar também como social media, bem como com as diferentes áreas do marketing digital; pode atuar na pesquisa em Comunicação e se tornar professor no mercado de educação, onde também é possível realizar pesquisas de comportamento do consumidor e estudos mercadológicas em setores de estratégia e planejamento de comunicação voltados à gestão.  

JORNALISMO
O jornalismo é um processo de mediação e de intermediação. Atualmente, o jornalista, inclusive, além de elaborar notícias, pode atuar como consultor. É um ativo estratégico em qualquer empresa. O jornalista possui um papel estratégico em qualquer ambiente empresarial. Durante o curso, o aluno vai desenvolver competências comunicacionais que permitem a atuação em empresas de comunicação e instituições diversas, incluindo as do terceiro setor, além da pesquisa acadêmica.

PUBLICIDADE E PROPAGANDA
De forma alguma! Essa é uma parte bem pequena do que a publicidade pode desenvolver. A publicidade e propaganda trabalha o pensar, e hoje, inclusive, as empresas que trabalham com publicidade estão mais interessadas em pegar um problema que muitas vezes não é entendido. A partir daí, trabalha-se com a pesquisa para que se diagnostique e se entenda os problemas. O profissional também pode atuar no planejamento estratégico, para que se entenda quais soluções são possíveis, qual é o desenvolvimento dessas soluções, avaliação e mensuração dessas avaliações, para que se rode o processo e se produza com base nas avaliações os resultados. A publicidade trabalha com todo o ciclo do processo de comunicação, não só com agências  e não só com a criação. O profissional não vai ser apenas redator, diretor de arte. Ele pode trabalhar como atendimento; mídia; planejamento; pesquisa; desenvolvimento de produtos para mídias sonoras, audiovisuais e digitais; mensuração de dados e avaliação; desenvolvimento de estratégias, pensando as marcas de forma geral; no branding, refletindo sobre como as empresas se posicionam na identidade visual até os pontos de venda. Pensa-se na comunicação de modo amplo.

JORNALISMO
Além das empresas de comunicação e de negócios onde atuará como jornalista empresarial, corporativo, o profissional da área pode se tornar pesquisador e até mesmo empreendedor. Há a possibilidade, por exemplo, de fornecer pesquisas de mediação. O segredo sempre será o nível de capacitação do profissional. Essa é uma área muito rica e amplamente disputada no mercado atual. 

PUBLICIDADE E PROPAGANDA
O profissional de publicidade está capacitado tanto para atuar no mercado de agências quanto no mercado de empresas de pequeno, médio e grande porte. O publicitário também pode atuar na pesquisa de mercado e na pesquisa acadêmica, onde pode fazer mestrado e doutorado. Ele pode produzir artigos, participar de congressos, trabalhar em universidades e faculdades. Basta que o aluno tenha o coração aberto, pois muitas oportunidades surgem, como o empreendedorismo, a pesquisa, ou até as duas coisas ao mesmo tempo.