angle-left Pesquisadores da Unifor auxiliam na elaboração de nova fórmula para álcool em gel

Qui, 21 Maio 2020 16:47

Pesquisadores da Unifor auxiliam na elaboração de nova fórmula para álcool em gel

Docentes do curso de Farmácia participaram de ação em auxílio à empresa Agropaulo, produtora do item, que é tido como essencial no combate ao novo coronavírus.


Os professores Cristina Moreira e Ângelo Roncalli, ambos do curso de Farmácia da Universidade de Fortaleza, participaram da ação. (Foto: Ares Soares)
Os professores Cristina Moreira e Ângelo Roncalli, ambos do curso de Farmácia da Universidade de Fortaleza, participaram da ação. (Foto: Ares Soares)

Durante a pandemia de Covid-19, o álcool 70% (álcool etílico hidratado 70º INPM) é o produto desinfetante mais indicado contra a disseminação do novo coronavírus, pois é eficaz em sua eliminação. Dessa forma, sua indústria produtora atualmente enfrenta desafios com o considerável aumento de procura e consumo. Atentos à importância desse item, dois professores da Universidade de Fortaleza, que é pertencente à Fundação Edson Queiroz, utilizaram os laboratórios da instituição para otimizar esforços e contribuir com seu processo de fabricação.

Os docentes Ângelo Roncalli e Cristina Moreira, ambos do curso de Farmácia, foram procurados em meados de março pela Dra. Luísa Ellery, representante da Agropaulo Agroindustrial, empresa que investe em inovações no setor agrícola e de biocombustíveis. Ela é egressa da Unifor por meio do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia da Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO), do qual a Universidade participa.

No ocasião do contato, a doutora explicou que a Agropaulo estava engajada na fabricação de álcool 70%, mas enfrentava um problema: a escassez de carbopol, matéria-prima do produto. “Nossa egressa nos procurou solicitando uma colaboração para iniciar a produção do álcool em gel. [...] Com a ausência de carbopol, disponibilizamos uma alternativa - a utilização do polímero HPMC (hidroxipropilmetilcelulose) como substituto”, conta a professora Cristina.

Para chegar à nova fórmula do produto - o que levou aproximadamente um mês, os dois pesquisadores puderam realizar seus testes com o auxílio do aparato laboratorial da instituição. “Os laboratórios foram liberados aos professores envolvidos graças ao apoio da diretora do Centro de Ciências da Saúde, professora Lia Maria Brasil, e a coordenadora do curso de Farmácia, professora Caroline Mourão, que entenderam a importância, para sociedade, da preparação e distribuição do álcool em gel nesse momento de pandemia”, explica Ângelo Roncalli.

União na batalha contra o vírus 

As entidades envolvidas na ação se empenharam para disponibilizar o produto da forma mais rápida possível. Antes de chegar ao mercado, as primeiras unidades do álcool 70% que é fruto desse trabalho foram doadas: segundo a empresa fabricante, aproximadamente 21.000 litros de álcool líquido e 1.300 litros de álcool em gel foram destinados a entidades carentes. Além disso, os primeiros lotes do álcool em gel foram enviados para a ala de transplantados do Hospital Universitário Walter Cantídio, em Fortaleza.

Sobre a parceria entre empresas, Cristina Moreira ressalta: “Hoje, mais do que nunca, precisamos unir forças para vencer esse inimigo invisível e comum que vem causando tantos danos à humanidade. A Unifor, ciente do seu papel social, tem desenvolvido diversas ações no combate dessa pandemia e nos apoiou nessa iniciativa, disponibilizando infraestrutura laboratorial para que chegássemos às medidas iniciais de viscosidade do produto desenvolvido na Agropaulo”.