angle-left Pós-Unifor participa de ação de enfrentamento à Covid-19

Qua, 6 Maio 2020 17:12

Pós-Unifor participa de ação de enfrentamento à Covid-19

Profissionais de saúde que atuam contra o novo coronavírus em todo o Ceará estão recebendo protetores faciais


Equipe docente do Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas da Unifor em registro feito anteriormente à pandemia de Covid-19 (Foto: Ares Soares)
Equipe docente do Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas da Unifor em registro feito anteriormente à pandemia de Covid-19 (Foto: Ares Soares)

Em parceria com a ONG “Corrente de amor pelo SUS”, a Pós-Unifor, por meio do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, está confeccionando cerca de 2.500 protetores faciais artesanais para doação a profissionais de saúde que estão no combate ao novo coronavírus em todo o Ceará.

O projeto é uma iniciativa da ONG “Corrente de amor pelo SUS” fundada pela médica Patrícia Terrível, que, em março de 2020, percebeu considerável aumento de casos de Covid-19 no Brasil e que isso causaria, consequentemente, elevação na demanda por equipamentos de proteção individual para os profissionais da saúde. 

Assim, o projeto contou com a ajuda de amigos e familiares que, juntos, começaram a confeccionar de forma caseira esses equipamentos para que fossem entregues às instituições públicas de saúde. Felizmente a iniciativa começou a crescer e diante disso foi criada uma “vakinha” para que todos ajudassem nas compras de materiais necessários para a fabricação dos EPIs. 

Dessa forma, o projeto foi ganhando cada vez mais força, mais pessoas foram se voluntariando em colaborar com a produção e se dividindo em equipes por regiões e confeccionando cada vez mais equipamentos, tudo isso sendo feito nas suas próprias casas. 

A iniciativa começou em São Paulo e diversos hospitais e órgãos de saúde pública já receberam ajuda por meio desse projeto. Agora, essa ação chega ao estado do Ceará, por meio de uma parceria realizada entre a ONG e a Pós-Unifor, da Universidade de Fortaleza, mantida pela Fundação Edson Queiroz.

A companhia aérea Gol transportou gratuitamente o material com os kits sendo distribuídos entre professores e alunos voluntários do programa de Pós-Graduação e estudantes e professores dos cursos de Medicina e Farmácia da Unifor para que possam realizar a montagem dos equipamentos em casa. 

A estimativa é que cerca de  2.500 equipamentos sejam produzidos e doados para as instituições públicas que mais necessitam. Um estudo já está identificando e localizando as instituições que serão contempladas com os EPIs. Nesta quinta-feira, 7 de maio, foi feita a primeira entrega de uma parte desses equipamentos, em Sobral.

“Uma iniciativa que com a ajuda e empenho de outras pessoas ganhou força e está conseguindo fazer a diferença na vida de muitos profissionais da área da saúde.  Estamos todos juntos, e acreditamos que a solidariedade, o espírito de coletividade, a empatia e o trabalho em equipe e a dedicação são atitudes essenciais no enfrentamento da pandemia”, ressalta a professora Adriana Rolim, coordenadora do Programa de Pós-Graduação de Ciências Médicas da Universidade de Fortaleza.