angle-left Projeto “Mapa da Escrita” auxilia alunos de Direito a aprimorar habilidades de comunicação

Ter, 30 Junho 2020 14:26

Projeto “Mapa da Escrita” auxilia alunos de Direito a aprimorar habilidades de comunicação

Projeto interdisciplinar é realizado pela Universidade de Fortaleza e ocorre desde 2016, e busca aperfeiçoar competências em escrita e argumentação.


A iniciativa “Mapa da Escrita” ocorre durante os três primeiros semestres do curso de Direito (Foto: Shutterstock).
A iniciativa “Mapa da Escrita” ocorre durante os três primeiros semestres do curso de Direito (Foto: Shutterstock).

Para profissionais da área jurídica, ter domínio da língua portuguesa - e saber usá-la para articular argumentações - é crucial. Por essa razão, o curso de Direito da Universidade de Fortaleza, uma instituição da Fundação Edson Queiroz, conta com o projeto “Mapa da Escrita”: trata-se de um programa de nivelamento acadêmico que ocorre durante os três primeiros semestres de graduação, e tem como foco auxiliar os estudantes a desenvolver suas habilidades de escrita, pesquisa e comunicação.

“O pressuposto para a criação desse projeto foi a consciência de que a língua portuguesa é uma importante ferramenta de trabalho do profissional do Direito, nas mais diversas carreiras jurídicas. Logo, durante a formação desse profissional, não poderíamos nos furtar a trabalhar competências como o uso correto do vernáculo na sua modalidade escrita e a construção coerente e coesa de um texto argumentativo”, explica a professora Ana Cecília Aguiar, uma das docentes responsáveis pelo projeto.

Como o projeto ocorre?

Concebido em 2016 e aprimorado desde então, o “Mapa da Escrita” percorre as disciplinas “Introdução à Ciência do Direito” (1º semestre), “Direito Constitucional I” (2º semestre) e “Teoria Geral do Processo Civil” (3º semestre) - escolhidas de forma estratégica por serem medulares da matriz curricular. Ao longo do semestre e durante as aulas, três momentos são reservados em sala de aula para a escrita de textos dissertativos-argumentativos, cujo tema engloba assuntos atuais e o conteúdo dessas disciplinas. 

“As propostas de redação são disponibilizadas para os alunos desde o início do semestre para que eles possam se preparar, realizando as pesquisas e reflexões necessárias à construção de um bom texto”, conta Ana Cecília. “Os textos são corrigidos por profissionais das Letras e devolvidos aos alunos. [...] Os corretores ficam à disposição dos alunos num plantão de tira-dúvidas e orientação”.

Ao final do semestre, é requerido aos discentes uma reescrita dos textos, em que sejam corrigidas as falhas apontadas na análise. A média das notas das três redações é integrada à nota da terceira avaliação semestral do aluno. Além disso, de forma opcional, os estudantes têm a possibilidade de fazer um curso online, pelo portal da Unifor, de português e escrita.

“Com isso, além de aplicar adequadamente a língua portuguesa, os alunos são instados a trabalhar a interpretação de texto e iniciar argumentação, o que reiteramos ser de grande importância para os profissionais do Direito”, ressalta a professora Hérika Bezerra de Menezes, também docente do curso de Direito. Sobre os resultados, ela conta que “o ‘Mapa de Escrita’ é um dos três projetos de nivelamento  que existem dentro do curso e, com eles, já conseguimos uma melhora nos índices de aprovação da prova da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] e no índice da prova do ENADE [Exame Nacional de Desempenho de Estudantes]”.

Estude Direito na Unifor

O mundo mudou e você também pode mudar. Conheça as novas possibilidades de estudar na Universidade de Fortaleza no próximo semestre e juntos estaremos preparados para o futuro. Aproveite as inscrições gratuitas*, o novo vestibular online e confira as demais vantagens para ingressar em uma das melhores Universidades do mundo aqui. Esperamos você!
*exceto Medicina