angle-left Saiba como o acompanhamento de um fonoaudiólogo faz toda a diferença na técnica vocal dos cantores

Qua, 24 Junho 2020 17:56

Saiba como o acompanhamento de um fonoaudiólogo faz toda a diferença na técnica vocal dos cantores

Profissionais de Fonoaudiologia desempenham papel fundamental no aperfeiçoamento do canto


Apresentação do cantor cearense Marcos Lessa na Colação de Grau da Universidade de Fortaleza realizada em janeiro deste ano (Foto: Ares Soares)
Apresentação do cantor cearense Marcos Lessa na Colação de Grau da Universidade de Fortaleza realizada em janeiro deste ano (Foto: Ares Soares)

Cantar parece algo simples. Para muitos, um talento natural. No entanto, a ajuda de um fonoaudiólogo é fundamental para que os cuidados com a voz sejam constantes ao longo da carreira. Isso porque, com o passar do tempo, pode haver enfraquecimento, perda parcial ou total da voz.  

O fonoaudiólogo é o profissional de Saúde que cuida de diversos aspectos da comunicação humana, seja na linguagem oral, voz, audição, além dos movimentos de mastigação, deglutição e respiração. O profissional de Fonoaudiologia também possui papel ativo na prevenção de doenças e na solução de distúrbios. 

Segunda a professora Vanessa Cláudia Vasconcelos, do curso de Fonoaudiologia da Universidade de Fortaleza, instituição da Fundação Edson Queiroz, “quem canta profissionalmente deve ter um acompanhamento fonoaudiológico. A função do fonoaudiólogo no cantor é de preparar o aparelho fonador para o canto, ou seja, deixá-lo resistente para um trabalho intenso”, afirma.

A professora explica, de forma simples, a importância da presença do fonoaudiólogo na carreira dos cantores. “Eu comparo o canto como quando a gente vai para a academia. Nós preparamos nosso músculo para fazer exercícios aeróbicos, pegamos peso para dar resistência. O canto é uma situação similar porque quando eu estou falando, eu tenho condições respiratórias, articulatórias e ressonantais de falar sem causar prejuízos, mas se eu vou para o canto, eu tenho que me preparar, porque eu articulo muito mais, minhas pregas vocais vibram mais e então, preciso de uma preparação”, destaca. 

O cantor e compositor cearense Marcos Lessa conta com acompanhamento fonoaudiológico há oito anos e destaca os benefícios que esse cuidado proporciona para a sua trajetória musical. “Percebo a diferença que um acompanhamento mais próximo me trouxe. Comecei a cantar com dezessete anos, naquele período minha voz mudava muito, depois que comecei o acompanhamento fonoaudiológico participando do The Voice, conheci muitas possibilidades de melhora, de respiração, de redescobrir o diafragma”, declara. 

Assim como Lessa, muitos profissionais da música buscam a assistência de um fonoaudiólogo para exercer práticas essenciais e potencializar a capacidade vocal. Como o uso da voz é constante, alguns incômodos podem surgir. Entre eles, a professora Vanessa destaca: “rouquidão é uma das queixas mais frequentes, principalmente, ao final dos shows. A segunda é a fadiga vocal, e a terceira, a perda da voz nos quadros de afonia, também ao final dos shows”, afirma.

A principal dica da professora para um cuidado efetivo com a voz dos cantores profissionais é para que procurem um especialista. “Esse profissional vai ter condições de fazer uma avaliação vocal e de elencar aspectos importantes a serem trabalhados para manter a qualidade da voz desse profissional.  Se o cantor estiver com alguns sintomas, vai trabalhar os aspectos que estão fazendo com que a voz esteja alterada e potencializar esse aparelho fonador”, ressalta. 

Para Marcos Lessa, que também é aluno do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade de Fortaleza, a iniciativa da prevenção deve partir de qualquer pessoa que use a voz constantemente em seu cotidiano de trabalho. “Acredito que todas as pessoas que utilizam a voz como instrumento de trabalho devem procurar um fonoaudiólogo, não apenas os cantores. No cinema, por exemplo, um diretor utiliza bastante a voz”, ressalta o artista, que em tempos de pandemia tem equilibrado a rotina das lives com a paixão pela sétima arte, enquanto aguarda a retomada das apresentações com um tributo a Roberto Carlos e o projeto ‘Deslizando na Canção’ já programados na agenda. 

Estude Fonouadiologia na Unifor 

O curso de Fonoaudiologia da Universidade de Fortaleza forma profissionais generalistas capazes de atuar na comunicação e deglutição humana, em pesquisa, promoção, prevenção, avaliação, diagnóstico, habilitação, reabilitação e aperfeiçoamento destas funções. 

Como aluno de Fonoaudiologia, é possível atuar nos projetos de pesquisa e extensão. Alguns deles são desenvolvidos em parceria com outros cursos do Centro de Ciências da Saúde. Entre as iniciativas, estão o Projeto Vivenciar a Clínica Fonoaudiológica, o Ambulatório de Tontura, Disfagia e Dislexia, o núcleo de linguagem e o clube da transcrição, atuação interdisciplinar da fonoaudiologia e odontologia na clínica infantil e na prótese dentária, grupo de estudos em voz - UNIVOZ e em estimulação precoce. A clínica-escola do curso está inserida no Núcleo de Atenção Médica Integrada (NAMI), que realiza desde exames a terapias fonoaudiológicas. Ficou interessado? Clique aqui.