angle-left Alunos da Unifor participam de censo para promover ações no combate ao coronavírus em idosos

Ter, 5 Maio 2020 17:23

Alunos da Unifor participam de censo para promover ações no combate ao coronavírus em idosos

Estudo é promovido pela Secretaria de Saúde do Estado em parceria com a Universidade de Fortaleza.


Médica geriatra Andrea Rosa, orientadora do projeto (Foto: Divulgação)
Médica geriatra Andrea Rosa, orientadora do projeto (Foto: Divulgação)

Alunos do curso de Medicina da Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, estão participando da realização do censo que visa estudar o perfil dos idosos moradores de Instituições de Longa Permanência do Idoso (ILPI) em Fortaleza.

A coleta de dados é iniciativa da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), em parceria com a Unifor, como parte da agenda de enfrentamento ao novo coronavírus. O estudo visa minimizar a possível repercussão da Covid-19 na população idosa residente em ILPIs a partir da avaliação dos diferentes graus de fragilidade desses indivíduos.

Os dados são coletados por meio de teleconsulta e busca ativa de identificação de cada idoso nas ILPIs junto com a coordenação de cada instituição. As informações serão utilizadas para o planejamento de estratégias específicas no combate à Covid-19 no estado do Ceará.

O estudo é realizado sob a coordenação e orientação da médica geriatra Andrea Rosa, com apoio do professor Clayton Torres, além de contar com 16 estudantes voluntários de medicina participando do processo de levantamento de dados do censo.

Atualmente a análise está em fase final da coleta de dados e prevê a notificação aos órgãos competentes os primeiros resultados no início de maio.

Para a geriatra Andrea Rosa, é vital a necessidade de professores e universidades se envolverem no combate à pandemia. “Dentro do Núcleo Docente das instituições de ensino superior se encontram colegas com as mais diversas qualificações e expertises, e para os alunos, discentes em formação, é uma situação única e sem precedentes históricos recentes, onde todos somos chamados a exercer nossa cidadania”, ressalta.