angle-left Pioneiro no Ceará, curso de Engenharia Elétrica celebra 40 anos de formação da primeira turma

Qui, 18 Outubro 2018 14:58

Pioneiro no Ceará, curso de Engenharia Elétrica celebra 40 anos de formação da primeira turma

Primeiro do estado do Ceará, bacharelado de Engenharia Elétrica da Unifor foi criado junto com a Universidade, no ano de 1973.
Primeiro do estado do Ceará, bacharelado de Engenharia Elétrica da Unifor foi criado junto com a Universidade, no ano de 1973.

curso de Engenharia Elétrica da Universidade de Fortaleza celebra 40 anos de formação da primeira turma em 2018. Criado junto com a Unifor, no ano de 1973, o bacharelado de cinco anos é avaliado como o melhor do Norte/Nordeste e Centro-Oeste, segundo o Ranking Universitário do jornal Folha de S. Paulo, avaliação anual do ensino superior do Brasil feita desde 2012.

Em comemoração ao aniversário, durante os dias 21, 22 e 23 de novembro será realizada vasta programação destinada aos professores, alunos e egressos que fazem parte da história do curso. O objetivo do evento é acompanhar e discutir as constantes mudanças e evoluções tecnológicas em uma das áreas mais dinâmicas do mercado. A programação vai contemplar palestras acadêmicas e profissionais, mesas-redondas e visita guiada. Não será necessário realizar inscrições apenas devendo respeitar a lotação dos auditórios

“Escolhemos essa data pelo que representa, nem todos os cursos que nasceram com a Universidade estão em atividade atualmente, além do curso de Engenharia Elétrica da Unifor ser pioneiro no estado, o que significa que colocamos no mercado cearense os primeiros engenheiros daqui, então, é uma forma de comemorar os 40 anos da primeira turma de profissionais formados na área do estado. Para além disso, no dia 23 de novembro comemora-se o dia nacional do engenheiro eletricista”, afirma o professor Bruno Ricardo Almeida, coordenador do curso.  

Sempre Unifor

Quando o aluno Roberto Garrido pensou em estudar Engenharia Elétrica o curso só era oferecido em três cidades do Nordeste: Salvador (Bahia), Recife (Pernambuco) e Campina Grande (Paraíba). “Existia uma deficiência grande no Ceará de profissionais, as empresas contratavam pessoas de outras cidades e estados, se o curso não fosse aberto, em Fortaleza, teria ido cursar a Escola Naval no Rio de Janeiro, mas como a Unifor começou a ofertar, optei por ficar”, conta Roberto.

Aluno da primeira turma de Engenharia Elétrica da Unifor, Roberto Garrido, participou do programa de monitoria, o bom desempenho em sala chamou a atenção da coordenação e dos professores do curso. “Muito cedo fui enveredando para a área acadêmica, fui monitor de circuitos elétricos”, afirma. A monitoria deu resultados, hoje, o egresso é professor da Unifor e leciona três disciplinas: transmissão de energia elétrica, proteção de sistemas elétricos de potência e subestações e sistemas elétricos de potência, cadeiras práticas que agregam, principalmente, aos alunos que estão nos últimos semestres do curso.

Após a graduação, além do convite para ser membro do corpo docente da Universidade, o professor Garrido passou no concurso público para trabalhar na Coelce, onde atuou em diversos cargos, inclusive, o de presidente, no início dos anos 90. “Na Coelce fiz carreira, conciliava o trabalho e a carreira de professor, só interrompi o magistério para fazer a pós-graduação pela Eletrobrás, na Escola Federal de Engenharia de Itajubá, depois da conclusão voltei a lecionar”, destaca.

O professor afirma que naquela época o mercado de trabalho para os recém-graduados era pleno, entre seus colegas de turma todos saíram empregados. “Existia uma deficiência no mercado de pessoas na área, todos os engenheiros eletricistas que atuavam no estado eram de Campina Grande ou de Recife. Hoje o mercado é muito mais competitivo, ele existe uma especialização, o profissional tem que ser diferente em termos de conhecimento. Nisso a Universidade investe muito, em termos de condição de ensino, o aluno que, realmente, se esforçar sai um bom profissional”, finaliza.

Humberto Noleto, também egresso da primeira turma de Elétrica da Unifor, optou por não trabalhar em empresas públicas. Logo que saiu da graduação começou a empreender: era o começo da Nova Engenharia, fruto da parceria de uma vida com sua esposa e sócia, Vera Monteiro. A relação de parceria teve início ainda na graduação, ela, aluna do curso de Engenharia Civil, e ele, aluno do curso de Engenharia Elétrica. “Vera foi aluna da segunda turma da Civil nos encontramos na faculdade, quando concluímos a graduação já começamos a empresa”, relata Noleto.

A graduação proporcionou diversas experiências profissionais para Humberto. “Logo que entrei na Unifor comecei a estagiar na Hidrel, uma empresa que fazia instalações, de lá consegui uma vaga na E-Mil Engenharia Montagem Limitada, depois prestei concurso e passei para ser estagiário da TeleCeará, e ainda tive a experiência de trabalhar na Pillar Engenharia”, relembra.

Vindo de Floriano, interior do Piauí, as oportunidades na capital o fizeram agarrar todos os desafios, fruto disso são mais de 750 projetos por Fortaleza, em parceria com empresas de renome nacional.  

O engenheiro guarda fortes lembranças do seu tempo de Unifor. “Buscamos sempre estar em contato com os colegas, marcamos reuniões em datas comemorativas, agora mesmo estamos organizando mais uma aula da saudade. Guardo com muita admiração professores que tive, como o Costinha e o sr. Genoíno, os melhores professores que tive na vida”, conclui.

Engenharia Elétrica na Unifor

O curso de Engenharia Elétrica é para quem quer trabalhar com a geração, distribuição, tratamento e armazenamento da energia elétrica. Avaliado como o melhor do Norte/Nordeste pelo Ranking Universitário do jornal Folha de S. Paulo, avaliação anual do ensino superior do Brasil feita desde 2012, o curso é destinado para quem deseja se qualificar para atuar com automação industrial e predial, sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico, manutenção elétrica industrial e estar apto a assumir funções em diversos tipos de empresa que usam a energia nos seus processos de trabalho.

Processo Seletivo 2019.1

A Unifor está com inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019.1. Nesta etapa serão utilizados dois critérios para a seleção: Prova e a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).