angle-left Universidade de Fortaleza vai realizar diagnóstico de Covid-19

Qua, 8 Abril 2020 09:25

Universidade de Fortaleza vai realizar diagnóstico de Covid-19

A expectativa é que a testagem inicie no começo da segunda quinzena de abril.


“O diagnóstico precoce da Covid-19 é um dos objetivos estratégicos do SUS na resposta à pandemia
“O diagnóstico precoce da Covid-19 é um dos objetivos estratégicos do SUS na resposta à pandemia", destaca Cristina Moreira, atual diretora do NUBEX.  (Foto: Ares Soares)

Diante da disseminação do Coronavírus (Covid-19) em todo o estado, a Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, vai realizar diagnóstico da Covid-19, em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen-CE) e apoio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap). A iniciativa vai aumentar a capacidade de diagnóstico precoce da doença pelas autoridades de saúde e contribuir para o controle da transmissão do vírus no Ceará. A expectativa é que a testagem inicie no começo da segunda quinzena de abril.

As análises serão feitas no Laboratório de Bioagentes Patogênicos do Núcleo de Biologia Experimental (NUBEX), da Unifor. A ação contará com 24 profissionais de nível médio e superior com experiência em extração de RNA e RT-PCR, dentre eles alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas da Universidade de Fortaleza. Terá ainda a colaboração de farmacêuticos e técnicos do Laboratório de Análises Clínicas do Núcleo de Assistência Médica Integrada (NAMI), da Unifor.  

Para a implantação da Unidade de Diagnóstico Covid-19 – Unifor, a instituição contou com uma equipe executora composta pelos professores do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas (PPGCM) Adriana Rolim, Cristina Moreira, Danielle Malta e Kaio Tavares, e do professor Ângelo Roncalli do curso de Farmácia, sob a coordenação do professor Vasco Furtado, diretor da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (DPDI)

O espaço funcionará 24 horas por dia e 7 dias por semana, contando com 2 PCR em tempo real. Serão realizados 3.000 testes/mês e a perspectiva é de ampliação para 6.000 testes/mês. O resultado será emitido em um prazo de 24 a 48 horas. Todos os requisitos exigidos de biossegurança para assegurar a proteção das equipes de trabalho serão observados. Assim, os procedimentos serão realizados com o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) preconizados pelo Ministério da Saúde, além do manuseio adequado das amostras contaminadas e equipamentos laboratoriais calibrados.

“O diagnóstico precoce da Covid-19 é um dos objetivos estratégicos do Sistema Único de Saúde na resposta à pandemia. Ele permite o isolamento de casos. A quarentena, associada às medidas de distanciamento social da população, evita a saturação do sistema de saúde e reduz os índices de mortalidade. Isso porque existe uma preocupação com o número de unidades de terapia intensiva e leitos nos hospitais do Ceará”, destaca a professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas e curso de Farmácia da Unifor, Cristina Moreira, atual diretora do NUBEX

Nos últimos anos, a Unifor vem fazendo grandes investimentos na pesquisa e na infraestrutura utilizada rotineiramente para a geração de conhecimento científico e biotecnológico. “Nesse momento peculiar que estamos vivenciando, em nível global, esse investimento gerará outros frutos para a sociedade. Estamos disponibilizando e adequando laboratórios, equipamentos, insumos, kits diagnósticos e recursos humanos especializados e empenhados para o enfrentamento da Covid-19. Essa contribuição reforça o importante papel social desempenhado pela Universidade de Fortaleza”, reforça Cristina, que é mestre e doutora em Bioquímica.